Tecnologia

YouTube lista vídeos mais assistidos e curtidos no Brasil em 2020

Publicado


source

Tecnoblog

youtube
Unsplash

YouTube divulgou lista de vídeos mais assistidos e curtidos no Brasil em 2020

O YouTube divulgou nesta terça-feira (1º) sua lista com os vídeos mais populares em 2020. Em meio à pandemia do novo coronavírus, as lives ganharam espaço entre os usuários da plataforma. No Brasil, o vídeo mais assistido foi a transmissão ao vivo da final da Taça Rio disputada entre Flamengo e Fluminense.

A live do jogo de volta foi transmitida em 9 de julho no canal do Fluminense e teve pico de 3,6 milhões de visualizações simultâneas. O vídeo superou até mesmo a transmissão ao vivo realizada por Marília Mendonça, que chegou a 3,31 milhões de visualizações simultâneas e continua como a live de música mais assistida do YouTube.

No levantamento, a plataforma considera visualizações no Brasil entre 1º de janeiro a 15 de novembro, retirando videoclipes, trailers e vídeos infantis.

Vídeos mais assistidos do YouTube no Brasil em 2020

  1. FluTv – Fla-Flu Ao Vivo – Final da Taça Rio
  2. Flamengo x Boavista Ao Vivo – Taça Rio
  3. Dinheiro traz felicidade? (Whindersson Nunes)
  4. Felipe Neto Minecraft #1
  5. Thiago Ventura I Especial Só Agradece l Legendado [4K]
  6. O Enigma – Completo (Viih Tube)
  7. Truques divertidos e geniais com alimentos II Dicas sobre alimentos por 123 GO!
  8. Copa América 2020 | Free Fire
  9. Entenda a história por trás dos memes da dança com caixão (Você Sabia?)
  10. Paródia – Tudo OK – Thiaguinho MT feat Mila
Veja Mais:  Bug no Windows 10 permite que HD seja corrompido só de olhar para a tela

Vídeos de música mais assistidos no Brasil

  1. Marília Mendonça – GRAVETO (Todos Os Cantos)
  2. Henrique e Juliano – VOLTA POR BAIXO – DVD Ao Vivo No Ibirapuera
  3. MC Niack – Oh Juliana (kondzilla.com)
  4. Os Barões da Pisadinha – Basta Você Me Ligar (Ao Vivo) ft. Xand Avião
  5. Os Barões da Pisadinha – Recairei (Ao Vivo)
  6. Dennis & MC Don Juan – Te Prometo (Clipe Oficial)
  7. Poesia Acústica #9 – Melhor Forma – L7NNON | CHRIS | Xamã | Lourena | Cesar Mc | Djonga | Filipe Ret
  8. MC Marks – Deus é por Nós – Dj Muka (Clipe Oficial)
  9. Eduardo Costa – Ainda Tô Aí (Clipe Oficial ) DVD #ForaDaLei
  10. Luísa Sonza – BRABA

Vídeos de música mais assistidos nos EUA

  1. Future – Life Is Good (Official Music Video) ft. Drake
  2. 6IX9INE- GOOBA (Official Music Video)
  3. Lil Baby x 42 Dugg – We Paid (Official Video)
  4. NLE Choppa – Walk Em Down feat. Roddy Ricch (Official Music Video)
  5. Cardi B – WAP feat. Megan Thee Stallion [Official Music Video]
  6. DaBaby – ROCKSTAR FT RODDY RICCH [Audio]
  7. Roddy Ricch – The Box [Official Music Video]
  8. Drake – Laugh Now Cry Later (Official Music Video) ft. Lil Durk
  9. YoungBoy Never Broke Again – Lil Top [Official Music Video]
  10. Lil Baby – The Bigger Picture (Official Music Video)
Veja Mais:  Tinder e Bumble banem usuários que estavam na invasão ao Capitólio

Canais que mais ganharam inscritos em 2020

Nessa lista, o YouTube reúne quem mais ganhou inscritos em termos absolutos, retirando canais de artistas, marcas, empresas de mídia e conteúdo infantil.

  1. NOBRU
  2. Você Sabia?
  3. LOUD
  4. Felipe Neto
  5. Renato Garcia
  6. COMÉDIA SELVAGEM
  7. whinderssonnunes
  8. O Que Não Dizer Oficial
  9. CEROL
  10. LOUD Coringa

Canais que mais cresceram em 2020

O YouTube também divulgou uma lista dos canais que mais cresceram em termos relativos entre 1º de janeiro e 15 de novembro de 2020. A lista, que também retira canais de artistas, marcas, empresas de mídia e conteúdo infantil, só considera os canais com crescimento de mais de 200% no número de inscritos em relação ao mesmo período do ano anterior.

  1. LOUD THURZIN
  2. Simone Mendes
  3. JEFÃO
  4. LOUD Mii
  5. No Matinho
  6. LOUD JORDAN
  7. MANSÃO MAROMBA
  8. Deixa Falar
  9. Megadragom GamePlay
  10. LOUD Thaiga

YouTube lista vídeos mais assistidos e curtidos no Brasil em 2020

Comentários Facebook

Tecnologia

Tinder e Bumble banem usuários que estavam na invasão ao Capitólio

Publicado


source

Olhar Digital

tinder
Unsplash/Kon Karampelas

Tinder exclui perfis de invasores do Capitólio

O Tinder e o Bumble estão banindo perfis de pessoas que participaram do ataque ao Capitólio , em Washington, EUA, no início de janeiro. De acordo com o Washington Post , as diversas imagens dos invasores, divulgadas na mídia, estão servindo para que as empresas por trás dos apps de relacionamento consigam derrubar perfis ligados à invasão, que resultou na morte de cinco pessoas.

No caso do Tinder, a situação é ainda mais aprofundada, considerando que o app é uma das muitas propriedades do Match Group, que também é dono de outros aplicativos do gênero, como Match.com, OKCupid, Hinge, Plenty of Fish e vários outros. Todos os apps estão excluindo perfis de usuários identificados no ataque ao Capitólio .

“Tenha a certeza de que nós proibimos qualquer conteúdo que promova o terrorismo e o ódio racial e que nós já removemos qualquer usuário que tenham, confirmadamente, participado no ataque ao Capitólio americano”, disse o Bumble em sua conta no Twitter.

Você viu?

Já um porta-voz do Match Group, representando o Tinder , afirmou que “nós já banimos, e continuaremos banindo, qualquer usuário procurado pelo FBI por relação com terrorismo doméstico em todas as nossas marcas, e nós sempre vamos cooperar com as autoridades em suas investigações”.

Política x Apps

O fato do Tinder e Bumble estarem banindo usuários por razões políticas não é algo exatamente novo. Em 2017, o OKCupid baniu um usuário autoproclamado neonazista e supremacista branco que participou da passeata “Unite the Right”, em Charlottesville, no estado da Virgínia. Na ocasião, uma mulher acabou morrendo.

Veja Mais:  Não clique! E-mail falso da Netflix rouba dinheiro dos usuários; conheça o golpe

Aliás, o público dos aplicativos de encontro também começaram a se movimentar em favor à medida. O Bumble, por exemplo, tem em suas configurações a capacidade de ajustar preferências de perfis por afiliação política.

Segundo tuítes de alguns usuários, algumas pessoas estão voluntariamente alterando seus perfis para “buscar conservadores” e possivelmente identificar outros perfis que estiveram no ataque. O Bumble informou que desativou o recurso por enquanto, a fim de evitar “mau uso”.

A vida sem matches em apps de relacionamento é mais uma medida adotada pelas empresas de tecnologia social contra os invasores do Capitólio, que conduziram o ato terrorista como forma de tentar reverter as eleições presidenciais em favor de Donald Trump . Ele, que fica no cargo até esta quarta-feira (20), foi derrotado em 3 de novembro pelo democrata Joe Biden .

Desde então, vem afirmando – sem nenhuma prova ou evidência – que houve fraude no pleito. Insuflados pelas mensagens de Trump nas redes sociais , os invasores atacaram o edifício federal que, na ocasião, tinha congressistas conduzindo a cerimônia de reconhecimento da vitória de Biden.

Por causa disso, Trump acabou banido permanentemente da maior parte das redes sociais conhecidas, incluindo Pinterest, Facebook , Snapchat, Twitch , além de cortes notáveis no YouTube e Twitter . Mais além, a rede social Parler , amplamente usada pelo público conservador, acabou inacessível após a Apple e o Google removerem-na da AppStore/Play Store, bem como a Amazon Web Services cancelar seu contrato de hospedagem web.

Veja Mais:  Ter Trump banido das redes é uma má notícia para todos, diz chefe do Instagram

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Projeto de lei quer que redes sociais coletem CPF e impressão digital

Publicado


source

Tecnoblog

redes sociais
Unsplash/ROBIN WORRALL

Redes sociais podem coletar CPF e impressão digital?

Após o Senado abandonar a possibilidade de exigir RG e CPF de usuários de redes sociais no PL das fake news, a Câmara dos Deputados tem uma proposta semelhante. Um projeto de lei quer a criação de mais mecanismos de verificação de identidade. Para isso, o texto defende a coleta de CPF , endereço e até mesmo impressão digital dos usuários.

A coleta dos dados de usuários está prevista no PL 3627/2020, apresentado em julho de 2020 pelo deputado Nereu Crispim (PSL-RS). A proposta defende a inclusão de um artigo no Marco Civil da Internet para determinar que as redes sociais devem “garantir a identificação inequívoca de todos os usuários que possuem perfis ativos em suas aplicações”.

Com isso, as plataformas passariam a exigir nome, CPF ou CNPJ, endereços residencial e profissional, e foto do usuário ou administrador do perfil. Em caso de pessoa física, as redes sociais deveriam coletar ainda a impressão digital do usuário. Se o titular da conta tiver menos de 18 anos, as plataformas também teriam que solicitar as mesmas informações do responsável legal.

O texto indica que os atuais usuários das redes sociais seriam convocados para fornecerem seus dados até 60 dias depois da aprovação da lei. As plataformas, por sua vez, seriam obrigadas a bloquear a publicação de posts, comentários e mensagens de usuários que não apresentarem as informações ou que o fizerem com dados falsos ou não verificáveis.

Veja Mais:  Não clique! E-mail falso da Netflix rouba dinheiro dos usuários; conheça o golpe

O projeto estabelece ainda que as redes sociais teriam que oferecer ferramentas de registro de ocorrência em caso de crimes contra a honra ou de ameaça que ocorram na plataforma. Pela proposta, essas ferramentas deveriam permitir o uso de conteúdos (mensagens, posts e comentários) como meios de prova.

Você viu?

A proposta também defende a elevação de algumas penas previstas no Código Penal . De acordo com o documento, crimes de calúnia, difamação, injúria e ameaça teriam a pena triplicada caso fossem cometidos em redes sociais.

Em sua justificativa, o deputado defendeu o projeto ao afirmar que a internet é usada a todo instante na prática de novos crimes cibernéticos e na propagação de discursos de ódio. Ele também apontou para a disseminação de robôs e de perfis falsos nas redes sociais que podem decidir eleições.

“Em todos esses casos, um elemento é fundamental para que os cibercriminosos obtenham sucesso: o anonimato conferido pela rede”, afirmou Crispim. “A rede social sem a identificação de quem é dono de perfil é como uma arma de fogo raspada que é utilizada para cometer um crime e dificulta a identificação do autor do delito”.

Projeto de lei contraria LGPD

A proposta de exigir que as redes sociais coletem mais dados de usuários vai na direção contrário à da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) . A regulação, que entrou em vigor em setembro de 2020, estabelece que o tratamento de dados deve respeitar, entre outros pontos, o princípio da necessidade.

Segundo a LGPD, é necessário prezar pela “limitação do tratamento ao mínimo necessário para a realização de suas finalidades, com abrangência dos dados pertinentes, proporcionais e não excessivos”. Em resumo, a orientação é de que as plataformas não solicitem aos usuários mais dados do que precisam para oferecer o serviço.

O PL 3627/2020 aguarda a análise de duas comissões na Câmara e está sujeito à votação em plenário. Caso a proposta seja aprovada pelos deputados, ela será encaminhada ao Senado e, depois, para aprovação ou veto do presidente da República.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

YouTuber joga Mario Kart com bicicleta ergométrica; assista ao vídeo

Publicado


source
mario kart
Reprodução/mechachoi

Mike Choi controlou o jogo Mario Kart com uma bicicleta ergométrica

O jogador Mike Choi conseguiu controlar o game  Mario Kart 8 Deluxe , do Nintendo Switch , através de um bicicleta ergométrica. Fazendo alguns ajustes, ele conseguiu transformar a experiência de jogo em atividade física, e mostrou todo o processo em seu canal do YouTube.

Mike batizou a invenção de Labo Fit Adventure Kart e, além da bicicleta, usou também alguns acessórios de papelão dos kits Nintendo Labo . A principal peça para o funcionamento da engenhoca foi um módulo eletrônico criado pelo jogador, que consiste em um pequeno circuito de motores.

O módulo foi responsável por conectar o controle Joy-Con do Switch à bicicleta ergométrica . Assim, sempre que a bike atinge determinada velocidade, o botão do acelerador é acionado.

Para exercitar também os braços, o volante foi substituído pelo controle Ring-Con, do jogo Ring Fit. Quando o acessório é pressionado, o mesmo módulo de motores leva essa informação ao controle do Switch .

Você viu?

Para fazer tudo funcionar, Mike teve que imprimir algumas peças em 3D, além de cortar outras a laser. Confira o vídeo da produção e do resultado final da invenção:

Comentários Facebook
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana