Policial

Juíza determina que mulher que atacou PM terá que ir ao AA e usar tornozeleira

Publicado

Foto: Reprodução

A juíza Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, da 11ª Vara Especializada de Justiça Militar e Custódia da Comarca da Capital, concedeu liberdade à jornalista Nildes de Souza e impôs medidas cautelares. A decisão é da noite de terça-feira (12) e determinou pagamento de fiança e uso de tornozeleira pela mulher.

A mulher mora no interior de Mato Grosso, tem 2 filhos, trabalha como jornalista e tem transtorno bipolar e sofre com alcoolismo, como consta na decisão. Considerando os fatores, a juíza arbitrou fiança de R$ 1.100 a ser paga em duas parcelas. Além disso, ela vai ser monitorada por meio de tornozeleira eletrônica, terá que apresentar comprovante de endereço, está proibida de frequentar bares e boates, além de se recolher entre as 22h e 6h. Ela terá que comparecer aos alcoólicos anônimos por 6 meses.

“Concedo liberdade provisória à custodiada Nildes de Souza, mediante o pagamento de FIANÇA, que mantenho em 01 salário mínimo, em razão das alegações da custodiada de que possui emprego fixo, imóveis e renda de alugueis”, é a decisão.

Nildes foi presa na madrugada no dia 12 após desacatar policiais na Praça Popular. Consta na decisão, com base no boletim de ocorrências, que a acusada estava em um dos bares da região e os militares faziam rondas. Ela jogou um garrafa de cerveja na viatura e os agentes foram até a mulher.

Veja Mais:  Casal responsável por lançar drogas e celulares em penitenciária é preso em flagrante em Rondonópolis

Nesse momento, Nildes jogou a cerveja que estava em seu copo no rosto de um dos policiais, que pulou a grade para prendê-la. Segurança do local também ajudou a imobilizar a mulher, que chutava e se debatia. Além disso, ela gritava em meio à confusão “seus policiais de merda, meu pai é policial federal e vocês vão ver”.

Presa, ela foi levada para a Central de Flagrantes e para o fórum de Cuiabá. Consta na decisão que “a despeito dos antecedentes criminais da custodiada e de ficar demonstrado em audiência o menosprezo dela em relação ao Judiciário, não parecendo se importar com os processos que responde, sendo irônica e destratando a magistrada e o Promotor de Justiça”.

Além do crime de desacato e resistência, ela tem outras 22 passagens criminais de preservação de direito, ameaça, lesão corporal, perturbação, atrito verbal, constrangimento ilegal, vias de fato e injúria real. O caso foi será investigado pela Polícia Civil.

https://www.facebook.com/portalmttt/videos/270743911595405

Comentários Facebook

Policial

Polícia investiga denúncia de estupro em consultório dentista em MT

Publicado

Polícia vai investigar a denúncia de estupro feita por uma jovem de 20 anos, que aconteceu no final da tarde de quarta-feira (20), no consultório de um dentista, no bairro Dom Aquino, em Cuiabá. Vítima afirma que foi atacada dentro do consultório.

De acordo com as informações apuradas, a vítima contou que foi até o consultório e que, logo após se acomodar, foi surpreendida pelo suspeito – que não teve a identidade confirmada.

Ele teria abaixado a calça, pegou a mão da jovem e colocou em sua genitália. Em seguida, ele tirou o órgão genital da roupa, continuando com o assédio.

Com a porta trancada, com medo e coagida, a vítima afirmou que ficou sem reação. O homem ainda forçou a mulher a fazer sexo oral nele.

Após o crime, ela saiu para denunciar o caso em uma delegacia. Agora, a notícia de estupro vai ser investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Morte de mulher em Pontes e Lacerda é esclarecida e dois suspeitos são presos por feminicídio
Continue lendo

Policial

Morte de mulher em Pontes e Lacerda é esclarecida e dois suspeitos são presos por feminicídio

Publicado

Foto: PJC

A Polícia Civil em Pontes e Lacerda (448 km a oeste) esclareceu um feminicídio ocorrido na semana passada no município e prendeu dois suspeitos pelo crime nesta segunda-feira (18.10).

Os mandados de prisão temporária foram deferidos pela Comarca local, após representação da delegada Bruna Caroline Laet, da Delegacia de Pontes e Lacerda.

Um dos investigados presos, de 34 anos, admitiu participação no crime desferindo os golpes na vítima. O outro negou envolvimento no homicídio e que apenas tentou separar a vítima durante um desentendimento.

Milene Natasha Soares de Freitas, 21 anos, foi morta com golpes de faca na madrugada do dia 14 de outubro. Ela foi encontrada caída em uma rua do bairro Vila Iguaçu, pedido por socorro. Ela apresentava perfurações no pescoço e braço, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu a caminho do hospital.

Apuração

A partir da investigação instaurada pela Delegacia Municipal, os investigadores coletaram diversas informações que chegaram à dinâmica de como ocorreu o crime e a motivação.

Os dois investigados pelo crime moram em um mesmo terreno, em casas distintas, cujos locais eram frequentados por Milene. Ela mantinha um relacionamento com um deles e participava de confraternizações e fazia uso de entorpecentes em companhia de ambos.

Na noite anterior ao crime, ocorreu um churrasco no quintal onde os suspeitos tinham residência, que se estendeu pela madrugada, para comemorar o aniversário de uma pessoa conhecida. Por volta das 4h30 da manhã Milene foi vista correndo em direção à rua e na sequência, um dos suspeitos, com o rosto ensaguentado, entrou na casa, pegou uma faca e também saiu em direção à via pública. Em seguida, a vítima foi vista já caída na rua.

Veja Mais:  Morte de mulher em Pontes e Lacerda é esclarecida e dois suspeitos são presos por feminicídio

Indícios

Elementos informativos coletados durante a apuração apontam os dois investigados como as únicas pessoas vistas na cena do crime. Um deles foi visto por testemunhas correndo com uma faca, poucos minutos antes da saída da vítima da casa onde ocorria o churrasco. Já o outro foi visto ao pegar uma faca em sua casa e sair atrás de Milene.

No trajeto entre a casa onde Milene estava até o ponto onde ela caiu foram encontrados vestígios de sangue, assim como também nas duas casas do terreno, apontando que a vítima foi atingida por golpes de faca ainda dentro do imóvel e depois na rua.

Durante oitivas realizadas, a Polícia Civil obteve informações que a vítima mantinha um relacionamento com um dos suspeitos. Contudo, foram apontados indícios de que ela também teve um caso com o outro suspeito, mas não era do conhecimento de pessoas do convívio de ambos.

Os dois responderão por homicídio doloso, com qualificadora em feminicídio.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende 9 tabletes de maconha e prende traficante em flagrante em Sinop

Publicado

Nove tabletes de maconha que seriam comercializados na cidade de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá) foram apreendidos pela Polícia Civil, nesta terça-feira (19.10), pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf). Além da droga, a ação resultou na prisão em flagrante de um jovem de 23 anos por tráfico de drogas e na apreensão de apetrechos relacionados ao tráfico.

Durante investigações relacionadas ao tráfico de drogas no município, os policiais da Derf receberam informações sobre um traficante que atuava na região do bairro Lisboa.

Segundo a denúncia, o suspeito estaria com grande quantidade de entorpecente armazenada em sua residência há cerca de 20 dias e fazia a distribuição da droga na própria casa. Com base nas informações os policiais montaram campana no endereço, flagrando a grande movimentação de pessoas no local, típica da atividade de tráfico.

Com novas informações de que nesta terça-feira (19), havia aproximadamente 10 quilos de drogas na residência, os policiais realizaram a abordagem no local, onde foram recebidos pela esposa do suspeito. No interior da residência, os investigadores apreenderam nove tabletes de maconha e uma balança de precisão.

Em continuidade às diligências, os policiais foram até o local de trabalho do suspeito, que questionado, confessou ser o dono da droga, sendo realizada a sua prisão em flagrante. Diante dos fatos, o jovem foi conduzido à Derf de Sinop, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Após denúncia, policiais militares apreendem armas e munições em Sinop
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana