Mato Grosso

Mato Grosso recebe Missão Internacional de Monitoramento do REM

Publicado

Representantes da Alemanha e Reino Unido estão em Mato Grosso para a missão anual de monitoramento do Programa REED+ For Early Movers (REM). Em uma agenda política, o grupo  se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com o governador Mauro Mendes, para além de outras ações, demonstrar o interesse dos organismos internacionais na preservação ambiental do Estado.

Os resultados expressivos na redução do desmatamento e o comprometimento político no alcance dessas metas, garantiram atenção internacional, tornando-o um dos principais atores do programa. O projeto incentiva as práticas sustentáveis de REDD (Redução de Emissões por Desmatamento, Degradação Florestal, Conservação, Manejo Sustentável e Aumento dos Estoques de Carbono Florestal), desenvolvidas no bioma Amazônico. Os recursos são uma espécie de prêmio destinado aos estados e países pioneiros na redução do desmatamento. 

Mato Grosso irá receber 22 milhões de libras e 17 milhões de euros, cerca de R$ 180 milhões no câmbio atual, em um período de cinco anos. Os recursos são administrados pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio). No programa, 60% dos recursos são aplicados em atividades finalísticas com a execução de projetos de impacto real no combate à degradação ambiental. Os outros 40% são destinados ao fortalecimento institucional das entidades governamentais.  

O governador Mauro Mendes reforçou o compromisso do Estado na aplicação de políticas austeras de combate ao desmatamento ilegal, assim como na regularização ambiental e no controle da degradação florestal. 

Veja Mais:  Procon-MT alerta para os riscos do Cadastro Positivo compulsório

“Temos um posicionamento muito forte no sentido da preservação ambiental, e nossa gestão está pautada no desenvolvimento sustentável. O Estado saiu do ranking de maior desmatador nacional, e passou a ocupar o status de estado-modelo no implemento de políticas voltadas à preservação ambiental, com o aumento da produção a partir da inserção de novas tecnologias que otimizam a produção em áreas já abertas”, definiu Mauro Mendes.  

O posicionamento foi reforçado pelo secretário Chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, durante a condução dos trabalhos de apresentação das metas mato-grossense de combate ao desmatamento.  

“É meta da política de desenvolvimento do Estado de Mato Grosso que os recursos sejam focados na ponta, no atendimento prioritário ao cidadão. Estamos em um estado rico, com bolsões de riqueza, mas infelizmente, ainda encontramos muitas regiões desprovidas do essencial, por isso, o combate ao desmatamento ilegal é compromisso do governo”, frisou Mauro Carvalho ao detalhar a força-tarefa desenvolvida para “limpar” a pauta de regularizações fundiárias urbanas e rurais no Estado. O secretário ainda detalhou o projeto que visa implantar 1.500 câmeras de monitoramento em todo o Estado. Os equipamentos serão instalados em estrada e rodovias estratégicas, usadas como rota para o transporte de madeira ilegal.   

O secretário de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Silvano Amaral, defendeu a importância dos recursos, com aplicação prioritária na assistência técnica dos pequenos produtores, um dos principais focos do programa. “O Estado de Mato Grosso faz correto quando responsabiliza os infratores ambientais, mas precisamos implantar a cultura de valorizar e incentivar aqueles que produzem com eficiência e respeito ao meio ambiente”, categorizou o secretário. 

Veja Mais:  Governo repassa total de R$ 1,9 milhão a 13 municípios com melhores indicadores de vacinação

Silvano ainda destacou os esforços do governo no sentido reduzir o impacto sofrido pelos agricultores. Ações robustas, como o programa ‘Terra a Limpo’ para o enfrentamento da regularização fundiária, e a força-tarefa liderada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) para finalizar os mais de 60 mil CARs (Cadastro Ambiental Rural), hoje na fila de espera. 

De acordo com a representante do Banco de Desenvolvimento Alemão KFW, Christiane Ehringhaus, um dos principais objetivos da missão foi se apresentar à nova equipe do governo. “A plataforma do REM é atuar de forma a fortalecer ações institucionais de proteção ambiental, somadas ao incentivo de boas práticas para a produção sustentável dessas comunidades. Mato Grosso tem demonstrado sua proatividade no tocante ao cumprimento de políticas consoantes com as bases que fundamentam nosso programa”.   

Andamento do programa

No REM, cabe à Seaf prestar orientação técnica aos pequenos produtores no sentido de desestimular antigas práticas de desmatamento, além de promover melhorias no manejo e o aumento da produtividade com o resgate de áreas já abertas. Recursos para o fomento das cadeias produtivas também são enviados pelo banco. 

No tocante as questões ambientais, cabe à Sema, entre outras atribuições, promover ações voltadas à educação ambiental e de fiscalização preventiva. Para a secretária da pasta, Mauren Lazzaretti a principal estratégia de governo é implementar de forma célere a emissão do Cadastro Ambiental Rural (CAR), reduzindo o descompasso entre o pedido e o tempo de espera do produtor. Está previsto para o dia 1º de julho, a posse de 50 analistas ambientais que irão atuar pelo prazo de 12 meses na análise e emissão dos CARs. 

Veja Mais:  Procon-MT orienta bares e restaurantes sobre nova Lei

Além do Governo de Mato Grosso, por meio das secretarias de Meio Ambiente (Sema), Agricultura Familiar (Seaf), Desenvolvimento Econômico (Sedec), Casa Civil e Diretoria Executiva da PCI, também participam dos trabalhos representantes do Ministério Público Estadual, Ministério do Meio Ambiente, Fundação Nacional do Índio, Conselho REDD+, Fórum Mato-Grossense de Mudanças Climáticas, Funbio, Agência de Cooperação Técnica Alemã GIZ, representantes de grupos indígenas e comunidades tradicionais. 

Comentários Facebook

Mato Grosso

Seduc realiza encontro formativo com Diretorias Regionais para debater recuperação da aprendizagem

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) irá realizar o Encontro Formativo (ENFOR) com as Diretorias Regionais de Educação (DREs), tendo como foco ”O Sistema Estruturado de Ensino e as Estratégias Metodológicas para a implementação do Plano Estadual de Recomposição da Aprendizagem”. O encontro ocorrerá durante os dias 25 e 26 de maio, no auditório do Hotel Holiday Inn, em Cuiabá.

“O Encontro Formativo é uma das ferramentas que busca contribuir com os esforços de recuperação da aprendizagem na Rede Estadual de Ensino”, destaca o secretário de Estado de Educação, Alan Porto. Ele lembra que, desde o início do ano letivo de 2022, estudantes de toda a rede estão usando o material didático desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que visa auxiliar no processo de recomposição da aprendizagem.

“O objetivo do encontro é fortalecer as Coordenadorias de Formação das DREs na gestão de tomada de decisão e orientações referentes às ações de implantação do Sistema Estruturado de Ensino e o Plano Estadual de Recomposição de Aprendizagem”, acrescenta o secretário. Ele reforça que a Seduc adotou as melhores ferramentas de ensino e, agora, é o momento de dar um plus no efeito multiplicador dos educadores e gestores. “Vamos aprofundar essa discussão com as maiores autoridades no assunto”, disse.

Uma das presenças no evento será o ex-ministro da Educação e diretor do Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas, José Henrique Paim Fernandes. Outros oito professores doutores participarão de Grupos de Trabalho, além de mediadores com o mesmo nível curricular.

Veja Mais:  Governo repassa total de R$ 1,9 milhão a 13 municípios com melhores indicadores de vacinação

O evento tem carga horária total de 16 horas e prevê a participação de aproximadamente 125 pessoas. A programação será desenvolvida em parceria com especialistas da FGV e da Dian & Silva.

Entre os temas que serão discutidos, por meio de palestras e oficinas, estão as possibilidades de intervenção pedagógica conforme o Sistema Estruturado de Ensino, melhorias na aprendizagem de acordo com os resultados das avaliações e estratégias metodológicas para o plano das ações de recomposição da aprendizagem.

“Vejo como de suma importância esse evento para trazer engajamento na rede, oferecer todas as informações necessárias para que estejamos conectados para fazer a diferença na Educação Pública Estadual e, principal, na ponta, dentro da sala de aula”, analisa Saulo Scariot, Diretor regional de Educação do Polo Tangará da Serra.

“Além do elemento humano, fundamental nessa jornada, vamos nos valer dos avanços das tecnologias educacionais e do uso de ferramentas que permitem o ensino personalizado, com diagnóstico das lacunas de aprendizado e aceleração de aprendizagem”, define Amauri Monge Fernandes, secretário adjunto Executivo da Seduc. Dada à urgência da recuperação da aprendizagem, Amauri observa que a tarefa é de todos. “Toda a comunidade escolar deve se envolver, além da família, é claro”, finaliza.

Supervisão de Rui Matos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Inscrições para projetos na área de educação ambiental e sustentabilidade continuam abertas

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) mantém abertas as inscrições para a seleção de projetos de Educação Ambiental e Sustentabilidade, para as escolas que atendem a Educação no Campo e Quilombola. Os valores disponíveis chegam a R$ 250 mil, podendo atender a 40 escolas com recursos de até R$ 6.250,00 por unidade escolar.

A iniciativa busca subsidiar projetos ambientais, que ampliem as aprendizagens essenciais, mas que também promovam nos estudantes o desenvolvimento do protagonismo juvenil, valores de cidadania, inclusão social e responsabilidade em meio às questões ambientais, tão necessárias na atualidade.

Entre os temas, que poderão ser abordados nos projetos, estão Arborização com Espécies Frutíferas; Reutilização da Água; Reciclagem/ Reutilização de Lixo; Compostagem; Reutilização de Alimentos; Preservação de Espécies em Extinção e/ ou Perda de Biodiversidade; Biofertilizante Líquido; Queimadas e Preservação de Biomas.

“Nesses temas, estão contidas as preocupações e reflexões sobre as mudanças ambientais e como a educação ambiental pode ajudar no desenvolvimento de novas ferramentas, para promover a preservação ambiental e a sustentabilidade”, observa Lucia Santos, superintendente de Políticas de Diversidades Educacionais da Seduc.

Outra intenção da Secretaria, para o desenvolvimento destes projetos, é promover a recuperação da aprendizagem dos estudantes. Com a prática das atividades de educação ambiental, toda a comunidade escolar estará atuando de maneira interdisciplinar, estabelecendo relações com a parte teórica dos componentes curriculares da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento de Referência Curricular de Mato Grosso (DRC-MT), e a Parte Diversificada.

Veja Mais:  Tomada de Contas vai identificar responsáveis por dano de R$ 326 mil a Sapezal

Para conhecer o documento acesse AQUI.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Escola de Governo oferta curso na área de administração pública

Publicado

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Secretaria Adjunta da Escola de Governo, oferta 25 vagas para o curso “Administração pública pós-burocrática: modelos organizacionais”.

A qualificação será realizada na modalidade semipresencial e tem como público-alvo servidores que desenvolvam atividades na área de gestão e líderes que desejam aprimorar competências para gerenciamento. Interessados têm até a próxima terça-feira (31) para se inscrever. Inscreva-se AQUI.

O curso possui carga horária de 32 horas e abordará, entre outros temas, modelos da administração pública, conceito e metodologia de Parceria Público-Privada (PPP), de Organização Social e Empresa Pública. As aulas terão início no dia 1º de junho e serão ministradas pelo facilitador e servidor público Vinícius de Carvalho Araújo. As atividades presenciais ocorrerão na Escola de Governo – Sala Saber.

Mais informações pelo telefone (65) 3613-3611.

Supervisão de texto Nayara Takahara.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Governo repassa total de R$ 1,9 milhão a 13 municípios com melhores indicadores de vacinação
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana