Policia Federal

PF desarticula grupo criminoso que importava MDMA da Europa

Publicado

Campinas/SP – A Polícia Federal, com o apoio da Receita Federal, deflagrou hoje (23/7) a segunda etapa da Operação Conexão Dinamarca, para desarticular uma associação criminosa especializada na importação, da Europa para o Brasil, de MDMA (metilenodioximetanfetamina), substância entorpecente proibida pela legislação brasileira, em Campinas.

Foram cumpridos dois mandados judiciais, sendo um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão, onde foram encontrados objetos que possivelmente seriam utilizados para o comércio de droga sintética.

A investigação teve início em 2018, a partir de uma apreensão, realizada pela Receita Federal em Viracopos, de encomenda contendo 16 invólucros, nos quais foram encontrados 3.260 gramas da droga, camuflados em bolos instantâneos. Ao longo das investigações, foram identificados tanto o recebedor da droga, como o responsável pela sua aquisição.

Os investigados responderão, na medida de sua culpabilidade, por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, crimes capitulados nos artigos 33, 35 e 40, I da Lei nº 11.343/2006.

Comunicação Social da Polícia Federal em Campinas/SP

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (19) 3345-2269

*A operação recebeu o nome de Conexão Dinamarca em alusão ao modus operandi do esquema criminoso, ou seja, remessa de droga da Dinamarca para o Brasil.

Comentários Facebook
Veja Mais:  PF combate remessa de dinheiro falso pelos Correios no Ceará

Policia Federal

Polícia Federal prende mulher transportando cerca de 2,5 kg de cocaína no Galeão

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – Na manhã de hoje (27/12), a Polícia Federal prendeu uma mulher em flagrante. Ela tentava embarcar para Amsterdã/Holanda, transportando 2,235 kg de cocaína no Galeão.

A droga foi encontrada em um fundo falso durante a inspeção de bagagens pelo raio-x. 

 

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

 

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Federal apura fraudes no credenciamento de clínicas de reabilitação junto ao SUS no Piauí
Continue lendo

Policia Federal

PF realiza maior apreensão de cédulas falsas do ano no Ceará

Publicado

Fortaleza/CE – A Polícia Federal prendeu em flagrante, na manhã desta sexta-feira (27/12), uma pessoa, após ter recebido, em sua residência no Bairro Mucuripe, na capital cearense, uma encomenda postal contendo R$ 39.500 em cédulas falsas de R$ 100.

A jovem, que já foi autuada pela PF em março deste ano pelo mesmo crime (na ocasião, portava 84 cédulas falsas de R$ 10, R$ 50 e R$ 100), recebeu voz de prisão e foi encaminhada à sede da Superintendência Regional no Ceará, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal do Ceará.

Essas ações são resultados dos trabalhos desenvolvidos pela PF no combate ao crime de moeda falsa. Incluindo a prisão de hoje, somente no mês de dezembro, sete pessoas foram presas em flagrante e um menor apreendido com cédulas falsas recebidas pelos Correios.

A apreensão de hoje é a maior realizada pela PF no Ceará, até o momento, em 2019. O crime de moeda falsa tem penas de reclusão de 3 a 12 anos e multa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85)9.8970-0624

Comentários Facebook
Veja Mais:  PF combate remessa de dinheiro falso pelos Correios no Ceará
Continue lendo

Policia Federal

Polícia Federal prende homem recebendo dinheiro falso no Rio de Janeiro

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal prendeu em flagrante, na manhã de hoje (26/12), um homem, de 37 anos, ao receber notas falsas pelos Correios. A prisão ocorreu após uma denúncia anônima e aconteceu no bairro Engenho da Rainha.

A encomenda continha 10 notas de R$100 falsas, totalizando mil reais. As células possuíam até mesmo as marcas holográficas idênticas a das notas originais. 

Ele foi encaminhado até a Superintendência Regional no Rio de Janeiro e responderá pelo crime de moeda falsa, previsto no artigo 289, § 1º do Código Penal, podendo pegar de 3 a 12 anos de prisão.

 

 

 

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Comentários Facebook
Veja Mais:  PF investiga organização criminosa responsável por fraudes bancárias em TO
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana