Esportes

Amace aciona CBF por restrições

Publicado

Orlando Antunes, Presidente da AMACE- Foto: Assessoria

A Associação Mato-grossense de Cronistas Esportivos (Amace), entidade filiada à Associação Brasileira dos Cronistas Esportivos (Abrace), responsável pelo credenciamento dos profissionais de imprensa esportiva no Estado de Mato Grosso, pode acionar judicialmente a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A entidade que representa a imprensa esportiva alega que ao divulgar o documento chamado de ‘Diretriz Técnica Operacional’, na última sexta (24), a CBF ‘impediu’ os profissionais de exercerem a profissão nas competições nacionais realizadas nos estádios brasileiros.

“O documento da CBF é uma afronta, está cerceando o direito de repórteres, narradores e comentaristas, ocuparem seus postos de trabalho nos estádios”, condena Orlando de Oliveira Antunes, presidente da associação estadual de Mato Grosso.

Na petição que deve ser protocolada no Rio de Janeiro, contra a CBF, a Amace alega que “as restrições não levaram em conta o pequeno número de emissoras de rádio locais que transmitem as competições, e que a Arena Pantanal possui o terceiro piso isolado, apenas para a imprensa esportiva, com cabines em separado’.

Segundo ainda o documento, “não há condições técnicas de operar os equipamentos de transmissão nas arquibancadas, onde não há sem energia elétrica, internet ou cabeamentos”, diz a Amace.

A entidade se mostra contrária inclusive à exigência de manter os repórteres longe do campo de jogo.

 “A distância entre os repórteres, sempre posicionados atrás dos gols e os atletas em campo é superior a 10 metros, deste ponto os profissionais tem melhor visão para relatar as jogadas ao vivo. A exigência de manter os profissionais nas arquibancadas prejudica a qualidade técnica e operacional da transmissão”, pontua Antunes, através do advogado Ussiel Tavares, que já presidiu o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) e tem profundo conhecimento no futebol.

Veja Mais:  Cuiabá vence por 2 a 0 e abre vantagem na semifinal do Mato-grossense

Não bastassem esses argumentos a Amace cita a crise financeira que se abateu sobre a categoria, gerando dezenas no estado e centenas de desempregados no Pais, devido a pandemia.

“Não estamos brigando apenas pelos profissionais de Mato Grosso, mas por todos os colegas do País, para continuarmos informando com precisão e isenção os ouvintes/torcedores, respeitando as normas de biossegurança exigidas pelas autoridades sanitárias, como aferição de temperatura corporal na entrada dos estádios, uso se máscara facial e higienização com álcool gel,” disse o presidente.

Antunes lembra que no Estado do Paraná, ação movida pela Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado do Paraná (AERP) e Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Paraná (SERT-PR), obteve êxito ao questionar ação semelhante. A Federação Paranaense de Futebol (FPF) havia liberado apenas os funcionários da Dazn, emissora que transmite as partidas via streaming para transmissão, vetando todos os demais profissionais.

Entre os argumentos, a juíza Carla Melissa Martins Tria, da 7ª Vara Cível de Curitiba, afirmou que “impossibilitar que os profissionais acessem os estádios e realizem a transmissão sonora é, portanto, chancelar a exclusão social de uma massa composta por milhares de ouvintes, torcedores ou não” e ‘o rádio exerce um papel de inegável’.

A estreia do Cuiabá – representante de Mato Grosso na Série B do Campeonato Brasileiro, está prevista para o dia 8 de agosto, na Arena pantanal, contra o Brasil de Pelotas-RS.

Comentários Facebook

Esportes

Audiência debaterá protocolos de saúde para delegação brasileira nas Olimpíadas

Publicado

 

Miriam Jeske/CBR
Atletas participam do Pré-Olímpico de Remo, na disputa de vagas para os Jogos de Tóquio
Atletas participam do Pré-Olímpico de Remo, em busca de vaga para Jogos de Tóquio

A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados realiza na terça-feira (11) audiência pública para debater protocolos de saúde para a delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Também será discutido o fomento ao esporte como política de saúde preventiva.

Entre os convidados estão o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley Teixeira. A reunião foi proposta pelo presidente da comissão, deputado Felipe Carreras (PSB-PE); pelo 1º vice-presidente, deputado Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF); e pelo deputado Luiz Lima (PSL-RJ).

“Entendemos que o Ministério da Saúde deve fomentar as práticas de atividade física como política preventiva e devemos entender como a delegação brasileira estará protegida da Covid-19 durante os jogos”, diz Carreras.

Também foram convidados para o debate:

  • o secretário nacional de Esportes de Alto Rendimento, Bruno Souza;
  • a presidente da Comissão de Atletas do COB, Yane Marques;
  • o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Jonas Rodrigo de Oliveira;
  • o presidente da Comissão Nacional de Atletas, Mosiah Rodrigues.

A audiência é interativa e vai ocorrer a partir das 14 horas, no plenário 6.

Da Redação
Edição – Pierre Triboli

Comentários Facebook
Veja Mais:  Nova Mutum e Operário ficam no empate no jogo de ida da semifinal do Mato-grossense
Continue lendo

Esportes

Edicarlos Olegini renuncia ao cargo de presidente do União E.C

Publicado

Edicarlos Olegini presidente do União E.C- Foto: Assessoria

Após ser reeleito no início do ano para a presidência do União E.C e em seu terceiro mandato e não ter obtido sucesso na campanha da equipe no estadual, Edicarlos Olegini, na manhã desta sexta-feira (7), renunciou ao cargo de presidente do União E.C.

A assessoria de imprensa do clube informou aos torcedores e apoiadores do União Esporte Clube, que Edicarlos Olegini comunicou seu pedido de desligamento da função de Presidente do clube na manhã desta sexta-feira (7).

“Por motivos pessoais e profunda dor no coração, encaminho meu pedido de desligamento da função de presidente ao Conselho Deliberativo do Clube. Agradeço e parabenizo à todos que se mantiveram ativos e fiéis, que somarem-se a nossa gestão, que levou o clube ao cenário nacional para disputas de competições importantes. A nossa gestão deixa um legado importante na evolução do clube. Tanto fora como dentro de campo. Além das disputas de Copa do Brasil e Série D, conquistamos em 2017 o segundo maior título da história do clube a Copa FMF. Criamos uma marca própria e também um novo mascote. Desejo sorte para quem for comandar esse grande clube do futebol mato-grossense”. Disse Edicarlos Olegini.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Zagueiro Joaquim chega para reforçar o Cuiabá
Continue lendo

Esportes

Zagueiro Joaquim chega para reforçar o Cuiabá

Publicado

O Cuiabá acertou, nesta quarta-feira (5), a contratação do jovem zagueiro Joaquim, de 22 anos, vindo do Botafogo-PB. Mineiro da cidade de Nova Era, ele começou a carreira no URT de Patos de Minas e soma passagens por Paulista-SP, Murici-AL e São José-SP.

O defensor se apresentou ao Dourado, passou por exames médicos e físicos e assinou contrato, com término no final de 2023. Ele não poderá ser utilizado mais no Estadual, que já teve suas inscrições encerradas.

Joaquim também já iniciou os treinamentos com o elenco no CT do Dourado. Com 22 anos, ele poderá ser utilizado no Brasileiro de Aspirantes, que começa para o Cuiabá no dia 10 de junho, diante do Fortaleza.

FICHA DO ATLETA
JOAQUIM
Posição: zagueiro
Nome: Joaquim Henrique Pereira Silva
Nascimento: 28/12/1998, em Nova Era-MG
Altura: 1,87 m – Peso 83 kg
Clubes: URT-MG, Paulista-SP, Murici-AL, São José-SP e Botafogo-PB

Comentários Facebook
Veja Mais:  Cuiabá vence por 2 a 0 e abre vantagem na semifinal do Mato-grossense
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana