Política MT

Claudinei luta pela valorização salarial dos servidores do Sistema Penitenciário

Publicado

O parlamentar reuniu com os secretários do governo estadual e representantes do Sistema Prisional para debater as melhorias para a categoria

Deputado reuniu na Casa Civil para debater sobre melhorias salariais para categoria

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) esteve reunido na *Secretaria da Casa Civil de Mato Grosso,*l nessa terça-feira (14), para discutir a valorização salarial de *servidores do Sistema Penitenciário. No encontro, estiveram presentes o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, os secretários da Casa Civil, Mauro Carvalho, e o de Gestão e Planejamento (Seplag), Basílio Bezerra, parlamentares e representantes do sindicato da instituição.

“Essa reunião foi bastante produtiva. Além disso, abordamos sobre a situação dos servidores do Detran, Sistema Socioeducativo e da Politec que estão com os salários bastante defasados. É algo que já estávamos cobrando. Temos que conversar e debater para ser feito a análise para a atualização desses valores salariais”, explica o parlamentar.

De acordo com Otaviano, a gestão estadual vai buscar fazer uma análise e ver as possibilidades, sendo que não tem como resolver de uma vez os erros cometidos no passado. “Então, estamos aqui, vamos escutar, no sentido de ver esses números e fazer um trabalho interno na Seplag e Casa Civil junto com os técnicos da Sesp (Secretaria de Segurança Pública) para entender e começar a construir uma alternativa. A categoria da polícia penal teve um grande avanço, com o Departamento da Polícia Penal, isso vai dar celeridade e autonomia muito diferente de 2019 para cá. Toda essa construção é fruto desses diálogos. Todos têm direito de vir e fazer as suas reivindicações, para que a gente entenda a situação particular de cada um”, explicou o vice-governador.

Estiveram presentes representantes do governo, do sindicato da policia penal e parlamentares

Polícia Penal

Veja Mais:  MDB e o apoio a Neri Gueller

O servidor Orlando Vilela, representante da Comissão de Valorização da Polícia Penal, apresentou a prévia de um estudo realizado que aponta a viabilidade econômica e financeira para o Estado realizar os devidos ajustes salariais. “Ainda não está todo computado, porque o Sistema Prisional é muito complexo. A gente trouxe números bem significativos, para que possa sensibilizar o governo. A nossa petição é justa, porque nós vamos demonstrar que o Estado economizou através de um sistema de gestão e somos a favor desse novo sistema. O Estado economizou com uma série de medidas tomadas que trouxe o princípio da economicidade”, ressalvou.

Ele acrescentou que as classes A, B, C e D do Sistema Prisional possui respectivamente, 192, 31, 1.395 e 926 policiais penais. “O maior impacto financeiro está nas classes C e D do concurso público de 2011, em que a grande maioria tomou posse. A nossa folha gira em torno R$ 242 milhões anual. Com essa nova tabela e nova proposta ao governo, a folha passa a ser de R$ 539 milhões por ano. O salário do policial penal é o menor dentro da categoria de segurança pública de Mato Grosso”, expôs Vilela.

Com os dados apresentados, o secretário Basílio concordou com as informações e explicou que foi feito um trabalho gigantesco para a geração de economia por parte do governo. “O que acontece é que os gastos são apurados de forma anual. É obrigação do Estado gerar economia em tudo que se faz. Temos que pensar nos impactos futuros, temos que fazer essas análises com bastante tranquilidade, pois existem várias carreiras que também tem todas as justificativas”, declara.

Veja Mais:  Claudinei cobra o aumento de vagas no período noturno nas escolas de MT

Mauro Carvalho salientou que é importante ouvir as demandas e que o governo de Mato Grosso é sensível nas reivindicações de melhorias salariais, conforme as informações apresentadas pelos representantes do sindicato. “Realmente temos que fazer um estudo interno no governo. A partir desse estudo técnico, vamos novamente sentar com a categoria para discutir os ajustes que poderão ocorrer no ano de 2022”, esclareceu o secretário da Casa Civil.

Convocação – Na reunião, Claudinei aproveitou para indagar os secretários sobre as nomeações dos aprovados nos concursos dos Sistemas Penitenciário e Socioeducativo. “Com relação aos concursos públicos em andamento, também cobramos mais uma vez essas nomeações, há possibilidade de sair até o final do ano. O importante que está avançando e não pararam os estudos e as conversas com o governador. Assim que inaugurarem o prédio do Socioeducativo de Rondonópolis vão iniciar as novas construções de unidades em outros municípios, para as novas contratações”, informou o parlamentar.

Estiveram presentes os deputados estaduais João Batista (Pros), Dilmar Dal Bosco (DEM) e Paulo Araújo (PP).

Comentários Facebook

Política MT

Claudinei cobra o aumento de vagas no período noturno nas escolas de MT

Publicado

Com o retorno de 100% das aulas presenciais, alguns alunos matriculados nos turnos da manhã e tarde foram prejudicados por trabalharem durante o dia

Deputado pede à Seduc vagas noturnas para estudantes que trabalham

Com a crise financeira causada no período da pandemia da Covid-19, alguns estudantes do ensino médio da rede pública de ensino de Mato Grosso chegaram a ingressar no mercado para contribuir com o sustento de suas famílias. Neste cenário, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou requerimento à Secretaria de Educação (Seduc), nessa quarta-feira (20), em sessão plenária da Assembleia Legislativa, para obter informações sobre as vagas disponíveis nas unidades escolares do período noturno.

No requerimento, o deputado indagou as autoridades públicas sobre o quantitativo de vagas noturnas ofertadas e as unidades que atendem esse turno. “Isso é uma necessidade, temos recebido vários pedidos de pais e filhos do ensino médio. Devido a pandemia, a política do fecha tudo, o lockdown, o fechamento e falência de comércios, acabaram gerando mais desemprego em nosso país. E um dos fatores é que os alunos do ensino médio tiveram que trabalhar e estudar nos turnos da tarde e manhã, mas precisam continuar trabalhando para manterem as famílias que estão com dificuldade financeira”, declarou o parlamentar.

Durante a explanação, ele pediu para que a Seduc abra mais vagas de salas de aulas no período noturno para que possam manter os seus empregos. “Pedimos para a Seduc ter o bom senso para mais vagas de salas de aula no período noturno. É preciso ver com urgência isso, já que as aulas retornaram no último dia 18 de outubro. Vejam essas vagas para os alunos que estão matriculados e que precisam ser transferidos para continuarem trabalhando e ajudar no sustento de sua casa”, complementou.

Veja Mais:  MDB e o apoio a Neri Gueller

Retorno – A Seduc havia publicado Decreto de nº 1.134/2021, no dia 08 de outubro, para o retorno 100% presencial da comunidade escolar devido à redução de casos de infecção com a Covid-19 e, consequentemente, o nível baixo de ocupação dos leitos de UTI e com o êxito no processo de vacinação da população. Também, todas as unidades escolares vão adotar medidas de biossegurança.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Deputado Thiago promove parceria para realizar atendimento psicoterapêutico em Rondonópolis

Publicado

Foto: Assessoria

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) está promovendo uma parceria entre a Rede de Apoio às Pessoas com Esquizofrenia e demais doenças mentais, Curso de Psicologia da Unic Rondonópolis, Kobra (Associação Koblenz Vila Operária) e Paróquia São José para realizar neste sábado (22) atendimento psicoterapêutico gratuito para a população.

O objetivo da ação é promover o atendimento individualizado de até 10 pessoas que precisam de amparo para problemas de saúde mental. A equipe de profissionais irá atender os interessados na Paróquia São José, que deverão fazer o agendamento pelo whatsaap 66 99616-8706.

Thiago Silva destaca a importância da ação para atender pessoas que possuem problemas mentais e não consegue atendimento no sistema de saúde. “A saúde mental está em amplo debate na sociedade e este é um cuidado que devemos ter para que possamos viver sem ansiedade e prevenir a depressão. Vamos continuar fazendo parcerias para atender com dignidade a população que precisa de apoio, principalmente depois da pandemia”, ressalta o parlamentar, que tem defendido o cuidado com a saúde mental da população.

“Ouvindo pessoas temos visto a necessidade dessa oferta de sessões psicoterápicas e agradecemos a parceria da Unic, Kobra, Paróquia para atender as pessoas que realmente precisam. Queremos criar um serviço de excelência que normalize o debate da saúde mental e além de debater, auxiliar com práticas de atendimento a qualidade de vida da população”, destaca o professor Everton Neves.

Comentários Facebook
Veja Mais:  MDB e o apoio a Neri Gueller
Continue lendo

Política MT

Hospitais Filantrópicos vão receber os recursos do antigo Feef

Publicado

Delegado Claudinei foi um dos parlamentares que lutou para que fosse concretizado esse repasse financeiro às entidades filantrópicas

Claudinei é um dos parlamentar que lutou para o repasse dos recursos do antigo Feef

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) recebeu com satisfação, nessa quarta-feira (20), a informação pela superintendente da Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis, Bianca Talita Franco, que nos próximos dias, os hospitais filantrópicos de Mato Grosso vão receber o repasse de recursos do antigo Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (Feef).

Bianca reconheceu o empenho e esforço do parlamentar e de outros colegas da Assembleia Legislativa para que ocorresse o pagamento e a garantia dos recursos às entidades de saúde. “Com a pandemia da Covid-19, estamos em fase de recuperação no país, os medicamentos tiveram o sobrepreço e não houve reajuste de igual pelo Estado, aos serviços prestados pelos hospitais filantrópicos, nesse período. Esse saldo a ser recebido, vai ser para minimizar os impactos da Covid-19, no ano de 2021”, frisou.

Ela acrescenta que o valor estimado para a Santa Casa de Rondonópolis é de cerca de 18%, em cima do valor de R$ 69 milhões do antigo Feef. “Em reunião na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, pedimos para darem explicações sobre o restante dos recursos, já que o valor total é de R$ 77 milhões. Esse pagamento vai sair agora, até semana que vem”, explica a superintendente.

Veja Mais:  Hospitais Filantrópicos vão receber os recursos do antigo Feef

Nova Lei – O Feef, instituída em dezembro de 2018 e extinto no final de junho de 2021, foi substituído por lei vigente que estabelece o aumento de 80% no repasse de incentivos fiscais ao Fundo Estadual de Saúde (FES) e 20% para o Fundo de Apoio às Ações Sociais de Mato Grosso (FUS). “Ainda não recebemos os valores dos meses de julho a setembro dessa nova lei. Esperamos também contarmos com essa verba prevista aos hospitais filantrópicos”, diz superintendente.

“A Bianca nos trouxe essa notícia que é aguardada há um bom tempo. Essas instituições já aguardavam esses repasses atrasados de 2018 e 2019 do antigo Feef. Claro que vamos continuar acompanhando, ainda mais essa lei nova que não houve nenhum repasse dos recursos, até o momento, aos hospitais filantrópicos. A saúde não pode esperar”, explana Claudinei.

Tabela SUS – O deputado também reforçou que continuará as cobranças ao governo estadual sobre as correções nos valores da Tabela SUS (Sistema Único de Saúde) a serem repassados à instituição filantrópica. “Já apresentei requerimento na Casa de Leis à Secretaria de Estado de Mato Grosso (SES), em março deste ano, já tive em reunião com outros parlamentares junto ao governador Mauro Mendes e ao secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, e a diretoria da Santa Casa de Rondonópolis e, até agora, não tivermos retorno. A Tabela SUS está desatualizada desde 2015. Se não resolver essa situação, essa instituição não vai conseguir manter o equilíbrio financeiro e quem perde é a sociedade”, expôs Claudinei.

Veja Mais:  MDB e o apoio a Neri Gueller

Entidade – A Santa Casa Rondonópolis é referência por atender 19 municípios das regiões sul e sudeste de Mato Grosso. A entidade filantrópica foi fundada em 1971 e, atualmente, oferece serviços de atendimento adulto e infantil, realiza diversos tipos de cirurgias e serviços de diagnóstico (raio-x, tomografia e ultrassonografia).

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana