conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Operação descobre depósito de mais de R$ 350 mil em bebidas

Publicado

Assessoria  | PJC-MT

Mais de R$ 350 mil em bebidas sem o recolhimento do ICMS ao Estado de Mato Grosso foram apreendidos  na operação “Liber Pater”, realizada pela  Polícia Civil com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), por meio de investigações da Delegacia Especializada em Crime Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz).

O depósito, localizado no bairro Jardim Marajoara, em Várzea Grande, foi descoberto na sexta-feira (23), após depoimentos de envolvidos na operação. No local, policiais civis e fiscais da Fazenda encontraram grande quantidade de bebidas armazenadas, que possivelmente entraram no Estado sem o recolhimento de tributos, e seriam comercializadas para estabelecimentos (mercados, supermercados, bares, distribuidoras) de Cuiabá, Várzea Grande e interior do Estado.

A propriedade do depósito ainda não foi identificada. O local foi apontado pelos presos ouvidos na operação, que teve 10 pessoas presas por força de mandados de prisão cumpridos.

A operação denominada, “Liber Pater”, foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (23), para cumprimento de 11 mandados de prisão preventiva e 37 ordens de busca e apreensão. Foram seis mandados de prisão cumpridos em Cuiabá e quatro na cidade de Várzea Grande. Todos vão responder por integrar organização criminosa e crimes contra a ordem tributária, entre outros a serem delimitados até o final do inquérito policial. 

Uma pessoa, considerada líder da organização criminosa, segue foragida sendo procurada pela Polícia fora do Estado de Mato Grosso.  “Acreditamos que é questão de tempo até que seja efetuada dele, o único mandado ainda não cumprido. Temos uma equipe que já localizou a cidade onde está esse alvo”, informou o delegado  Sylvio do Vale Ferreira Júnior.

Veja Mais:  Polícia Civil cumpre prisão de condenado por homicídio com passagens por vários crimes

Os mandados foram expedidos para cumprimento em 13 cidades de Mato Grosso e 1 cidade do Estado de Tocantins, sendo elas: Cuiabá, Várzea Grande, Pontes e Lacerda, Comodoro, Jauru, Cáceres, Mirassol D’oeste, São José dos Quatro Marcos, Figueirópolis D’Oeste, Tangará da Serra, Campo Novo dos Parecis, Primavera do Leste, Juína e Palmas (TO), cidade que a 1.510 km de Cuiabá. 

A ação policial apura o comércio de bebidas quentes (Velho Barreiro, Jamel, Pirassununga, etc.), oriundas de outros Estados da Federação, desacompanhadas de notas fiscais, sem registro de passagem nos postos fiscais ou com simulação de trânsito para outros estados, mas com o descarregamento do produto no Estado do Mato Grosso.

A fraude, conforme o delegado Sylvio do Vale Ferreira Júnior, adjunto da Defaz, se concretiza com a distribuição das bebidas quentes aos comerciantes espalhados pelo interior do Estado de Mato Grosso, sem qualquer recolhimento de tributos ou até mesmo sem quaisquer notas fiscais.

De acordo com o delegado Sylvio, a fraude promovida pela organização criminosa foi bem estruturada ao passo que faturou aproximadamente R$ 14 milhões com a venda de bebidas quentes. “O ICMS sonegado, a título de substituição tributária, em decorrência do ingresso desses produtos (bebidas quentes) de maneira irregular no Estado de Mato Grosso, perfaz o valor de aproximadamente R$ 4 milhões, segundo dados da Secretaria de Fazenda do Estado do Mato Grosso”, pontua o delegado.

Veja Mais:  Rotam prende suspeito com passagens por roubo e homicídio portando arma de uso restrito

Comentários Facebook

Policial

Após denúncia homem é detido por promover festa, aglomeração e poluição sonora em Rondonópolis

Publicado

Foto: PM Ambiental

Em atendimento a denúncia recebida através de telefone funcional da 2ª Companhia da Policia Militar em Rondonópolis na noite deste sábado (4), foi informado que estava tendo um som muito alto em uma residência no bairro Melquiades Figueiredo e que havia pessoas aglomeradas fazendo uso de bebidas alcoólica e narguilé infringindo assim o artigo 268 do Código Penal decreto lei 2848 /40 também o decreto municipal 9480 de 16 de Abril de 2020.

Ao chegar no local os policiais  realizaram a aferição dos ruídos com o aparelho decibelímetro digital constatando 88.8 decibéis, volume acima do permitido por lei.

Aparelho de som apreendido- Foto: PM Ambiental

O proprietário da residência se apresentou e foi informado que estava incorrendo em crime de poluição sonora. Em seguida foi realizada a aferição com o som desligado constatando 46.0 decibéis demonstrando que a fonte poluidora era o som da referida residência.

O suspeito foi entregue na 1°Delegacia de Policia, o aparelho de som foi apreendido e entregue no depósito da 2ª Cia PM ambiental confeccionado relatório técnico nº 127/2020.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Após denúncia homem é detido por promover festa, aglomeração e poluição sonora em Rondonópolis
Continue lendo

Policial

Homem é preso em flagrante por poluição sonora e desacato no Bairro Belo Horizonte em Rondonópolis

Publicado

Aparelho de som apreendido- Foto: PM Ambiental

Policias da 2ª Companhia da PM Ambiental de Rondonópolis, em atendimento a denúncia recebida através do telefone funcional na madrugada deste domingo (05.07), foi informado que no bairro Jardim Belo Horizonte em Rondonópolis, havia um som muito alto perturbando os moradores e vizinhos.  A guarnição  deslocou para o local e ao chegar, aferiu com aparelho decibelímetro, constatando o volume em 92.0 decibéis, volume acima do permitido por lei.

O proprietário se apresentou como sendo responsável da residência e os Policiais Ambiental informou que estava incorrendo em crime de poluição sonora, neste momento o suspeito ficou bastante nervoso e quebrou a caixa de som que estava tocando na residência, onde o mesmo foi detido.

O suspeito foi entregue na 1ª delegacia de polícia, o aparelho de som foi apreendido entrega no depósito da 2ª Cia PM Ambiental.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Rotam prende suspeito com passagens por roubo e homicídio portando arma de uso restrito
Continue lendo

Policial

PRF faz apreensão de drogas e causa prejuízo de mais de 53 milhões de reais ao narcotráfico

Publicado


.

Mais de 400kg de pasta base de cocaína foram apreendidos

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu aproximadamente 424,5 kg de substância análoga à pasta base de cocaína, na madrugada deste domingo (05), na BR-163, em Nova Mutum/MT.

Através de policiamento orientado pela inteligência, a PRF abordou dois veículos que trabalhavam em conjunto para realizar o transporte da droga. Um deles era uma Chevrolet/S10, com placas de Belo Horizonte/MG, conduzida por um senhor de 66 anos que atuava como batedor. O outro veículo, uma Toyota/Hilux, com placas de Uberlândia/MG, conduzida por um homem de 30 anos e que estava carregada com 410 tabletes da droga. Em ambos veículos foram encontrados rádios transmissores para comunicação durante o trajeto.

Ao ser questionado, o condutor do veículo com a droga disse que a levaria de Campo Novo do Parecis/MT para Uberlândia e que receberia certa quantia em dinheiro para realizar o transporte. O senhor que conduzia o veículo batedor, não se manifestou, mas já possuía passagem por tráfico de drogas.

Em 2020, a PRF em Mato Grosso, já apreendeu quase 2 toneladas de cocaína. Somente nessa apreensão, a polícia causa um prejuízo de mais de 53 milhões de reais aos cofres do narcotráfico.

SECOM PRF MT

 

 

 

 

 

 

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil cumpre prisão de condenado por homicídio com passagens por vários crimes
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana