O corpo de um advogado de 60 anos foi desenterrado pelos parentes após o exame para covid-19, o novo tipo de coronavírus, testar negativo. Claudionam Pereira Nascimento morreu com sintomas da infecção pelo vírus e, como procedimento padrão recomendado para esse tipo de morte, ele não teve velório e o sepultamento ocorreu sem a presença de familiares.

O caso aconteceu em Juruti, a 1.581 km de Belém, no Pará, na última quarta-feira (01). De acordo com a família, a intenção de abrir o túmulo e retirar o corpo após o teste negativo para covid-19 era “dar um velório e um enterro digno” ao advogado, sepultado novamente por volta das 13h de hoje, menos de 24 horas depois da primeira despedida.

A família recebeu o exame negativo para covid-19 às 18h da quarta-feira (01) e pouco tempo depois se mobilizou para desenterrar o corpo na mesma noite. A caixa lacrada que continha o caixão foi retirada por volta das 22h com apoio de funcionários do cemitério municipal.

De acordo com a cunhada, a pedagoga Judith Coelho, de 48 anos, Claudionam chegou de Manaus em 13 de março e passou a sentir os sintomas dia 26, ficando internado desde então. O estado de saúde dele se agravou e não resistiu às complicações respiratórias e febre alta antes de ser transferido para Santarém, a 265 km de Juruti. A cidade vizinha é a mais próxima com Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Veja Mais:  Bolsonaro diz que manifestantes contrários são "terroristas"

A suspeita de covid-19 surgiu depois que a família informou à equipe médica que Claudionam havia chegado de Manaus, onde mantinha o escritório de advocacia. O alerta se deve por conta de a capital amazonense ser a cidade com mais casos confirmados do novo coronavírus na região Norte, com 205 pacientes, conforme o balanço do governo estadual divulgado na tarde de hoje.

Após a morte do advogado, Judith narra que a família entrou em contato com o governo do Pará para que o resultado do advogado saísse o mais rápido possível por não acreditarem que Claudionam estaria com a doença.

“Entramos em contato com o estado para que intercedesse pela gente por um teste rápido. Ele foi enterrado com a família com mais de 100 metros de distância. Quando o governador [Helder Barbalho] informou pelas redes sociais que deu negativo, nos mobilizamos para desenterrar. Velamos desde ontem a noite até a tarde de hoje, quando sepultamos de novo. Ele era muito querido e gostaríamos de dar um velório e um enterro dignos”, contou.

A cunhada também revela que o resultado do exame encerrou o preconceito de demais moradores da cidade com a família. Com o negativo para covid-19, a certidão de óbito de Claudionam apontou pneumonia. “Nossa família passou muito preconceito na cidade. A gente não podia ir ao comércio. Ninguém queria vender nada por medo de a gente ter o vírus”, comentou.

Veja Mais:  Senado aprova uso obrigatório de máscaras em locais de acesso público; texto volta à Câmara

Prefeitura autorizou

De acordo com o prefeito de Juruti, Henrique Costa (PT), os familiares oficializaram o pedido de retirada do caixão logo após saberem do resultado negativo para covid-19. O município autorizou e também disponibilizou funcionários do cemitério para auxiliar no procedimento.

“Na dúvida [se era covid-19 ou não], seguimos o protocolo para esses tipos de casos. Foi realizado o procedimento, colocando o caixão em uma caixa de zinco soldada. Quando deu negativo, a família solicitou a retirada do cadáver de forma oficial. Autorizamos que a equipe da prefeitura realizasse o procedimento e entregasse à família”, confirmou o prefeito de Juruti, cidade sem confirmações para covid-19. Ao todo, o Pará tem 48 casos.

Advogado morreu no dia de aniversário de casamento

Casado e pai de dois filhos, o advogado morreu em meio a datas comemorativas na família, segundo Judith Coelho. Ele faleceu no dia que completou um ano de casado com a atual esposa e foi sepultado pela família hoje, no dia de aniversário de uma das cunhadas. O aniversário de Claudionam seria amanhã.

“Ele iria fazer 61 amanhã e no dia que morreu, havia completado um ano de casado com a minha irmã, e acabou sendo sepultado pela segunda vez no aniversário de outra irmã. Parece coisa de filme”, disse.

Fonte/ Créditos: UOL