Policial

Sindspen-MT repudia fala de delegado Flávio Stringueta

Publicado

A Presidente, em substituição, do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), em representação à Diretoria Executiva, vem a público REPUDIAR os comentários capciosos do Delegado de Polícia Civil, Flávio Stringueta, no que se refere a declarações por ele dadas a imprensa quanto ao funcionamento da Penitenciária Central do Estado/PCE e ao Diretor da unidade.

As declarações feitas pelo Delegado de Polícia demonstra total desconhecimento ou equívoco sobre o Sistema Penitenciário e o protocolo de procedimentos operacionais da unidade.

O Primeiro ponto a que se referiu o Delegado foi que o apenado João Arcanjo Ribeiro “obviamente estaria recebendo algum privilégio”.

Referente a essa fala a Presidente do Sindspen lamenta e lembra o delegado que essa é uma acusação caluniosa e só deve ser feita se houver provas, principalmente contra servidor público pois, oferecer qualquer tipo de favorecimento a pessoa reclusa trás implicações penais mas, perjúrio e difamação também.

Quanto ao fato do apenado João Arcanjo não ter se apresentado com os cabelos cortados como os outros presos temos a esclarecer que foi somente uma questão de Procedimento a que se refere a pessoas privadas de liberdade, que apresentam perfil que podem oferecer algum risco a segurança da unidade, seja ela por poder aquisitivo elevado, ou periculosidade ou ainda, pelo poder de articulação.

No caso do apenado “João Arcanjo Ribeiro”, o mesmo foi conduzido a local específico dentro da unidade. Sendo assim, como acontece com os demais custodiados que se enquadram em perfil específico, não participou dos procedimentos de triagem como outros considerados comuns.

Veja Mais:  Polícia Civil promove palestras orientativas sobre crime contra idosos

O João Arcanjo não foi o único preso que deixou de ter o cabelo cortado. “Todos os presos que vão direto pra esse local não cortam pois, o corte é feito em local coletivo onde alguns apenados não podem ficar”, esclareceu a Presidente.

Salientamos ainda, que é lamentável esse tipo de comentário vindo de um Delegado de Polícia. O mínimo que ele deveria fazer não sendo conhecedor dos procedimentos de uma unidade Prisional era ter ficado calado.

Quanto ao segundo ponto onde o Delegado afirma que “se fosse o diretor sentiria vergonha de apresentar o preso nessas condições” informamos ao delegado e a quem interessar que o Diretor da Penitenciária Central e sua equipe de trabalho tem prestado serviços relevantes ao Sistema Penitenciário, a Segurança Pública e a Sociedade, e perante esse fato, em momento algum deve sentir vergonha pelo posto que ocupa e pelo trabalho que realiza. Já o ilustríssimo delegado deveria sim, se envergonhar de fazer sensacionalismo com uma questão tão irrelevante quanto o corte de cabelo, que o apenado se apresentou para oitiva.

Em vista ao sensacionalismo, as acusações infundadas e ao constrangimento causado, a Presidente do Sindspen-MT REPUDIA às declarações feitas pelo Delegado De Polícia Civil, Flávio Stringueta, no que se refere aos Procedimentos Operacionais Padrão/POP, do Sistema Penitenciário.

Quanto ao seu trabalho investigativo, não opinaremos pois, não é nossa competência criticar os procedimentos adotados em outra área diferente da nossa área de atuação, mas sim compartilhar trabalhos exitosos para engrandecimento da Sociedade.

Veja Mais:  Provas no 1º Batalhão de Bombeiro Militar chegam na etapa mais difícil da competição

Uma vez mais, agradecemos e parabenizamos ao Diretor e Equipe de Servidores Penitenciários da Penitenciária Central pelos excelentes trabalhos prestados na custódia e escolta dos apenados, apesar das péssimas condições e dificuldades que enfrentam para desempenhar serviços de qualidade. Respeito é bom delegado Stringueta, principalmente, pela atividade de outros Servidores Públicos.

Comentários Facebook

Policial

Batalhão Ambiental prende homem com arma e munições em Barra do Bugres

Publicado

O Batalhão Ambiental da Polícia Militar prendeu um homem de 61 anos por porte ilegal de arma de fogo, na tarde desta terça-feira (17.05), na zona rural de Barra do Bugres. Na ação, foi apreendido um revólver calibre .38 e 43 munições para a arma.

Conforme o boletim de ocorrência, por volta de 15h, a equipe policial foi acionada para verificar uma situação de furto de madeira, em uma propriedade rural. No local, o denunciante informou a suposta região onde estaria ocorrendo o crime. Foi visto um homem, que estava com um objeto na cintura e foi abordado pelos policiais militares.

Com o suspeito, foi localizado um revólver calibre .38, carregado com seis munições. Em continuidade à revista pessoal, foi encontrado dentro de sua jaqueta mais 37 munições do mesmo calibre.

Na checagem, foi identificado que o suspeito não possuía registro para porte da arma de fogo. Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão, sendo encaminhado à delegacia local para registro da ocorrência e demais providências cabíveis. Sobre a denúncia de furto, nada de ilícito foi encontrado pelos policiais militares.

Disque-denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939. 

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Batalhão Rotam prende quadrilha por tráfico de drogas em Cuiabá
Continue lendo

Policial

Homem é preso com 10 tabletes de maconha em Cuiabá

Publicado

Policiais militares da Força Tática apreenderam 10 tabletes de substância análoga a maconha e prenderam em flagrante um homem, de 29 anos, pelo crime de tráfico ilícito de drogas. A ação foi registrada na noite desta terça-feira (17.05), em Cuiabá.

Por volta de 22h45, durante ações de patrulhamento pela Operação Força Total, a equipe da Força Tática localizou um veículo Sandero prata, com um homem desembarcando com uma mochila grande, no bairro Altos da Serra. O suspeito, ao visualizar a aproximação da PM, jogou a mochila dentro do carro, deixando o veículo com a porta traseira aberta, e entrou em uma casa.

Diante da situação, foi dada ordem de parada ao suspeito. Na abordagem, foi verificado que o homem é usuário de tornozeleira eletrônica, sendo identificado possuir diversas passagens criminais. O motorista do veículo também foi abordado, e a equipe policial verificou se tratar de um motorista de aplicativo, sem ligação com a ação do suspeito.

Em vistoria a mochila carregada pelo suspeito, foram encontrados os 10 tabletes de substância análoga a maconha. Imediatamente, o criminoso recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Central de Flagrantes, junto com as drogas apreendidas, para registro da ocorrência e demais providências cabíveis.

Disque-denúncia

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

 
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Delegados da DERRFVA e GCCO são homenageados com Título de Cidadão Mato-Grossense
Continue lendo

Policial

Operação da Polícia Militar intensifica policiamento nas ruas de Cuiabá

Publicado

O Primeiro Comando Regional da Polícia Militar de Mato Grosso realizou, na noite desta terça-feira (17.05), o lançamento da operação Força Total, que visa a intensificação do policiamento nas ruas de Cuiabá. A solenidade foi realizada na Praça 8 de Abril, na Capital.

Em sua primeira noite de ações, a operação realizou o registro de 821 abordagens a pessoas e 468 vistorias em veículos. Foram registradas a prisão de suspeitos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, cumprimento de mandado de prisão e porte ilegal de arma.

Foram apreendidas pelas equipes policiais da Capital, tabletes e porções de entorpecentes, duas armas de fogo, oito veículos, além da recuperação de um veículo roubado. A operação continua até o próximo domingo (22.05) e conta com o reforço de efetivo de mais de 150 policiais militares de todos os batalhões de áreas e das unidades especializadas atuantes na Capital. 

De acordo com o comandante do 1º Comando Regional, coronel Wankley Corrêa Rodrigues, a operação foca no policiamento ostensivo, além de estar presente nas regiões com maiores indicadores criminais de roubo e homicídio, de forma a promover a manutenção da ordem pública, com o policiamento ostensivo. 

“É uma operação que estará em toda a Capital, tanto região central quanto como também nas regiões dos bairros mais distantes, levando segurança ao cidadão e levando o policial militar para mais próximo do cidadão e do comerciante”, afirmou o coronel Rodrigues, durante o lançamento da operação.

Veja Mais:  Alunos do projeto Judô e Vida participam de campeonato em Cáceres

As ações policiais contarão com a fixação de bloqueios, pontos demonstrativos em locais estratégicos nas áreas das unidades policiais. A operação terá como foco a atuação incisiva em abordagens a pessoas suspeitas e em veículos.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana