Tecnologia

Streaming paga R$ 13 mil para quem assistir 24h de filmes sobre crimes

Publicado


source
Objetivo é assistir a 18 documentários na sequência
Unsplash/Georgia Vagim

Objetivo é assistir a 18 documentários na sequência

A plataforma de streaming norte-americana Magellan TV está oferecendo dinheiro para três usuários que aceitarem ficar 24 horas assistindo documentários sobre crimes reais. Cada um deles vai receber US$ 2,4 mil pelo feito, o equivalente a R$ 13 mil, em conversão direta.

O objetivo é que os três selecionados publiquem sobre a experiência nas redes sociais . Além do dinheiro, eles também receberão um ano de assinatura gratuita no Magellan TV, streaming focado em documentários.

De acordo com a plataforma, o candidato ideal é aquele que “tem nervos de aço” e “vive para o crime real”. “Ele pode lidar com o assassino em série mais ameaçador e os detalhes mais horríveis”, diz o anúncio.

Quem conseguir a vaga no “emprego dos sonhos”, como define o Magellan TV, assistirá a 18 documentários em sequência, como “O Massacre de Columbine: na mente do assassino” e “Jack, o Estripador: Tabloid Killer”. É preciso ser residente dos Estados Unidos para se inscrever.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Instagram ganha versão mais leve e sem anúncios no Brasil

Tecnologia

Troca de dados entre WhatsApp e Facebook é ilegal, determina Alemanha

Publicado


source
WhatsApp troca dados dos usuários com o Facebook
Unsplash/Allie

WhatsApp troca dados dos usuários com o Facebook



Nesta terça-feira (13), um dos principais órgãos reguladores da Alemanha entrou com uma ação contra o Facebook . O motivo seria que a empresa de Mark Zuckerberg estaria trocando dados de usuários entre a rede social e o aplicativo de mensagens WhatsApp de forma ilegal.

Segundo o comissário Johannes Caspar, oficial de proteção de dados de Hamburgo e quem iniciou a ação, a recente atualização dos termos de uso e política de privacidade do serviço, que engloba esse compartilhamento, fere o Regulamento Geral de Proteção de Dados ( GDPR ) da União Europeia.

Caspar justificou a iniciativa afirmando que o Facebook precisaria da autorização expressa dos usuários para o compartilhamento – algo que não teria ocorrido. Além disso, ele lembrou que, quando o WhatsApp foi adquirido pelo Facebook há alguns anos, uma das premissas é que não ocorreria a troca de informações entre os serviços.

Você viu?

“Temos motivos para acreditar que a política de compartilhamento de dados entre WhatsApp e Facebook está sendo inadmissivelmente aplicada devido à falta de consentimento expresso e voluntário”, disse o especialista. Algo que, segundo ele, não aconteceu.

Veja Mais:  Troca de dados entre WhatsApp e Facebook é ilegal, determina Alemanha

Novos termos de uso

Em agosto, o Facebook alterou a política de uso do WhatsApp . Caspar classifica essa alteração do serviço como “uma troca ilegal de dados em massa”, motivo pelo qual ele estaria entrando com o procedimento, e argumenta que a ação visa proteger os dados dos cerca de 35 milhões de usuários do WhatsApp na Alemanha.

A ação regulatória prevê o bloqueio do compartilhamento dos dados por três meses, com possibilidade de a decisão ser ampliada, se autorizada pelo comitê regulatório para proteção de dados.

Além disso, a ação pede ao Facebook que dados sejam apagados, bem como sugere uma multa para o caso de não cumprimento da decisão. Em contrapartida, um porta-voz do WhatsApp afirmou que a empresa não estaria agindo contra as leis locais.

Segundo o porta-voz, “ao aceitar os termos de serviço atualizados do WhatsApp , os usuários não concordam com qualquer expansão em nossa capacidade de compartilhar dados com o Facebook, e a atualização não afeta a privacidade de suas mensagens com amigos ou familiares”, disse, em nota, à Reuters . O Facebook alega que sua atuação está em conformidade com a lei e que vai recorrer da decisão.

Veja Mais:  Instagram ganha versão mais leve e sem anúncios no Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Instagram lança figurinhas do Ramadan: saiba o que é e como usar

Publicado


source
Instagram criou figurinhas para o Ramadan
Reprodução/Instagram

Instagram criou figurinhas para o Ramadan

O Instagram lançou um pacote de figurinhas que podem ser usadas no Stories para comemorar o “ Ramadan ” (que pode ser grafado como Ramadã ou Ramadão), o mês sagrado do calendário islâmico. A rede social disponibilizou três imagens produzidas pela artista Hal Al-Abbasi, nascida no Bahrein.

Durante o Ramadan, os mulçumanos focam na reflexão e devoção a Alá, a figura a quem se deve maior devoção na religião islâmica. Neste ano, a comemoração começou no dia 13 de abril e seguirá até 12 de maio. Durante esses 30 dias os fiéis se abstêm de algumas comidas, bebidas, fumo e sexo, do nascer ao pôr do sol. Na tradição, também é essencial que os muçulmanos deixem de lado calúnias e fofocas e até o uso de perfume no período.

Você viu?

Para homenagear a época sagrada, o Instagram disponibilizou três figurinhas diferentes. Uma delas mostra o chá com tâmaras, outra traz uma mesquita com o céu estrelado ao fundo e a lua crescente em destaque, e a terceira apresenta a lua crescente e as estrelas. Todas as imagens fazem referência a costumes e símbolos sagrados da religião islâmica.

Ao utilizar as figurinhas do Ramadan, as publicações são levadas a um espaço de destaque no perfil de todos os usuários. Essa atenção especial leva muitos influenciadores a utilizarem as figurinhas para conseguirem maior visibilidade, o que não está sendo visto com bons olhos por muitos usuários da rede social de Mark Zuckerberg .

Como usar as figurinhas do Ramadan no Instagram

  • Abra seu aplicativo do Instagram que está disponível para celulares com sistema operacional Android e iOS, ou pelo site oficial da rede;
  • Escolha a foto ou vídeo que deseja postar no Stories e clique no ícone de figurinha;
  • Decida qual figurinha utilizar e a posicione em seu clique.

Lembre-se que as figurinhas se tratam de uma homenagem a uma época sagrada de uma religião . Caso decida utilizar uma delas, coloque em prática o respeito aos costumes e crenças que desconhecemos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Apple marca evento online; saiba o que deve ser lançado

Publicado


source
Convite do evento Spring Loaded, da Apple
Divulgação/Apple

Convite do evento Spring Loaded, da Apple

A Apple anunciou nesta terça-feira (13) a data do seu próximo evento de lançamento. Sob o slogan “spring loaded” (“carregado com mola”, em tradução literal), a apresentação online acontecerá na próxima terça-feira (20), às 14 horas (horário de Brasília).

O principal lançamento do evento deve ser o novo iPad Pro . Alguns rumores indicam melhoria no processador em relação à geração anterior e câmeras melhores. Além disso, um iPad Mini com tela maior, entre 8,5 e 9 polegadas, deve chegar no primeiro semestre deste ano, com a possibilidade de ser apresentado no evento.

Novos MacBook Pro e MacBook Air também podem estar entre os lançamentos, assim como as etiquetas inteligentes  AirTags . Os rastreadores aparecem em vazamentos há anos, mas nunca foram apresentados oficialmente.

Os fones de ouvido AirPods e uma atualização do Apple TV também podem chegar durante o evento da próxima terça-feira. O lançamento será transmitido ao vivo no site da Apple .

Comentários Facebook
Veja Mais:  Android passa a alertar usuários que usam celular andando na rua
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana