Portal Agro

Parceria entre Mapa e CNA vai levar assistência técnica ao semiárido

Publicado

Produtores rurais atendidos pelo AgroNordeste terão assistência técnica e gerencial a partir de mais uma parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Foi assinado nesta quarta-feira (13) o convênio entre a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), vinculada ao Mapa, e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), da estrutura da CNA.

O convênio prevê a assistência técnica e gerencial a 17.144 estabelecimentos rurais em dez estados do semiárido brasileiro, incluídos no AgroNordeste – Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe, Piauí, Pernambuco e Minas Gerais. A parceria visa contribuir para a promoção do desenvolvimento da região, de forma a colocar a produção rural do Nordeste no mesmo nível do centro-sul brasileiro.

A ministra Tereza Cristina afirmou que a assistência técnica é fundamental para a evolução da agropecuária brasileira e destacou a importância da parceria entre a Anater e o Senar. “Estamos começando com o Senar e a Anater, mas outros parceiros virão. Tenho certeza de que será um projeto exitoso. É uma coisa que em curto espaço de tempo vai trazer resultados para as famílias que entrarem no projeto. Tenho certeza de que é através da assistência técnica que veremos as pessoas saindo da linha da pobreza na área rural, produzindo e gerando riqueza”, disse.

O valor total do convênio é de R$ 120.009.485,06, sendo R$ 40.001.500,00 da Anater e R$ 80.007.985,06 do Senar. O convênio terá vigência até 31 de dezembro de 2021, com possibilidade de prorrogação. Assinaram o convênio os presidentes da Anater, Ademar Silva Júnior, e do Conselho Deliberativo do Senar, João Martins, que também preside a CNA. A ministra Tereza Cristina e o diretor-geral do Senar, Daniel Klüppel Carrara, assinaram como testemunhas do ato.

Veja Mais:  Mapa lança Boletim Agro Meteorológico, com informações sobre previsão do tempo

Segundo o presidente da CNA, a assistência técnica é prioridade da instituição. “Nós vamos fazer a grande revolução do meio rural, especialmente do Nordeste que tanto precisa. Nós temos 17 milhões vivendo no meio rural nordestino e vamos fazer um trabalho que vai nos orgulhar”, afirmou João Martins.

O presidente da Anater destacou a importância da parceria com o Senar para levar assistência técnica e gerencial aos produtores rurais do semiárido. “A gente sabe que os resultados rapidamente vão aparecer e, mais do que fazer um trabalho conjunto, vamos levar desenvolvimento para uma região tão carente”, disse.

Segundo o presidente da Anater, o objetivo é dar competitividade à produção agropecuária do semiárido brasileiro. “Não adianta a gente ficar no discurso de que o Brasil é o país do agronegócio, se a gente não ajudar todas as regiões. O Nordeste tem pessoas que vivem da terra, e a gente precisa levar tecnologia e conhecimento para que os pequenos e médios produtores do Nordeste possam produzir em escala para si e para o mercado em geral”, afirmou.

Informações à imprensa
[email protected]

Comentários Facebook

Portal Agro

Norma busca agilizar o registro de fertilizantes orgânicos e de biofertilizantes

Publicado


.

Foi publicada nesta quarta-feira (15) a Instrução Normativa (IN) nº 61, que estabelece as regras sobre definições, exigências, especificações, garantias, tolerâncias, registro, embalagem e rotulagem dos fertilizantes orgânicos e dos biofertilizantes, destinados à agricultura.

A norma busca adequar e melhorar o dispositivo legal para a concessão de registros de fertilizantes orgânicos e de biofertilizantes e estabelecer procedimentos mais rápidos e eficientes, assim como incluir parâmetros adequados às mudanças tecnológicas dos últimos anos.

No que se refere aos registros de biofertilizantes, em função de vários produtos terem sido desenvolvidos e introduzidos nos cultivos, ressalta-se a melhoria da definição de parâmetros na legislação, como a possibilidade de declarar ácidos húmicos e fúlvicos, aminoácidos, extratos vegetais e extratos de algas, em quantidades mínimas determinadas, que garantam eficiência agronômica e melhoria no manejo para alcançar qualidade dos produtos e alimentos em que serão utilizados, trazendo benefícios para os agricultores usuários destes produtos especiais.

Além disso, a norma faz a adequação de vários padrões dos fertilizantes organominerais, tornando o instrumento legal mais adequado para registro dos produtos, além de objetividade e clareza para os consumidores destes fertilizantes.

“De acordo com informações da Associação Brasileira de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo), os fertilizantes orgânicos, organominerais, biofertilizantes e fertilizantes especiais tiveram um faturamento de R$ 7,6 bilhões em 2018, compreendendo um universo de 504 empresas registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que empregam cerca de 20 mil trabalhadores diretamente”, destaca o coordenador de Fertilizantes, Inoculantes e Corretivos da Secretaria de Defesa Agropecuária, Hideraldo Coelho.

Veja Mais:  Regulamentação do uso de drones em atividades agropecuárias é colocada em consulta pública

Esta IN regula insumos integrantes do recém lançado Programa de Bioinsumos.

Informações à Imprensa
[email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Agro

Mapa publica zoneamento das culturas de milho 1ª safra e sorgo para a safra 2020/2021

Publicado


.

Foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira (14) as  portarias 166 a 182  com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2020/2021, para o cultivo do milho 1ª para as seguintes unidades da Federação: DF; GO; MT; MS; BA; MA; PI; AC; RO; TO; ES; MG; RJ; SP; PR; RS e SC.

O Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) tem o objetivo de reduzir os problemas relacionados a eventos climáticos não desejáveis e permite ao produtor identificar a melhor época para plantar, levando em conta a região do país, a cultura e os diferentes tipos de solos.

O modelo agrometeorológico considera elementos que influenciam diretamente no desenvolvimento fisiológico da planta como temperatura, chuvas, umidade relativa do ar, ocorrência de geadas, água disponível nos solos, demanda hídrica das culturas e elementos geográficos (altitude, latitude e longitude).


Zarc

Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e ainda poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao prêmio do Seguro Rural (PSR). Muitos agentes financeiros só liberam o crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas Portarias de zoneamento.

Para a safra 2020/2021 o zoneamento do milho 1ª safra passou por revisão metodológica possibilitando indicar com maior segurança as janelas ideais para plantio, os principais avanços no estudo foram: inclusão de maior exigência hídrica no momento do plantio; avaliação da chuva excessiva no período de colheita; readequação dos ciclos médios das cultivares e maior precisão na quantificação do risco de geada.

Foram realizadas 15 reuniões de validação para cultura do milho, no período entre 10 e 29 de junho de 2020, todas por meio de videoconferência.


Também foram publicadas as Portarias de Zarc da cultura do Sorgo para os estados da Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. O sorgo passará por revisão metodológica ainda este ano, com isso outros estados terão portarias divulgadas até novembro deste ano. Acesse aqui as 
portarias 161 a 165.  

Aplicativo Plantio Certo


Produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar através de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, facilitando a orientação quanto aos programas de política agrícola do governo federal. O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo
, desenvolvido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas/SP), está disponível no sistema Android.

Os resultados do ZARC também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma “Painel de Indicação de Riscos”
.

Informações à Imprensa
[email protected]

Veja Mais:  Plataforma da análise dinamizada do CAR é apresentada a secretarias estaduais

Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Agro

Mapa lança Boletim Agro Meteorológico, com informações sobre previsão do tempo

Publicado


.

Está no ar mais uma ferramenta de auxílio ao agricultor, é o Boletim Agro meteorológico. O informativo de áudio quinzenal traz a previsão do tempo com dicas para ajudar o produtor na decisão do plantio e da colheita.

O serviço é oferecido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmete), vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

O Mapa também tem outros dois serviços de áudio: Momento Agro, que apresenta as principais notícias do Mapa, e o Mapacast, que é um podcast de entrevistas sobre temas importantes do setor agropecuário brasileiro.

 

Comentários Facebook
Veja Mais:  Mapa lança Boletim Agro Meteorológico, com informações sobre previsão do tempo
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana