Policial

Operação cumpre sequestro de bens e suspende escritório de contabilidade usado para fraudar o fisco estadual

Publicado

O bloqueio das contas bancárias foi realizado no valor correspondente ao crédito tributário devido, de R$ 42 milhões.

Uma arma, dezenas de munições, aparelhos eletroeletrônicos e documentos contábeis estão entre os materiais apreendidos pela Polícia Civil de Mato Grosso durante a Operação Bomba Fantasma, deflagrada nesta quarta-feira (06.07) para cumprimentos de mandados judiciais contra um grupo investigado pela Delegacia de Crimes Fazendários por fraudes contra o fisco estadual.

Foram cumpridas ordens judiciais em três cidades – Rondonópolis e Pedra Preta, em Mato Grosso, e Goiânia, em Goiás. Nos endereços alvos, as equipes da Polícia Civil cumpriram 13 mandados de buscas, 12 bloqueios de veículos dos investigados, quatro sequestros de imóveis, uma suspensão de escritório de contabilidade, além do bloqueio de contas bancárias.

Entre as apreensões estão quase 72 munições, dois carregadores e uma pistola encontradas em um dos postos de combustíveis alvos da operação, na cidade de Pedra Preta.

Os elementos coletados durante a investigação embasaram as representações feitas pelo delegado Rafael Scatolon contras os alvos investigados após parecer favorável da 14ª Promotoria de Cuiabá, e deferimento pela juíza Ana Cristina Silva Mendes da 7ª Vara Criminal da Capital. O bloqueio das contas bancárias foi realizado no valor correspondente ao crédito tributário devido, de R$ 42 milhões.

Investigação

A investigação coordenada pela Defaz com a colaboração do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira) e Secretaria de Estado de Fazenda desarticulou uma organização criminosa constituída por núcleos formados por empresários do segmento de combustíveis e empresas de transportes, cujo objetivo era a venda de notas fiscais a transportadoras para aproveitamento de crédito fiscal.

Veja Mais:  Polícia Civil prende homem que aplicou golpe de R$ 34 mil em vítima de São Paulo

Foi identificado que, em 2018, pelo menos quatro postos de combustíveis venderam milhares de litros de diesel a transportadoras, sem a efetiva circulação da mercadoria, ou seja, sem o abastecimento na bomba.

A auditoria realizada pela Coordenadoria de Fiscalização de Combustível, Comércio e Serviços da Sefaz e o aprofundamento das investigações pela Defaz demonstraram que dos quatro postos, três pertencem ao mesmo grupo de empresários e um posto, localizado em Alto Garças, no sul do Estado, foi responsável pela venda de mais de 10 milhões de litros de óleo diesel, sem que fosse adquirido um único litro para seu estoque, reforçando apenas a venda da nota fiscal fictícia.

Segundo o delegado titular da Defaz, Walter de Melo Fonseca Júnior, a investigação conseguiu identificar que o grupo econômico contava com a participação direta de um escritório de contabilidade, que funcionava como um “QG” para emissão das notas fiscais das vendas realizadas. A Polícia Civil apurou ainda que transportadoras foram beneficiadas com o esquema criminoso, sendo que três delas pertencem a um mesmo grupo econômico.

A operação Bomba Fantasma contou com apoio das unidades da Diretoria de Atividades Especiais – DRE, DECCOR e GCCO, Delegacias da Polícia Civil em Rondonópolis, Politec-MT e Gerência de Operações de Inteligência da Polícia Civil de Goiás.

 

Comentários Facebook

Policial

Irmãos são executados a tiros em frente de casa em Barra do Garças

Publicado

Os irmãos Jânio Rodrigues de França, de 37 anos, e Jalmin Rodrigues de França, 36, foram assassinados a tiros na noite dessa quinta-feira (4) em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. Os suspeitos do duplo homicídio ainda estão foragidos.

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 20h, no bairro Novo Horizonte, quando dois homens em uma motocicleta foram vistos nas proximidades, dirigindo o veículo em alta velocidade.

Os dois bandidos se aproximaram dos irmãos, que estavam em frente de casa, sentados. Os homens fizeram os disparos e, apesar de as vítimas terem tentado fugir, ainda foram atingidas.

Após o crime, os autores dos tiros fugiram e ainda estão foragidos. Vizinhos que ouviram os disparos acionaram a Polícia Militar.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado e constatou a morte das vítimas. O local foi isolado para realização de perícia.

A Polícia Civil ainda investiga o caso.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Veja Mais:  PM recupera nove veículos furtados em cinco municípios de MT
Continue lendo

Policial

Acidente deixa uma pessoa morta e duas em estado grave na MT-130 em Rondonópolis

Publicado

Foto: Site Leia MT

Marcília da Silva Abrantes, 34 anos, morreu vítima de um acidente automobilístico, na noite dessa quinta-feira (04.08), na MT-130, no município de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá).

Conforme ocorrência, o motorista da caminhonete seguia sentido município de Poxoréu, quando perdeu o controle em uma curva e capotou o veículo. Além da vítima que morreu a caminho do hospital, havia mais duas pessoas. O trio foi lançado para fora do veículo.

Segundo a Polícia Civil, no interior do veículo haviam alguns recipientes de bebida alcoólica. No hospital, o condutor da caminhonete afirmou não teria ingerido álcool.

A Polícia Civil investiga o acidente.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Veja Mais:  PM prende sete pessoas suspeitas de aplicarem golpes pela internet em MT
Continue lendo

Policial

Homem é perseguido e executado crivado de balas em Rondonópolis

Publicado

Célio Morante Bezerra, 50 anos, foi morto com vários tiros na manhã desta quarta-feira (03), em uma funilaria localizada na rua Arnaldo Estevão, no bairro Jardim Guanabara, aqui em Rondonópolis

Segundas informações do proprietário da oficina, relata que , Célio tinha deixado um veículo para reparos, quando, um suspeito chegou ao local atirando contra a vítima

Ele tentou fugir correndo em direção ao escritório, porém, o suspeito o perseguiu e disparou mais tiros contra ele e em seguida fugiu.

Morante não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A equipe de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) este no ambiente e constatou o óbito.

A Polícia Militar, Polícia Civil e Politec também estiveram no local.

A Policia Militar divulgou a ficha criminal da vítima, veja: 

2015 – PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO RESTRITO

2016 – AMEAÇA. (COBRANÇAS)

2017 – AMEAÇA. (AMEAÇOU DE MORTE O SÓCIO).

2017 – AMEAÇA. (COBRANÇA)

2018 – PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO, AMEAÇA E CONDUZIR VEICULO SOB INFLUENCIA DE ALCOOL.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil cumpre prisão de suspeito de estupro de vulnerável em Rondonópolis
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana