Esportes

Mato-grossense – 2ª divisão: Cacerense oficializa sua desistência da competição

Publicado

Foto: Assessoria

O Cacerense Esporte Clube protocolou na tarde desta terça-feira (29), a sua desistência do Campeonato Mato-grossense da 2ª divisão – Edição 2020.

O clube alegou em ofício, dificuldades financeiras devido a pandemia de Coronavírus, e também, a desistência de uma parceria com uma empresa gestora que assumia o departamento de futebol do clube.

Com isso, o Mato-grossense da 2ª divisão passará a contar apenas com quatro clubes: Atlético MT, Ação, Grêmio Sorriso e Santa Cruz de Barra do Bugres. A FMF ressalta que não haverá modificação na fórmula de disputa.

Uma nova tabela detalhada da competição será divulgada em breve.

Veja Mais:  Sorriso-MT sediará Valle Imóveis Open de Tennis nesta semana

Esportes

Especialistas defendem o reconhecimento dos esportes eletrônicos como modalidade desportiva

Publicado

 

Paula Fróes/Governo da Bahia
Tecnologia - geral - videogames crianças jogos eletrônicos (evento: Gamepólitan em Salvador-BA)
O presidente da  Frente Parlamentar dos Jogos Eletrônicos destacou o potencial educativo dos games

Em 2019 o setor de games faturou no mundo inteiro US$ 120 bilhões, um aumento de três por cento em relação ao ano anterior. O setor emprega milhares de pessoas, entre os quais estão os atletas de jogos eletrônicos.

Para discutir uma regulamentação trabalhista para esses profissionais, a Frente Parlamentar dos Jogos Eletrônicos da Câmara dos Deputados realizou reunião virtual com representantes do setor. Atualmente, as ligas e federações de esporte eletrônico, os e-sports, obedecem às determinações da lei geral do esporte, conhecida como Lei Pelé.

O diretor jurídico da Federação do Estado do Rio de Janeiro de Esporte Eletrônico, Paulo Volpini, lembrou que alguns times de esportes eletrônicos já trabalham sob as determinações de Lei Pelé, o que para ele tem sido suficiente para garantir as relações trabalhistas desses profissionais.

Profissionalização
Já o advogado Daniel Falcão, alerta para a necessidade de reconhecimento dos jogos eletrônicos como esporte para garantir que essa modalidade siga a legislação vigente e seus atletas possam se profissionalizar.

“Nós estamos caminhando, já estamos na verdade numa profissionalização na qual existem entidades esportivas, ligas esportivas, eventualmente clubes esportivos e atletas participando desse novo mercado econômico e de entretenimento também”, disse.

Veja Mais:  No Rio, Cuiabá enfrenta o Botafogo pelas oitavas da Copa do Brasil

O representante da Associação Nacional de Direito Desportivo, Ricardo Affonso, afirmou que a legislação para o esporte eletrônico tem que ser simples, para não pôr em risco as relações trabalhistas desses atletas.

“Não haveria necessidade tal qual ocorre com as outras modalidades desportivas de inúmeras regulamentações. O que a gente precisaria é o reconhecimento efetivo como uma prática desportiva. Em seguida seriam aplicadas as leis já em vigor no país, que seriam a lei geral do desporto, e subsidiariamente a CLT ou a lei civil para aqueles que não são empregados, que seriam os atletas autônomos. E nesse caso eles não disputariam as modalidades coletivas em razão do que dispõe a lei geral do desporto”, observou.

Educação
O presidente da Frente Parlamentar de Jogos Eletrônicos, deputado Coronel Chrisóstomo (PSL-RO), destacou a capacidade de mobilização dos eventos de jogos eletrônicos.

“Um evento aberto de games reúne 30, 40, 50 mil pessoas. Logicamente que nesse momento nós não podemos fazer isso, mas os grande empresários da área, os grandes influenciadores estão loucos para passar esse momento porque agora o mundo ficou super turbinado”, disse.

Para Coronel Chrisóstomo os jogos eletrônicos, quando bem utilizados são importantes ferramentas de educação de jovens e crianças.

Reportagem – Karla Alessandra
Edição – Roberto Seabra

Continue lendo

Esportes

Sorriso-MT sediará Valle Imóveis Open de Tennis nesta semana

Publicado

Todos os confrontos finais das Classes estão previstos para ocorrer no feriado de finados (segunda 02/11)

Foto: Assessoria

O torneio Valle Imóveis Open de Tennis começará nesta quarta-feira (28.10) e seguirá até segunda-feira (02.11), na academia Benegas Tennis Sorriso, no município de Sorriso (397,2km de Cuiabá-MT). É válido como 3ª etapa do Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso. E contará com premiação de R$ 1.000,00 e R$ 500,00 para campeão e vice-campeão da categoria 1ª Classe Pro.Para o presidente da Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), entidade gestora da modalidade tênis em Mato Grosso, Rivaldo Barbosa, 2020 é o terceiro ano de participação de Sorriso no atual Circuito Estadual de Tênis. Segundo ele, Sorriso compõe o estadual desde 2018 e é uma importante praça para o desenvolvimento da modalidade na região Norte e em todo o Estado.

“Sorriso é uma das maiores cidades de Mato Grosso, tem população superior a 80 mil habitantes, é referência nacional do agronegócio e peça fundamental à nossa política de interiorização do Circuito Estadual de Tênis. A FMTT trabalha para levar o Circuito para o interior e a cidade de Sorriso e a academia Benegas são grandes parceiras nesse processo.”, conta o presidente, Rivaldo Barbosa.

O Valle Imóveis Open de Tennis contará com a presença de tenistas de Sinop, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Cuiabá, Sorriso e região. E o atual tricampeão do ranking da 1ª Classe Pro (2016, 2017 e 2019), Robson Nunes, será um dos tenistas que viajará para competir em Sorriso. E, segundo ele, que é professor de tênis em Cuiabá, o principal desafio será enfrentar os atletas da região Norte.

Veja Mais:  Rei Pelé: senadores celebram 80 anos do ex-atleta que batiza lei do desporto

“Sorriso costuma reunir os melhores da região e isso faz com que os torneios sejam bastante disputados. Os maiores desafios não serão o clima, a viagem ou as características das quadras, mas os próprios tenistas. Quem participará da categoria Pro poderá ter de jogar com os irmãos Mathaus e Marvin Spiering, Júlio Benegas, Claudemir ‘Tinho’ Nepomuceno e Caio, entre outros.”, diz o campeão.

Patronos

A empresa Valle Imóveis é a principal patrocinadora do torneio Valle Imóveis Open de Tennis. Ela está localizada em Sorriso, está há 30 anos no mercado, e é especializada em venda, locação e administração de imóveis. Além dela, o esporte conta com o patrocínio da Coenza Construções, da Patrícia Uchimura Arquitetura e da Therapeutica Farmácia.

Calendário

3ª Etapa – Sorriso, de 28/10 a 02/11, na academia Benegas Tênis Sorriso;
4ª Etapa – Primavera do Leste, de 12 a 15/11, na academia Ace Tênis;
5ª Etapa – Cuiabá, de 23 a 29/11, no Cuiabá Tênis Clube.

Contato FMTT

Site: https://www.tenisintegrado.com.br/perfil2/inicio/5465
Facebook: https://www.facebook.com/FMTT.Tennis/
Whatsapp p/tenistas: (65)99925-5536
Whatsapp p/imprensa: (65)99611-8288
Crédito Fotógrafo (Lei 9610/98): Junior Martins

Contato Benegas Tennis

Facebook: https://www.facebook.com/benegas.tennissorriso
Whatsapp p/tenistas: (66)99685-1301
Endereço: Rua Porto Seguro, n° 370, no bairro Recanto dos Pássaros, em Sorriso-MT.

Continue lendo

Esportes

Cuiabá vence o Botafogo e sai na frente por uma vaga às quartas de finais da Copa do Brasil

Publicado

Foto: Asscom Cuiabá

Na noite desta terça-feira, jogando no Engenhão, o Dourado superou o Botafogo e obteve a vantagem mínima para o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O gol da vitória auriverde veio dos pés de Matheus Barbosa, já no segundo tempo de jogo, em chute rasteiro de fora da área

O jogo de volta será disputado na próxima terça-feira (03), às 18h (horário de Cuiabá), na Arena Pantanal. Sem o gol qualificado como critério de desempate (gol marcado fora de casa), o Dourado joga por um empate para avançar à próxima fase.

O jogo

Mesmo com 11 desfalques (entre lesionados e atletas impossibilitados de jogar) o Dourado fez um bom primeiro tempo e soube segurar o ímpeto do Botafogo jogando sob seus domínios. Chamusca mandou a campo: João Carlos, Lucas Ramon, Ednei, Anderson Conceição e Lucas Hernández, Nenê Bonilha (Pierini), Matheus Barbosa e Elvis (Diego Jardel), Hayner (Jean Patrick), Maxwell (Ferrugem) e Willians Santana (Yago).

Sem sofrer maiores perigos, o auriverde teve nos pés de Elvis e Matheus Barbosa a chance de balançar as redes na primeira etapa – enquanto o camisa 10 do Dourado recebeu passe de Willians Santana e finalizou por cima do travessão, Matheus Barbosa parou na defesa segura do arqueiro Diego Cavalieri.

Entretanto, a história foi outra no segundo tempo. Após pressionar a saída de bola do Botafogo e forçar o passe errado do meio-campo Honda, Matheus aproveitou, avançou e chutou rasteiro, no canto de Cavalieri que, desta vez, nada pôde fazer para evitar o gol do Dourado aos 9 minutos.

Veja Mais:  No Castelão, Cuiabá é goleado pelo Sampaio Correa no Brasileiro Série B

Seguros na partida e jogando melhor que o adversário, os comandados de Marcelo Chamusca ainda buscaram ampliar o placar, mas esbarraram na forte defesa alvinegra.

Na metade do segundo tempo, em desvantagem no placar, o Botafogo partiu para o tudo ou nada, mas parou no sistema defensivo bem postado do Dourado e nas belas defesas de João Carlos, que salvou a equipe em pelo menos duas chances claras do alvinegro carioca, que continuou no abafa, mas não conseguiu furar a sólida defesa do Cuiabá.

Final de jogo no Estádio Nilton Santos: 1 a 0 para o Dourado.

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana