Esportes

Brasil vence o Peru e lidera as eliminatórias para a Copa do Mundo

Publicado

Foto: Lucas Figueredo/CBF

Mais três pontos e o topo! Nesta terça-feira (13), a Seleção Brasileira venceu o Peru por 4 a 2 em jogo da segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022. Após ver o time da casa sair na frente no Estádio Nacional de Lima, a equipe comandada por Tite marcou com Neymar (três vezes) e com Richarlison para garantir mais uma vitória na competição.

Com seis pontos e sete gols de saldo nos dois jogos disputados até o momento, o Brasil lidera a tabela das Eliminatórias. Os próximos compromissos serão em novembro, diante de Venezuela e Uruguai.

O jogo

O primeiro tempo em Lima começou com a Seleção Brasileira no ataque, quando Danilo lançou a bola na área, mas Neymar estava adiantado para seguir com a jogada perigosa. Aos cinco minutos, o Peru chegou na frente com Aquino, que finalizou e viu Marquinhos rebater a bola. Na sobra, Carrillo acabou pegando de primeira e abriu o placar para os adversários. A Canarinho seguiu se lançando ao ataque e ficou perto de empatar aos 12. Após lançamento longo de Douglas Luiz, Richarlison escorou de cabeça para Roberto Firmino, que finalizou na cara do gol e obrigou Gallese a sair para fazer a defesa. Os peruanos responderam com Chistrofer González, que bateu cruzado da esquerda e foi parado em ótima defesa de Weverton.

Pressionando mais o campo de ataque, o Brasil chegou ao empate aos 25 minutos, após Neymar ser puxado pela camisa em disputa de bola dentro da área. Com categoria, o camisa 10 bateu rasteiro no canto direito para fazer 1 a 1 no Estádio Nacional. A equipe brasileira passou a controlar ainda mais as ações e chegou com perigo em cobrança de falta de Casemiro, defendida por Gallese, e na cabeçada de Firmino, que passou rente à trave peruana. Antes do fim do primeiro tempo, outra boa chance: Neymar cobrou falta, Thiago Silva tocou de cabeça, mas a defesa adversária fez o corte.

Veja Mais:  SPFC goleia Taboão da Serra e capitã desabafa: "não temos apoio nenhum"

Na volta do intervalo, a Canarinho seguiu com mais posse de bola e com boas jogadas pela esquerda, com Neymar sempre acionado. Em uma das oportunidades, o camisa 10 cobrou falta direto para o gol, vendo a bola passar por cima do travessão. Depois, aos 13, o Peru chegou ao segundo gol após Tapia finalizar de fora da área e contar com desvio em Rodrigo Caio. O Brasil voltou a pressionar e, aos 18, Renan Lodi cruzou na medida para Firmino, mas viu Zambrano chegar antes e fazer o corte.

A insistência brasileira seguiu e a partida voltou a ficar empatada aos 19. Neymar cobrou escanteio, Firmino tocou de cabeça no segundo pau, e Richarlison completou já em cima da linha: 2 a 2. Depois, o técnico Tite fez algumas mudanças e a Canarinho ficou ainda mais ofensiva. Aos 31, Everton recebeu de Neymar pela esquerda e cruzou rasteiro para Everton Ribeiro, que dominou, girou e finalizou, mas para fora. Dois minutos depois, Richarlison iniciou boa jogada e deu bom passe para Everton. O camisa 19 entrou na área e cruzou para Neymar, que acabou sofrendo novo pênalti de Zambrano. O próprio atacante foi para a cobrança e, em chute bem parecido com o primeiro, decretou a virada do Brasil. Para consolidar o triunfo, já na marca dos 48, Everton enfiou para Everton Ribeiro, que tirou de Gallese e acertou a trave. Na sobra, Neymar não deixou passar e deu números finais à partida: 4 a 2.

Veja Mais:  No Castelão, Cuiabá é goleado pelo Sampaio Correa no Brasileiro Série B

Brasil: Weverton, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos (Rodrigo Caio), Renan Lodi (Alex Telles); Casemiro, Douglas Luiz, Philippe Coutinho (Everton Ribeiro); Richarlison, Neymar e Roberto Firmino (Everton).

Esportes

No Castelão, Cuiabá é goleado pelo Sampaio Correa no Brasileiro Série B

Publicado

Foto: Assessoria

Com dois gols sofridos no primeiro tempo e um no segundo, o auriverde foi superado pelo Sampaio Correa (3×0), em jogo disputado na tarde deste sábado, no Castelão, por mais uma rodada da Série B.

O revés deixou o Dourado estacionado com 33 pontos, ocupando momentaneamente a vice-liderança da competição – a 18ª rodada se encerra na segunda-feira

Agora o auriverde volta suas atenções à Copa do Brasil. Na próxima terça-feira (27), a equipe enfrenta o Botafogo-RJ, pela partida de ida do torneio.

O jogo

Os anfitriões iniciaram melhor o jogo e abriram o placar logo no início, com Luís Gustavo, aos 5 minutos. Após sofrer o gol, o Dourado equilibrou as ações de jogo, mas não encontrava espaços no setor defensivo do Sampaio, que apostou na estratégia do contra-ataque e ampliou o placar com Caio Dantas, aos 28, após chute rasteiro na entrada da grande área.

Sem muitas chances claras de perigo, o Cuiabá foi para o vestiário com o revés.

Na etapa final, o jogo teve poucas emoções e a tônica continuou sendo o Dourado buscando o ataque e o Sampaio Correa conta-atacando. Marcelo Chamusca até tentou dar um novo gás à equipe, promovendo Lucas Hernández, Jean Patrick e Elton no lugar de Hayner, Matheus Barbosa e Jenison.

Na melhor oportunidade do Dourado na partida, em jogada de ataque, Elton escorou para Jean Patrick, que acertou o ângulo direito do goleiro Mota. O arqueiro fez bela defesa e espalmou a bola para escanteio.

Veja Mais:  Rei Pelé: senadores celebram 80 anos do ex-atleta que batiza lei do desporto

Minutos depois, o atacante Maxwell, que já havia levado cartão amarelo, fez falta boba no meio-campo e levou o segundo, sendo expulso.

Chamusca ainda colocou Willians Santana e Ferrugem no jogo, mas com um jogador a mais, o Sampaio aproveitou a superioridade numérica, administrou o resultado e ainda marcou o terceiro gol, já nos minutos finais de jogo, fechando o marcador.

O Cuiabá entrou em campo com: João Carlos, Lucas Ramon, Léo (Ferrugem), Anderson Conceição e Hayner (Lucas Hernández), Luiz Gustavo, Matheus Barbosa (Jean Patrick) e Elvis (Willians Santana), Yago, Maxwell e Jenison (Elton).

Continue lendo

Esportes

Rodada do Campeonato MT 2ª Divisão definirá os classificados para o acesso a primeira divisão

Publicado

Foto: Assessoria

O Campeonato Mato-grossense da 2ª Divisão terá a sua última rodada da 1ª fase neste domingo (25) com a definição dos dois finalistas. Os quatro clubes ainda têm chances de conquistarem o acesso a elite do futebol mato-grossense do ano que vem.

Os dois jogos estão agendados para o domingo, e no mesmo horário – 16h. Em Várzea Grande, o Ação recebe o Santa Cruz de Barra do Bugres no estádio Dito Souza em confronto direto pela vaga. Quem vencer garante a vaga na decisão.

Em outro confronto direto, o Grêmio Sorriso tentará retornar a 1ª divisão diante do Atlético-MT. Uma simples vitória garante o Lobo do Norte na finalíssima, enquanto o empate classifica o Atlético.

Classificação:

1º Atlético-MT – 4 Pontos (1 gol de saldo | 2 gols pró)
2º Santa Cruz – 3 Pontos (0 gol de saldo | 4 gols pró)
3º Ação – 2 Pontos (0 gol de saldo | 1 gols pró)
4º Sorriso – 1 Ponto (-1 gol de saldo | 3 gols pró)

Confrontos da 3ª e última rodada da 1ª fase:

Ação x Santa Cruz – Domingo, às 16h / Estádio Dito Souza
Sorriso x Atlético-MT – Domingo, às 16h / Estádio Egídio Preima

Os finalistas já estão automaticamente garantidos no Campeonato Mato-grossense da 1ª Divisão, em 2021.

Veja Mais:  União E.C terá oito desfalques para enfrentar a Aparecidense-GO nesta quarta-feira (21) pelo Brasileiro Série D
Continue lendo

Esportes

Rei Pelé: senadores celebram 80 anos do ex-atleta que batiza lei do desporto

Publicado

Senadores prestaram homenagens nesta sexta-feira (23) ao único rei possível em uma república: Pelé. No dia em que Edson Arantes do Nascimento completa 80 anos, parlamentares recordaram encontros com o ex-jogador e destacaram o legado do atleta. Além de ostentar títulos e prêmios na carreira no futebol, Pelé — “o brasileiro mais famoso do mundo” — também batiza uma lei que passou por mais de dois anos de discussão no Congresso.

“O rei do futebol, o brasileiro mais conhecido no mundo, está completando 80 anos. Querido Pelé”, escreveu o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO).

Eduardo Braga (MDB-AM) publicou foto de 2009 em que aperta uma das mãos de Pelé ao lado do então presidente da Fifa, Joseph Blatter, em um anúncio sobre a Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil.

“Vida longa ao rei! Edson Arantes do Nascimento, nosso grande Pelé, ícone do futebol mundial, completa 80 anos hoje. Desejamos muita saúde ao eterno camisa 10”, escreveu Braga.

Ex-jogador de futebol e atual senador pelo Rio de Janeiro, Romário (Podemos) foi um dos parlamentares a parabenizar Pelé pelo aniversário.

“Falar do Pelé para mim é muito simples e muito fácil. Ele simplesmente foi o melhor de todos. Em relação a dentro do campo, ele é o atleta do século e a gente tem que verdadeiramente tirar o chapéu. Simplesmente gênio”, declarou Romário em vídeo publicado em uma rede social.

Veja Mais:  Cuiabá e Sampaio Corrêa voltam a se enfrentar após três anos

Senador e jornalista, Lasier Martins (Podemos-RS) disse que teve o privilégio de acompanhar, em 19 de novembro de 1969, o milésimo gol de Pelé. Lasier estava na beira do gramado do Maracanã, durante partida entre Santos e Vasco. Após o gol de pênalti, Lasier cercou Pelé junto com outros jornalistas e acompanhou o discurso do então jogador em defesa das “criancinhas pobres”.

“Pelé é a maior referência pessoal do Brasil pelo mundo. Tive o privilégio de estar no Maracanã em 19 de novembro de 1969 e participar da entrevista de Pelé após seu milésimo gol. Minha admiração por ele cresceu ainda mais por ter participado daquele evento histórico”, recordou o senador ao dar os parabéns ao agora octogenário.

José Serra (PSDB-SP) lembrou da construção do Museu Pelé, em Santos, e afirmou que o ex-camisa 10 da seleção e do Santos transformou o esporte.

“Parabéns, Pelé! Nosso eterno rei, que mudou a história do futebol! Relembro os momentos em que estivemos juntos para tratar da construção do Museu Pelé, em Santos, quando eu era governador de São Paulo. Para mim foi uma honra ajudar a viabilizá-lo”.

Segundo Alvaro Dias (Podemos-PR), os brasileiros têm muito a agradecer ao ex-jogador, que tem no currículo três Copas do Mundo pela seleção brasileira.

“Os brasileiros agradecem todos os gols e a grande história de sucesso que ele proporcionou não só ao futebol brasileiro, mas ao esporte de todo o mundo. Viva o atleta do século. Muitas felicidades”.

Veja Mais:  União E.C terá oito desfalques para enfrentar a Aparecidense-GO nesta quarta-feira (21) pelo Brasileiro Série D

Esperidião Amin (PP-SC) também publicou uma foto ao lado de Pelé e escreveu: “Minhas felicitações aos 80 anos do rei do futebol, Pelé. Muita saúde e paz!”.

Lei Pelé

Gênio dentro de campo, Edson Arantes do Nascimento também deu sua contribuição para o desenvolvimento do esporte fora dele. Uma das facetas menos comentadas na biografia de Pelé aparece no período entre 1995 e 1998, quando foi ministro extraordinário do Esporte na pasta criada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. No diálogo com o Congresso Nacional, Pelé conseguiu a aprovação da Lei 9.615/98, batizada de Lei Pelé.

A norma estabeleceu regras gerais sobre a prática do esporte no Brasil. A principal mudança foi a extinção da figura do passe nos contratos dos jogadores de futebol com os clubes. A ideia era dar maior liberdade nas relações entre atletas e clubes. O texto, que tramitou no Senado como PLC 78/1997, foi definitivamente aprovado pelos senadores em fevereiro de 1998.

Antes da votação no Senado, Pelé se reuniu com líderes partidários para fechar acordo em torno da votação da matéria e evitar que o projeto retornasse à Câmara dos Deputados. No Plenário, Sebastião Rocha, que era senador pelo PDT do Amapá, afirmou que o ministro Pelé fez um “gol de placa” com a iniciativa da lei.

José Eduardo Dutra, então senador pelo PT de Sergipe, destacou o acordo entre governo e oposição para aprovação do texto, enquanto José Ignácio, que era senador pelo PSDB do Espírito Santo, questionou por que o Senado não poderia desempenhar o papel de casa revisora, conforme reportagem publicada na edição do dia 12 de fevereiro daquele ano no Jornal do Senado.

Veja Mais:  Rodada do Campeonato MT 2ª Divisão definirá os classificados para o acesso a primeira divisão

Diversas alterações aconteceram durante os mais de 20 anos de vigência da lei — e uma série de projetos em tramitação pedem novas revisões. O mais recente, o PL 5.004/2020, foi protocolado pelo senador Romário (Podemos-RJ) nesta quinta-feira (22). Essa proposta visa proibir a punição a atletas por manifestação política.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana