conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Mudanças no mercado de trabalho aumentam a procura pela Pedagogia

Publicado

Curso possui o maior número de estudantes matriculados no país

Foto Ilustrativa

 Licenciatura mais procurada nas faculdades brasileiras, de acordo com o Censo da Educação Superior 2018, a Pedagogia contabiliza mais de 740 mil estudantes matriculados. Com tantas pessoas em formação, as novas configurações do mercado de trabalho ampliam os espaços de atuação do pedagogo, e a sala de aula deixa de ser a única opção de trabalho, mesmo sendo uma das principais atribuições do profissional.

No ambiente da sala de aula, o exercício da Pedagogia oferece como opções o trabalho na educação infantil (de 0 a 6 anos), séries iniciais (alfabetização) e educação de jovens e adultos. Ainda nesta área, é possível atuar junto às equipes de gestão e administrativa relativas à coordenação, direção ou supervisão escolar.

Outras alternativas de trabalho estão ligadas à área de psicologia e saúde, em que o profissional da Pedagogia integra a equipe de apoio e suporte, além das atividades internas em empresas, hospitais e editoras. Para quem optar em dar continuidade aos estudos após a formação, existe a possibilidade de seguir no meio acadêmico, com a realização de pesquisas em educação e especialização, incluindo mestrados e doutorados.

A coordenadora do Curso de Pedagogia da Faculdade Católica de Mato Grosso (FACC-MT), Maria Isabel Lopes Silva, pontua que um dos diferenciais da instituição consiste no desenvolvimento de atividades em campo desde o início do curso. A metodologia participativa contribui para a vivência dos estudantes quanto a prática antes de se tornarem profissionais, capacitando-os para as situações do cotidiano da Pedagogia.

Veja Mais:  Criadores de assistente virtual para Covid-19 participam de encontro promovido pela Seciteci e Unemat

“O mercado de trabalho na Pedagogia está se abrindo para oportunidades que hoje vão além da escola. Por isso, é fundamental que os estudantes busquem cada vez mais outras áreas de atuação e vivenciem desde o início da faculdade diferentes cenários e ambientes”, disse.

O curso de graduação em Pedagogia na FACC-MT é presencial, com aulas no período noturno e duração de sete semestres. Entre as atividades desenvolvidas está o Programa de Estágio Supervisionado, que prepara os futuros pedagogos para o mercado de trabalho. Acompanhados de professores especializados, os acadêmicos participam de vivências em diferentes ambientes, com a oportunidade de aprimorar sua forma de atuação.

Além da graduação, a FAAC-MT também oferece cursos de pós-graduação na área, como a Educação Especial, Gestão de Processos Escolares, Psicopedagogia Institucional e Clínica, entre outros.

Para consultar mais informações sobre o curso, a faculdade disponibiliza um e-book e o canal de atendimento pelo Whatsapp (65) 9 8468 2336 e telefone (65) 3685-0897.

Comentários Facebook

Mato Grosso

SES é notificada sobre outras oito mortes por Covid-19 em MT

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) recebeu, na manhã desta terça-feira (02.06), a notificação de mais oito mortes por Covid-19 em Mato Grosso. No total, já são 75 óbitos no Estado. 

Três mortes foram notificadas pelo município de Várzea Grande e duas pelo município de Cuiabá. Os demais óbitos envolvem residentes de Confresa, Rondonópolis e Tangará da Serra. 

De acordo com os Boletins da SES, as outras mortes causadas em decorrência da Covid-19 em Mato Grosso envolveram pessoas dos municípios de Lucas do Rio Verde, Cáceres, Aripuanã, Rondonópolis, Cuiabá, Barra do Garças, Mirassol D’ Oeste, Sinop, Rio de Janeiro, Nova Mutum, Várzea Grande, Vale de São Domingos, Querência, Ponte Branca, Chapada dos Guimarães, Andradina (SP), Alto Boa Vista, São Pedro da Cipa, Juína e Curvelândia, Cotriguaçu, Pontes e Lacerda, Juara, Alta Floresta, Alto Araguaia, Jauru, Jangada e Acorizal.

As informações oficiais sobre os óbitos constarão no Boletim Informativo desta terça-feira (02), divulgado a partir das 17h.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Seciteci e Unemat promovem encontro sobre tecnologia inovadora no combate à Covid-19
Continue lendo

Mato Grosso

Reduções chegam a 15% em homicídios e 66% em latrocínios no período de isolamento

Publicado


.

Dando continuidade ao acompanhamento dos índices criminais durante o período de isolamento social por conta do coronavírus (Covid-19), a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) concluiu mais um levantamento que aponta redução nos principais crimes em Mato Grosso. Entre os dias 10 de março e 31 de maio de 2020, o homicídio doloso apresentou queda de 15,3% nos registros (166 contra 196 casos no mesmo período de 2019) e o latrocínio (roubo seguido de morte) passou de 15 para 5 casos este ano (-66,7%).

Os dados, compilados pela Superintendência do Observatório de Violência da Sesp-MT, apontam ainda reduções de 37% nos casos de roubos e furtos. Foram 1.955 registros de roubo este ano e 3.101 no ano passado. Já os furtos, foram 6.851 em 2020 e 10.878 em 2019. O crime de lesão corporal também apesentou redução (-26,2%), com 3.371 ocorrências registradas este ano e 4.568 no ano passado.

A Superintendência também fez o comparativo do crime de tráfico/uso de drogas no estado. Do dia 10 de março a 31 de maio de 2020, foram identificados 1.418 casos, enquanto no mesmo período de 2019 foram 1.883, representando queda de 24,7% no número de registros.

Segundo o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Fortes, a redução de circulação de pessoas nas ruas, estabelecimentos comerciais e outros ambientes noturnos é um fator que contribuiu para estas reduções. “Somado a isso, destacamos o trabalho das instituições de segurança pública, pois mesmo a parte operacional manteve o ritmo de trabalho, não houve redução de servidores nas ruas”.

Veja Mais:  Polícia Civil empossa 30 novos delegados nomeados pelo Governo do estado

Ele ressalta ainda que as ações policiais continuaram a ser realizadas, inclusive dando apoio a operações de dispersão das pessoas que insistem em iniciar aglomerações. “O trabalho das forças de segurança, intensificado desde o ano passado, continua sendo feito, inclusive com realização de operações integradas no interior do estado”, acrescenta o secretário adjunto.

Os dados são analisados periodicamente em todo o estado. De acordo com ele, isso é fundamental para identificar e dar atenção especial àqueles locais que fogem do padrão, para atuar pontualmente, caso seja necessário.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governador anuncia nova prorrogação do prazo para pagamento do IPVA

Publicado


.
 
O Governo de Mato Grosso irá adiar novamente o prazo para pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), relativo ao exercício de 2020. O governador Mauro Mendes anunciou nesta terça-feira (02.06) a prorrogação com o objetivo de amenizar os efeitos financeiros que da covid-19 para os contribuintes mato-grossenses. 

Todo o IPVA que seria pago nos meses de junho, julho e agosto, terá o prazo postergado para os três últimos meses do ano, outubro, novembro e dezembro. Conforme o governador, o Estado está combatendo a pandemia e criando condições para que a economia local volte a funcionar. O decreto com detalhes deverá ser publicado em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira (02.06).

“A Assembleia fez uma reivindicação ao Governo do Estado. Analisamos os números dos últimos dias e estamos anunciando hoje, formalmente, que nós estaremos prorrogando para outubro, novembro e dezembro o pagamento do IPVA de todos que ainda tem esse débito com o Estado de Mato Grosso”, afirma o governador Mauro Mendes.

Ele ressalta a parceria com a Assembleia Legislativa, e a rede criada com os prefeitos, que possibilitaram diversas ações que tem tem salvado vidas, e mantido ainda um baixo índice de contaminação mostrado pelos números de casos em Mato Grosso.

“É uma forma do governo minimizar, e ajudar muita gente que talvez esteja em dificuldade por conta das consequências econômicas na vida. É uma forma de aliviar o caixa das empresas, dos cidadãos. Há aqueles que já pagaram porque tinham condições, mas aqueles que não pagaram porque tinham dificuldade vão ter mais este fôlego com mais essa medida que o governo está fazendo para ajudar na pandemia”, avalia.

Veja Mais:  Programa CGE ORIENTA terá mais dois temas nesta quarta-feira

Com a nova medida, os veículos com placa final 4 e 5 que teriam que pagar no mês de maio, poderão pagar no mês de outubro; placa final 6 e 7 que pagariam em junho, passam a ter o prazo até novembro; já as placas 8, 9 e 0 do mês de julho, passam a ter o prazo estendido até dezembro de 2020.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana