Policial

Aquisição de imóveis e locação de veículos eram utilizadas para lavar dinheiro de organização criminosa

Publicado

Há quase um ano começaram as investigações que culminaram na Operação Mandatário, deflagrada pela Força-Tarefa de Segurança Pública (FTSP-MT) para o cumprimento de 51 mandados judiciais que resultaram no sequestro de diversos bens móveis e imóveis, apreensão de dinheiro em espécie e joias e bloqueio de contas bancárias no valor de até R$ 5 milhões. As ordens judiciais foram cumpridas entre a segunda e esta terça-feira (18.01).

Entre os imóveis sequestrados estão um apartamento em edifício de alto pradrão e um prédio com 20 quitinetes. De acordo com a investigação conjunta realizada pela Polícia Civil e Polícia Federal em Mato Grosso, os imóveis e veículos sequestrados eram utilizados para lavar o dinheiro proveniente de atividades ilícitas praticadas por uma facção criminosa.

Os mandados expedidos pela 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá foram cumpridos em cidades dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e miram integrantes do núcleo contábil e financeiro da maior facção criminosa presente em Mato Grosso. Seis investigados foram presos preventivamente e um em flagrante.

FORCA%20TAREFA%20PF%20E%20PC.jpg

Modo de agir

O nome da operação faz menção à pessoa de confiança de um dos líderes e tesoureiro da facção, que também teve mandado cumprido durante a operação. O suspeito atuava como braço direito e era responsável pela execução das ordens do tesoureiro nas ruas, recolhimento de dinheiro, ou seja, atuava como mandatário do criminoso.

Veja Mais:  Polícia Civil de Porto Alegre do Norte arrecada 558 quilos de alimentos na Campanha Natal Solidário

O principal alvo da operação foi preso com mais de meio milhão de reais em espécie e se passava por advogado, mesmo sem ter concluído o curso de direito. Ele era responsável por recolher semanalmente o dinheiro em bocas de fumo e de outras atividades ilícitas. Depois era feita a contabilidade dos valores e o lucro distribuído entre os líderes da organização criminosa.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Mato Grosso, Frederico Murta, um dos responsáveis pela investigação, a força-tarefa chegou também a outros alvos, entre eles um contador e empresários, que atuavam na lavagem, camuflagem e aplicação do dinheiro da organização criminosa.

O contador era responsável pela abertura de empresas utilizadas para lavar o dinheiro da facção e fornecia contas bancárias para que que os criminosos pudessem fazer movimentações rápidas, a fim de não deixar vestígios que pudessem atrair a fiscalização. As empresas eram criadas para movimentar vultosas quantias de dinheiro e logo depois, encerradas, com o intuito de burlar a investigação. Quando os órgãos de fiscalização detectavam as movimentações atípicas, as empresas já estavam encerradas.

Outra modalidade exercida pela organização criminosa para a lavagem do dinheiro era a locação e compra e venda de veículos, que eram adquiridos em nome de terceiros, inclusive advogados. Com a operação, foram sequestrados 15 veículos de diversos modelos.

Conforme a Força-Tarefa neste período de quase um ano de investigação, foi apurado que a organização também lavava o dinheiro com a aquisição de patrimônio, entre eles imóveis, como casas e apartamento. Entre os imóveis sequestrados estão um apartamento em um edifício de alto padrão e um prédio com 20 quitinetes.

Veja Mais:  Polícia Militar prende suspeito por roubo à residência em Primavera do Leste

Sequestro de bens e apreensões

Além dos veículos, foram sequestrados sete imóveis e efetuadas 10 ordens de bloqueio de contas bancárias e de investimentos totalizando um valor estimado em cerca de R$ 10 milhões de reais.

Foram cumpridos ainda 12 mandados de busca e apreensão em residências, empresas e em um escritório de contabilidade. Durante as buscas, além de documentos, foram apreendidos uma arma de fogo, joias de alto valor e mais de meio milhão de reais em espécie.

Força-Tarefa

É composta em Mato Grosso pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Sistema Penitenciário e tem por objetivo realizar a atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado no estado.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp do Portal MT e receba notícias em tempo real

Comentários Facebook

Policial

Polícia Militar prende homem com duas armas de fogo em Água Boa

Publicado

A Polícia Militar prendeu um homem de 66 anos por porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal e disparo de arma, no final da tarde desta segunda-feira (23.05), na zona rural de Água Boa. Na ação, foram apreendidas uma espingarda de calibre .20 e um revólver de calibre .38, além de munições para os armamentos.

Por volta de 17h30, a equipe da PM foi acionada pelos plantonistas do Hospital Municipal que informaram sobre um homem, que teria chegado ao local ferido por disparo de arma de fogo. Os policiais se deslocaram até a unidade de saúde e confirmaram os fatos.

No local, encontraram o suspeito, que revelou que estava caçando porcos junto com a vítima, um homem de 68 anos, momento em que ambos se separaram na mata. O suspeito revelou que confundiu a vítima com um animal e efetuou um disparo que teria atingido o homem.

A equipe policial se deslocou até a fazenda onde ocorreu a caça e localizou as duas armas de fogo utilizadas pelos homens. Além disso, foram encontrados um cartucho de calibre .20 e 10 munições de calibre .38. Questionado, o suspeito revelou não possuir documentação de porte das armas.

Diante dos fatos, o suspeito recebeu voz de prisão pelos crimes citados e foi encaminhado à delegacia da cidade, junto com o material apreendido, onde foi registrado o boletim de ocorrência e as demais providências cabíveis. A vítima continuou na unidade de saúde sob os cuidados médicos necessários.

 
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos da mesma família em investigação de roubo em MT
Continue lendo

Policial

Homem é preso com 17 quilos de drogas em Lucas do Rio Verde

Publicado

Policiais militares de Lucas do Rio Verde (a 340 km de Cuiabá, no sentido norte) prenderam em flagrante, no último sábado (21.05), um homem de 22 anos pelo crime de tráfico de drogas. Na ação, foram apreendidos 15 quilos de maconha, dois quilos e meio de pasta base e um caderno de anotações.

Por volta de 03h, a equipe do 13º Batalhão da PM, em ronda pelo bairro Jardim Imperial, visualizou um veículo com dois homens em atitude suspeita. A abordagem foi feita, mas nada de ilícito foi encontrado. No entanto, após a partida do carro, os policiais militares localizaram uma mochila preta, contendo cerca de dois quilos e meio de pasta base.

Por se tratar de uma grande quantidade de entorpecentes, e acreditando que os suspeitos retornariam para buscar as drogas, a equipe policial decidiu fazer campana no local. Cerca de uma hora depois, um homem em uma motocicleta foi visto trafegando em baixa velocidade pela região.

O suspeito foi abordado e revelou ter sido mandado ao local para buscar uma mochila com os entorpecentes. Questionado sobre os suspeitos abordados no veículo, revelou não conhecer nenhum deles. Sobre as drogas, revelou que havia outra quantidade de entorpecentes em sua casa.

No endereço informado, os policiais militares fizeram buscas e encontraram tabletes de maconha totalizando 15 quilos. Além disso, uma porção de cocaína, balanças de precisão e cadernos de anotações, entre outros objetos, foram encontrados no local.

Veja Mais:  Polícia Civil de Porto Alegre do Norte arrecada 558 quilos de alimentos na Campanha Natal Solidário

Diante dos fatos, o suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia da cidade, junto com o material apreendido. No local, foi registrado o boletim de ocorrência e as demais providências cabíveis do caso.

Disque-denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939. 

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Membro de organização criminosa é preso com R$ 10 mil proveniente de tráfico de drogas

Publicado

Policiais militares prenderam um homem de 20 anos por tráfico de drogas, na madrugada de domingo (22.05), em Nova Xavantina. Com o suspeito, que é membro de uma organização criminosa, a PM apreendeu a quantia de pouco mais de R$ 10 mil em dinheiro, proveniente do comércio ilícito de entorpecentes.

Por volta de 02h15 da madrugada, a PM recebeu informações sobre um homem que estaria em uma motocicleta abastecendo as “bocas de fumo” e recolhendo o dinheiro do tráfico de drogas. Ainda de acordo com a denúncia, o criminoso seria membro de uma facção criminosa.

Em diligências, foi identificado a residência onde o suspeito morava. O homem estava chegando ao local e, ao visualizar a viatura da PM, fugiu para o interior do imóvel, dispensando um objeto no chão, que a equipe constatou ser uma porção de maconha.

Os policiais adentraram a casa e encontraram o suspeito dentro de um quarto, bastante agitado. Em buscas pelo local, a PM encontrou envelopes com grande quantidade de dinheiro, total de R$ 10.590,00, embaixo da cama do criminoso.

Questionado, o suspeito revelou que tem a função de recolher o dinheiro do tráfico de drogas, nos pontos de venda de entorpecentes. Diante dos fatos, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia local, junto com o material apreendido, para registro da ocorrência e demais providências cabíveis.

Disque-denúncia  

Veja Mais:  Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos da mesma família em investigação de roubo em MT

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

 
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana