Rondonópolis

Exposição da artista Marlene Trouva vai até domingo no shopping

Publicado

O Projeto “MARLENE TROUVA: Cor da Arte no Cerrado” quer evidenciar que a obra da artista tem por objetivo transformar, dar relevo e textura e colorir o vazio cotidiano existente com leveza, de forma encantadora, profunda e significativa. É um projeto individual e original em sua essência e expressão pois Marlene trabalha com encáustica, uma técnica de pintura conhecida como pintura a fogo, desenvolvida pelos gregos desde o século V A.C., na qual os pigmentos de cor são diluídos em cera quente. Ela também trabalha com cera fria.

Os pontos fortes da técnica, os quais encantam a artista são o relevo e a textura.

Em suas palavras: “A característica mais marcante em meu trabalho é a textura e o relevo produzido nos trabalhos com encáustica. Ela faz parte da minha vida! Me apaixonei por essa técnica justamente porque ela me possibilita criar uma gama de texturas e relevos na tela, de forma que eu consigo representar, do meu jeito, explorando o colorido do cerrado mato-grossense.” Quando fez o curso, os principais pontos que chamaram a atenção da artista foram: o desvendar de uma técnica milenar, o efeito produzido por ela e o fato de a cera de abelha ser uma matéria prima orgânica.

O fato de criar suas próprias obras, restaurar peças sentimentais, entre outras e ministrar cursos de pintura em tela para alunos em seu ateliê e no SESC-Rondonópolis, Trouva evidencia seu compromisso e cuidado em manter e preservar a cultura regional.

Veja Mais:  Prefeito participa de missa de corpo presente e das últimas homenagens a Dom Juventino

O evento pandêmico despertou Marlene quanto a inserção de cores, habilidades e técnicas sobre a tensa realidade do panorama atual, e para tanto, tem se superado e desdobrado criatividade sobre telas e painéis, tornando suportável, o momento vivido.

A ideia dessa proposta vem da efervescência criativa em meio ao isolamento social e a originalidade e caráter pictórico único dessa artista, no centro de uma crise sem precedentes na História, vem impactar a cena cultural de Mato Grosso e Rondonópolis e atrair o interesse público para uma forma de expressão artística milenar.

Para tanto, será realizado um documentário – Curta Metragem – registro digital, de intensa criatividade e imaginário, pois Marlene Trouva driblou as adversidades em 2020 e ressurgiu em 2021 com novo fôlego de vida e habilidade técnica singular, fomentando uma produção de caráter interativo, para todo o Estado de Mato Grosso. A exposição segue até domingo (18/04), das 8 às 19 horas, no Rondon Plaza Shopping. A entrada é gratuita.

Comentários Facebook

Rondonópolis

Tecnologia 5G que irá melhorar produtividade no agronegócio é lançada em Rondonópolis

Publicado

Projeto piloto está sendo testado em fazenda modelo do IMA

Foto: Assessoria

Uma nova tecnologia que irá possibilitar aumento da produtividade e inovação para soluções no agronegócio. Essa é a proposta da 5g Standalone, ferramenta apresentada na terça-feira (11) pelas empresas de telecomunicações TIM e Nokia, em parceria com a Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) e a ConectarAgro.

O piloto do projeto foi demonstrado na área rural do município de Rondonópolis (240 km de Cuiabá), na sede do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA). Na apresentação, transmissões em tempo real de vídeos feitos em 4k e produzidos a partir de imagens obtidas por drones. A tecnologia permite, por exemplo, fazer a inspeção do plantio em tempo real.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participou do lançamento e exaltou a possibilidade que os agricultores passarão a ter de controlar em tempo real o manejo do plantio. “Temos que democratizar a tecnologia 5G, fazer com que ela seja acessível a todos. Essa é uma ferramenta que irá melhorar a produtividade e muito”.

Para o presidente da ConectarAgro, Gregory Riordan a tecnologia viabiliza uma série de benefícios que ultrapassam o plantio, e permeiam a inclusão digital. “Consegue-se produzir melhores dados para análise o que possibilita por exemplo, redução de agroquímicos, diminuir número de incidentes. Além disso, ela facilita a educação formal e técnica”.

O presidente da Ampa, Paulo Aguiar, explica em linhas práticas, de que forma a 5g Standalone impulsiona a produtividade. Ele pontua que ela permite que o produtor inspecione o plantio, habilitando soluções que podem ser aplicadas à colheita e ao manejo agrícola. Além disso, a gestão de equipamentos e a intercomunicação são facilitadas.

Veja Mais:  Gasp e Vigilância Sanitária começaram fiscalização para garantir cumprimento de Decreto Municipal

“Isso é algo que viabiliza uma resposta rápida no dia a dia. Permite que o produtor rural monitore de forma instantânea por 24 horas ao dia o que está acontecendo nas lavouras. Os dados são enviados diretamente para a pessoa que pode solucionar os problemas. A informação é rápida, confiável, possibilitando decisões mais assertivas”, ressalta Aguiar

Participaram ainda do evento de lançamento, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o vice-presidente de negócios da TIM, Paulo Gouveia, o Senador Wellington Fagundes, os Deputados Federais Sérgio Souza e Alceu Moreira, presidente e ex-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária e o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio.

Também estiveram presentes Alexandre Schenkel, presidente do Sindicato Rural de Campo Verde e lideranças associativas e sindicais regionais e estaduais.

NOVA TECNOLOGIA

A 5G Standalone é uma ferramenta que independe da estrutura da 4G para funcionar e está sendo encampado pelas empresas de comunicação e Ampa, com o apoio do Conectar Agro. O projeto que foi apresentado ao agronegócio, é o segundo de uma série de 20 que o Ministério das Comunicações apresentará até o fim do ano para diferentes áreas.

O primeiro, foi demonstrado na semana passada, com a ativação de rede do Palácio do Planalto, em Brasília.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura e Sanear buscam recursos para obras de saneamento em Brasília

Publicado


O diretor geral Interino do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) Hermes Ávila de Castro juntamente com o representante do escritório de Rondonópolis em Brasília Paulo José Correa se reuniram na última terça-feira (11) na Secretaria Regional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional – MDR com o secretário da pasta Pedro Maranhão e o deputado Federal José Medeiros para tratar da liberação de recursos que serão investidos em obras de saneamento básico em Rondonópolis. 

“Esta reunião tem o objetivo de trazer recursos para melhorar e atingir a universalização do saneamento em Rondonópolis, que já possui mais de 92% de rede de esgotamento sanitário e trata 100% do esgoto coletado”, disse Hermes Ávila.

O bom desempenho da Autarquia rumo à universalização do saneamento no cenário Nacional já rendeu o prêmio pela primeira colocação do Centro Oeste no quesito cidade de grande porte no Ranking da Universalização do Saneamento nos anos de 2019 e 2020, oferecido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes). E também, o prêmio do Instituto Trata Brasil 2019, por ser a Cidade com uma das melhores iniciativas em prol ao avanço do saneamento básico de todo o país.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Atendimentos presenciais na Prefeitura de Rondonópolis estão suspensos a partir de hoje (29)
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis e Sanear buscam recursos para obras de saneamento em Brasília

Publicado

Foto: Assessoria

O diretor geral Interino do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) Hermes Ávila de Castro juntamente com o representante do escritório de Rondonópolis em Brasília Paulo José Correa se reuniram na última terça-feira (11) na Secretaria Regional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional – MDR com o secretário da pasta Pedro Maranhão e o  deputado Federal José Medeiros para tratar da liberação de recursos que serão investidos em obras de saneamento básico em Rondonópolis.

“Esta reunião tem o objetivo de trazer recursos para melhorar e atingir a universalização do saneamento em Rondonópolis, que já possui mais de 92% de rede de esgotamento sanitário e trata 100% do esgoto coletado”, disse Hermes Ávila.

O bom desempenho da Autarquia rumo à universalização do saneamento no cenário Nacional já rendeu o prêmio pela primeira colocação do Centro Oeste no quesito cidade de grande porte no Ranking da Universalização do Saneamento nos anos de 2019 e 2020, oferecido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes). E também, o prêmio do Instituto Trata Brasil 2019, por ser a Cidade com uma das melhores iniciativas em prol ao avanço do saneamento básico de todo o país.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Prefeito participa de missa de corpo presente e das últimas homenagens a Dom Juventino
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana