Portal Natureza

Eu vejo flores em você! | Portal Natureza

Publicado

Você já ouviu falar sobre Florais de Bach? Eu particularmente sou apaixonada pelos resultados dos florais, vivo seus benefícios e vivencio como ele tem sido positivo na vida de tantas pessoas.

Os 38 florais de Bach foram criados e desenvolvidos pelo médico inglês dr. Edward Bach, que era homeopata, bacteriologista e imunologista. Foram desenvolvidos entre os anos de 1928 e 1936 e atualmente disseminados pelo mundo todo.

Os florais de Bach são essências extraídas das flores com poder de transformar emoções e pensamentos negativos onde para cada sentimento nocivo ao bem estar físico tais como tristeza, insegurança, estresse ou depressão, existe uma essência que traz as virtudes opostas, como alegria de viver, coragem, segurança e tranquilidade entre muitas outras.

Os florais agem em quatro ocasiões principais:

1 – Nos sofrimentos que estão estruturados através de lembranças do passado.
2 – Nos sofrimentos do momento presente.
3 – Em aspectos que percebemos ser muito antigos, que parecem ser “parte de nós”.
4 – Nas duvídas e aflições do que ainda virá no futuro.

Leia também:  Contratações dão um salto em abril e Rondonópolis gera mais de 400 empregos

Dr. Bach acreditava que a doença era o resultado do conflito entre a alma e a mente, e que só seria erradicada por meio de esforços mentais e espirituais. Acreditava também que a atitude mental tinha um papel vital na manutenção e recuperação da saúde.

Veja Mais:  Dores nas Pernas Causas Emocionais

Bach acreditava que a doença física se manifestava como resultado de estados emocionais e mentais negativos, e se opôs aos aspectos da medicina moderna que dirige seus esforços apenas para a cura do físico. Essa tese é comprovada quando um paciente se submete a terapia e depois do tratamento emocional ele já não sente mais a dor, se sentindo mais disposto e confiante até mesmo em outros aspectos, sendo assim podemos comprovar a eficácia pois eles aliviam as aflições e ajudam a prevenir doenças, trazendo harmonia e paz a nosso ser, nos libertando das escravidões interiores que instauramos em nós mesmos, e geralmente despertando nossa autenticidade para conosco e para com os outros.

Não posso deixar de citar e esclarecer para vocês a importância da análise ser feita por um terapeuta, pois somente ele irá conseguir visualizar os verdadeiros fatores agravantes de cada queixa e indicar a essência ideal para cada caso. Hoje muitas pessoas (interagentes) querem fazer suas indicações por conta própria ou através somente de questionários, isso pode prejudicar a eficácia do tratamento proposto e não ter o resultado positivo que deveria.

Agora que você conheceu um pouquinho mais sobre os florais e suas maravilhas deixo como fonte de inspiração o relato de pessoas que tiveram suas vidas transformadas após o uso de florais de Bach.

‘Minha auto-estima melhorou muito, estou mais calma e meu intestino funciona bem melhor, eu tinha grande dificuldade de dizer não para as pessoas e me deixava sempre em segundo plano, hoje eu falo não tranquilamente e sem culpa e está tudo muito bem, a terapia de florais mudou a minha vida’. Josiane da Silva Santos Souza/Secretária Roo-MT

‘A terapia de florais me tranquilizou e fez com que eu organiza-se a minha vida, eu indico para as pessoas pois na minha vida foi transformador’.
Roselaine Andrade Martins
Serviços Gerais – Diarista Roo-MT

‘Após o uso do floral, senti uma melhora no meu emocional e humor, diminuiu a ansiedade e o estresse. Não tive mais dificuldade para dormir, o floral em conjunto com a terapia me ajudou a me sentir mais plena, feliz e tranquila’.
Rica Tania C Correia
Contadora Roo-MT

‘Eu tinha enxaqueca fortíssima pelo menos 2x por semana e vivia tomando medicações, depois do uso dos florais eu não sinto mais a dor, melhorou também a TPM e a minha disposição’.
Jeisianni Pereira
Contadora Roo-MT

Comentários Facebook

Portal Natureza

Sinduscon Sul MT completa 40 anos de fundação

Publicado

Flávio Garcia presidente do Sinduscon Sul- Foto: Assessoria

O Sindicato das Indústrias da Construção da Região Sul do Estado de Mato Grosso (Sinduscon Sul MT), completa nesta sexta-feira (19/02) quatro décadas de sua fundação com a missão de representar a classe patronal do setor. O sindicato abrange a região sul do Estado composto por 19 municípios e conta atualmente com 35 associados, em um setor que se destacou em 2020 como um dos que mais geraram empregos em Mato Grosso.

O presidente do Sinduscon Sul MT, Flávio Garcia de Souza Junior, destaca o trabalho nestes 40 anos de serviços aos associados e a sociedade. “Hoje o Sinduscon Sul está em festa pelos 40 anos de história de muita luta e sucesso, um setor que diante de todos os desafios nos últimos tempos em especial o ano de 2020 enfrentando também uma pandemia, segue em um franco crescimento acompanhando o desenvolvimento regional especialmente a expansão do agronegócio na região”, comentou.

Ao citar o atual momento vivido, Flávio Garcia lembra a importância daqueles que fazem do Sinduscon Sul MT um sindicato forte e atuante na região, em um setor que ajuda a economia nacional e gera milhões de empregos. “Com uma importância econômica e social preponderante e com o protagonismo na atuação das empresas construtoras, varejistas, comerciantes, indústrias e todos os colaboradores do setor da construção civil e neste contexto em nome da diretoria parabenizamos aos fundadores, diretores e a todos os associados”, disse.

Veja Mais:  O que é a Linguagem do Corpo?

Histórico – A Entidade tem início com o nome de Sindicato da Indústria da Construção Civil e do Mobiliário de Rondonópolis (Sinduscon Roo) e com um número reduzido de associados, no salão de festas do SESI – Centro de Formação Profissional Melvin Jones, a Rua João Paulo I – Parque Universitário. Os primeiros sócios e diretores foram Helmute Hollatz, Suely Tieme Yokowo, Nicolau Zaiden Neto, Alberto Luz Filho, Nelson Salas Fuentes, Beno Hister e Elias Mansur Neto. No dia 25 de novembro de 1987 foi aprovado a mudança do nome da entidade para Sindicato das Indústrias da Construção da Região Sul do Estado de Mato Grosso

Desde a sua fundação, a Entidade vem exercendo sua missão atendendo aos interesses do setor, caracterizando-se como uma organização representativa e informativa. Um dos principais objetivos é representar e oferecer produtos e serviços para o crescimento das empresas industriais da Construção Civil, representado as categorias econômicas da Indústria da Construção Civil como: Cal, gesso, cerâmicas, mármores e granitos do mobiliário, serrarias, carpintarias, marcenaria entre outras. O sindicato compõe o Sistema Indústria, que em nível nacional é representado pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e em nível regional pelo Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT, SESI, SENAI e IEL) e parceiro do Sebrae.

Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Natureza

Inscrições estão abertas para o projeto ‘Mais Esporte + Cidadania’ em Rondonópolis

Publicado

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) está recebendo as inscrições de crianças e jovens que queiram participar das aulas do projeto ‘Mais esporte + cidadania’. Estão sendo disponibilizadas seis modalidades de práticas esportivas para estudantes de 7 até 16 anos de idade, de escolas públicas e particulares.

Para se inscrever os pais dos alunos devem comparecer na Semel que fica na Rua Otávio Pitaluga 20007, ao lado da sede Uramb no bairro La Salle II, e levar documento original com foto ou certidão de nascimento do aluno. Não é cobrada nenhuma taxa pela inscrição e a participação nas aulas é gratuita.

O município vai oferecer aulas de judô, futsal, futebol de campo, basquete, handebol e vôlei no contra turno escolar das crianças. O início das aulas está previsto para acontecer no dia 18 de março nas quadras de esportes, associações de moradores e miniestádios da cidade. Ao todo são 24 locais onde serão desenvolvidas as atividades.

A gerente do departamento de Esporte e Lazer do município, Roseane Prado, disse que o objetivo desse projeto e tirar as crianças das ruas no período em que estão fora da escola, reduzindo o tempo ocioso com a prática esportiva que traz muitos benefícios para o crescimento do caráter e também da saúde.

Cada polo vai atender até 30 alunos por modalidade e a partir do 18 de março, as inscrições poderão ser feitas com os professores nos seguintes bairros: Dom Ozório, Cohab Velha, Vila Rica, Ana Carla Muniz, Vila Operária, Tancredo Neves, Jardim Rivera, Conjunto São José, Edelmina Querubim Marchetti, e ainda no Centro de Esportes Unificado, no ginásio Marechal Rondon e no Estádio Luthero Lopes.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Sinduscon Sul MT completa 40 anos de fundação
Continue lendo

Portal Natureza

O que é a Linguagem do Corpo?

Publicado

O que é a Linguagem do Corpo?

A linguagem do corpo é a psicologia da correlação mente/corpo, ou seja, o corpo é reflexo da mente.

No Antigo Egito, na Antiga Índia, Tibete, China e Indonésia, esse conhecimento era empírico e passava-se de pai para filho e todos os médicos sacerdotes faziam diagnósticos através dessa correlação. Devido às guerras políticas e religiosas, esse conhecimento foi escondido em templos e em antigas bibliotecas como: Alexandria no Egito, Vaticano e Grécia e somente os Sacerdotes podiam se utilizar secretamente dessa linguagem e de forma velada.

Hoje, a medicina psicossomática se atreveu a recolocar a “mente no corpo” e apontar algumas emoções negativas que causam distúrbios orgânicos. Mas, a Linguagem do Corpo, por não se afiliar a nenhum dogma, tem respostas mais profundas por não ter medo da “inquisição”. É uma ciência que médicos, psicólogos e até advogados se utilizam, porém com discrição para não serem “atacados” pela “ciência materialista e cética”.

 A Linguagem do Corpo é um diagnóstico exato e fisiológico e, ao ensinarmos como mudar a causa, a pessoa se cura de todas as doenças, incluindo as hereditárias, que são apenas a repetição dos padrões mentais da família.

Nosso corpo apresenta sinais do nosso comportamento. Se trabalhamos demais e não temos tempo para a alimentação balanceada, podemos apresentar fadiga, dor de cabeça e outros sintomas. Olhar para o corpo e respeitar seus sinais ajuda em muito nessa identificação corporal.

Veja Mais:  O que é a Linguagem do Corpo?

Sinta seus músculos, verifique se sente dor em algum lugar, como você se alimenta, se você respeita as refeições ou trabalha demais e não tem tempo para se alimentar normalmente.

Sua postura, você sente dores na região da coluna? Você se flexiona com os acontecimentos da vida?

Todas essas perguntas podem trazer algum significado de como estamos levando a vida. E seu estômago como anda?

Sinta seu corpo e observe alguns sinais.

Você está no sobrepeso? Isso pode refletir um comportamento relapso sobre alguma situação na sua vida, ansiedade ou medo de tomar certas atitudes.

Você está respeitando suas dores? Observe se está com dores musculares, você pode estar trabalhando demais e sobrecarregando seus músculos, dando menos descanso que eles necessitam.

Você sente dores de cabeça? Você aceita o que vem de cima?

Seu ego fala mais alto e você não aceita ouvir a verdade daquelas pessoas que te amam? Você logo rejeita aquela pessoa para se livrar do mal estar?

Encontre equilíbrio nas emoções. Para isso, seu corpo deve mostrar saúde, sua mente deve refletir os erros e mudar para viver melhor. Se você apresenta problemas no estômago, seu chacra esplênico está desequilibrado. O estômago recebe o que vem de fora, segundo a psicóloga Cristina Cairo. A pessoa não aceita a opinião dos outros, não consegue digerir novas ideias.

Veja Mais:  Sinduscon Sul MT completa 40 anos de fundação

Como sentir que meu corpo está bem?

Sinta as emoções. Se estiver causando dor, está errado. Procure ouvir a voz do seu corpo, faça aulas de dança, exercícios físicos, massagens, elimine as mágoas do passado, perdoe se a pessoa descobriu que não te ama mais, o amor que você tem por você mesmo traz o respeito ao próximo. O corpo é reflexo do seu comportamento interno. Todas as respostas estão dentro de você.

Dica para leitura: A linguagem do Corpo, de Cristina Cairo

Fonte: Linguagem do corpo/ Eusemfronteiras

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana