conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Polícia apreende menores por crimes cometidos em Rondonópolis

Publicado

Foto: Assessoria-PM

Em duas ocorrências registradas na manhã desta quarta-feira (17.10), em Rondonópolis, nove suspeitos foram encaminhados para a delegacia.

No primeiro registro, quatro indivíduos, três deles com 17 anos, furtaram um Gol branco próximo a Secretaria de Saúde de Rondonópolis, por volta das 10h20. A vítima L.P.S., 42 anos, deixou o veículo estacionado e trancado e meia hora depois, quando retornou, não o encontrou no local. Os suspeitos foram detidos e o veículo recuperado pela PM no bairro Tancredo Neves.

A vítima é moradora de Jaciara, e foi de lá que o marido dela monitorou a localização do veículo por meio do rastreador e acionou a polícia militar. O carro estava funcionando próximo a uma residência onde se encontravam os quatro suspeitos. Vários pertences da vítima já estavam dentro da casa, entre eles o toca cd com pendrive, uma furadeira skil e as brocas da furadeira. A três quadras do lcoal, no meio do matagal, foram localizadas várias roupas e a documentação pessoal da vítima.

Os suspeitos L.G.Q., 19 anos, G.S.Q., 17, D.B.R.O., 17, e S.A.P.O., 17, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia da cidade.

Na outra ocorrência, no Jardim Clarion, às 10h40, policiais do 5º Batalhão apreenderam mais cinco jovens, com idade entre 15 e 18 anos, por tráfico de drogas e com eles, um simulacro de pistola, 24 munições entre outros objetos.

Em frente à residência na Rua das Flores, havia mais pessoas, supostamente devido à comercialização de drogas no local. E uma delas fugiu para dentro da casa quando viu a viatura. Os policiais abordaram dois que estavam do lado de fora e pediram para que os demais saíssem da casa, sendo três suspeitos. Além do simulacro de pistola, uma balança, um modem branco com fonte, 23 munições calibre 22 e duas calibre 38 intactas foram localizados na residência.

Veja Mais:  OPERAÇÃO TAMOIO: PRF combate crime ambiental em Jangada/MT

Os suspeitos B.S.C., 18 anos, G.M.D.,18, F.J.P.L., 17, G.A.V., 15, e J.W.S.M., foram conduzidos para a 1ª Delegacia de Polícia e o Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o registro da ocorrência, mas não compareceu até o término da confecção do boletim.

Foto: Assessoria

Comentários Facebook

Mato Grosso

PM apreende bloqueador de sinal que seria usado para furtar caminhão em Sorriso

Publicado


.

Policiais militares de Sorriso (a 420 km de Cuiabá) apreenderam neste domingo (31.05) um bloqueador de sinal que foi usado em uma tentativa de furto, no bairro Industrial.

Conforme o boletim de ocorrência, os agentes foram acionados via 190 que informava o furto de um caminhão estacionado no pátio de um posto de combustível.

Quando chegaram ao local, os militares foram abordados pela vítima, o motorista da carreta carregada de feijão. Ele contou que tinha deixado do veículo estacionado e quando voltava percebeu que a carreta não estava no mesmo lugar. De longe viu um homem dentro do veículo tentando dar partida, mas ao perceber sua presença, o criminoso saiu correndo e entrou em um veículo Saveiro.

Dentro da carreta, a vítima disse ter encontrado o bloqueador de sinal.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Durante ronda e por denúncia, PM captura seis foragidos da justiça em Rondonópolis
Continue lendo

Mato Grosso

PGE garante importantes conquistas ao Estado em meio à pandemia do novo coronavírus

Publicado


.

Desde que decretada a situação de calamidade pública no âmbito da Administração Estadual, em razão da pandemia do novo coronavírus, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) tem obtido grandes avanços que estão auxiliando principalmente no enfrentamento dos impactos socioeconômicos e financeiros.

No mês de abril, a PGE assegurou que o Governo de Mato Grosso tivesse a dívida com a União suspensa pelo período de 180 dias, para investir em ações de combate a disseminação do coronavírus. A liminar foi deferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A dívida no valor de R$ 2.116.412.756,99 bilhões com o Banco do Brasil é oriunda de um contrato firmado em 1997, com prazo de 600 meses.

Neste período, outras duas dívidas de contratos firmado pelo Estado e pela Companhia de Companhia de Desenvolvimento do Estado de Mato Grosso – CODEMAT com o Banco do Brasil também foram suspensas com a mesma finalidade. Elas foram adquiridas para a quitação e reestruturação de dívidas externas.  A ação foi distribuída ao ministro Alexandre de Moraes e assinada pelo procurador-geral do Estado, Francisco Lopes, e pelo subprocurador-geral dos Tribunais Superiores, Lucas Dallamico.

Pensando nos municípios e nos impactos que poderiam surgir, o Governo de Mato Grosso, por meio da Procuradoria optou por suspender por 90 dias a cobrança de dívidas administrativas e judiciais dos 141 municípios do Estado.

A postergação do prazo de validade da Certidão Negativa de Débito (CND) e da Certidão Positiva com Efeito Negativa de Débitos (CPEND) foi uma das medidas adotadas para auxiliar os cidadãos.  As Certidões do tipo Negativa, Positiva com Efeito de Negativa ou Extraordinária emitidas entre os dias 17 de fevereiro e 31 de maio passaram a ter validade jurídica e tributária até o dia 30 de junho de 2020. Estes documentos são geridos pela Secretaria de Fazenda (Sefaz) e pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Veja Mais:  Depois de provocar acidente, homem é detido em casa e tenta subornar policiais; arma de fogo apreendida

Já no mês de maio, a Procuradoria conseguiu junto ao STF a suspensão da requisição administrativa feita pelo Governo Federal e determinou que a empresa Magnamed Tecnologia Médica S.A. forneça os 50 ventiladores pulmonares (respiradores) comprados pelo Governo de Mato Grosso e que não foram entregues.

A decisão foi proferida na última quinta-feira (28.05), quando foi deferida parcialmente a tutela de urgência requerida pelo Estado, afastando todos os argumentos do Governo Federal e da empresa. Agora, com a tutela de urgência concedida, o Estado deverá receber os respiradores nos próximos dias. Os aparelhos serão utilizados em leitos UTI’s para tratar os pacientes infectados pela Covid-19.

Entre as medidas adotadas recentemente está o ingresso de uma ação judicial contra a Prefeitura de Cuiabá, para garantir a fiscalização nos hospitais do município que possuam leitos de UTI voltados aos pacientes com coronavírus. A Procuradoria Geral do Estado protocolou uma denúncia na Procuradoria-Geral da República, em Mato Grosso, contra a Prefeitura de Cuiabá para que se apure atos ilícitos realizados com os R$ 41 milhões recebidos pelo município para o combate ao coronavírus.

Em relação ao atendimento ao público, a PGE inicialmente suspendeu e atendimento presencial da na sede para evitar os riscos de contaminação e disponibilizou vários canais de atendimento como telefone, e-mail, Whatsapp e Skype. Além dos atendimentos online, também foram feitas petições em processos judiciais, emitidos pareceres em processos administrativos, pareceres em processos de aquisições e contratos, processos administrativos de requerimento de contribuintes, manifestações em Tribunais Superiores (Brasília) e atendimentos na Ouvidoria.

Veja Mais:  PGE garante importantes conquistas ao Estado em meio à pandemia do novo coronavírus

No dia (11.05) o atendimento presencial foi retomado cumprindo todos os critérios de vigilância sanitária. “Diante de toda esta situação inesperada dos desdobramentos da pandemia, a Procuradoria Geral vem buscando uma nova forma de trabalho e uma nova forma de cumprir a sua missão institucional de atender com primazia a população de Mato Grosso”, destacou o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Auditoria da CGE detecta redução de 30 milhões nos gastos com locação de veículos

Publicado


.

Auditoria preliminar realizada pela Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) detectou a redução de R$ 32 milhões nas despesas do Governo de Mato Grosso com locação de veículos nos últimos dois anos. Os gastos com locação de automóveis saíram de R$ 94 milhões no ano de 2018 para R$ 62,9 milhões em 2019.

O montante financeiro despendido em 2019 para este elemento de despesa interrompeu a curva ascendente de gastos com locação entre os anos de 2015 e 2018. Nos últimos cinco anos, foram empregados R$ 358.130.769,30 com locação de veículos.

Apesar da suspensão na sequência de crescimento, a CGE está realizando auditoria neste tipo de despesa com o objetivo de verificar a necessidade dos serviços, a compatibilidade dos preços contratados com os praticados por outros órgãos da administração pública, a entrega e disponibilização dos veículos de acordo com as previsões contratuais e a realização de estudo sobre a vantagem da terceirização da frota.

O trabalho estava previsto no planejamento de auditoria da CGE para o ano de 2020 e coincidiu com demanda do governador de Mato Grosso para análise da despesa, no contexto da busca por oportunidades de redução de gastos administrativos sem comprometer o funcionamento da máquina pública.

“Esta auditoria objetiva agregar valor à gestão estadual por meio de recomendações de aperfeiçoamento do processo de gerenciamento de riscos e de controles internos na locação de veículos”, destaca o secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida.

Veja Mais:  Polícias Civil e Militar apreendem 50 quilos de entorpecentes em Alta Floresta

Planejamento

Antes da execução da auditoria, na fase do planejamento, foram realizados levantamentos preliminares de relatórios de auditorias já produzidos nos últimos anos acerca do tema pela própria CGE, pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE), pela Controladoria Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Também foram realizadas entrevistas preliminares com servidores da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), órgão central responsável pelo serviço de transporte no Poder Executivo Estadual, e com servidores de outras secretarias. Além disso, para selecionar os contratos objetos da auditoria, a CGE utilizou os dados e as informações dos sistemas de abastecimento do Estado.

Amostra

Na auditoria, estão em análise os contratos de locação vigentes até 31/01/2020 em 13 órgãos e entidades estaduais, que, juntos, têm uma frota locada de 515 veículos, sendo que aproximadamente 39,67% deles são de contratos da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). No trabalho, foram excluídos da análise os contratos de locação de veículos utilizados como viaturas policiais, devido à particularidade do objeto.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana