Mato Grosso

Seduc certifica mais de 400 alunos do Projeto Muxirum em Rosário Oeste

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) entregou, nesta segunda-feira (10.06), 459 certificados aos alunos do projeto Muxirum da Alfabetização do município de Rosário Oeste (a 128 quilômetros de Cuiabá), que concluíram o curso nos anos de 2017 e 2018.

Durante a cerimônia, realizada no Cinema municipal de Rosário, foram entregues os certificados a 15 alunos. Como os demais são idosos e moram em localidades rurais e têm dificuldades de se locomover até o centro da cidade, os certificados foram entregues em suas próprias localidades.

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, informou que o Muxirum já alfabetizou em todo o Estado 10.165 pessoas em 31 municípios. O projeto é realizado nos municípios em parcerias com as Prefeituras, por meio das Secretarias Municipais de Educação.

“A educação transforma vidas e vai transformar a vida dessas pessoas que passaram pelo Muxirum. Projeto que tem como característica alfabetizar e oportunizar àqueles que não tiveram acesso à educação no período certo”.

Durante o evento, também foram entregues kits alfabetizandos para os alunos que se matricularam nas turmas de 2019. Cada kit é composto de caderno, lápis, borracha e caneta. Ao todo, estão matriculados nas turmas de 2019, no município de Rosário, 125 novos alunos, que serão atendidos por 16 professores alfabetizadores.

“Eu fico extremamente feliz ao ver que aqui no município 125 alunos já estão inscritos este ano. Se em cada município participante tiver inscritas 125 pessoas, imagina quantas vamos tirar da situação de exclusão do conhecimento?”, observou a secretária.

Veja Mais:  Vem Ser Mais Solidário já atendeu 101 municípios com doação de cestas na segunda etapa da ação

Conforme ressaltou o prefeito de Rosário Oeste, João Antônio Albino, o conhecimento é capaz de diferenciar as pessoas na multidão, faz crescer e aumenta a autoestima de qualquer um. “Poder participar dessa etapa importante na vida de vocês e o início de muitas outras que se virão, é momento de muita alegria para mim”.

O prefeito destacou ainda que sempre que participa de eventos como o do Muxirum se lembra de seu avô. “Ele costumava me dizer que não tinha inveja de quem tinha uma casa ou um carro bom, mas sim de quem tinha estudo e condições de ler e escrever, oportunidade que ele não teve. Tenho certeza que se ele estivesse vivo estaria aqui, participando dessa simbólica formatura”, disse.

Dona Isabel Nonato Ferreira, 77 anos, estava emocionada com o seu certificado. “Nunca fui pra escola, não sabia escrever nem meu nome direito. Agora sei escrever e ler muita coisa e ainda tenho como comprovar que estudei”, disse.

Para a dona de casa Edalina Campos, 41 anos, o Muxirum lhe abriu as portas para que pudesse sonhar alto. “Sempre me senti mal por não conseguir ajudar meus filhos com as tarefas da escola, pois não sabia ler. Hoje me sinto outra pessoa e não quero mais parar de estudar”, disse Edalina, acrescentando que pretende se matricular numa turma de educação de jovens e adultos para cursar o ensino fundamental e o médio.

Veja Mais:  Sexta-feira (14): Mato Grosso registra 72.141 casos e 2.336 óbitos por Covid-19

A professora Fabiane Lemes, uma das alfabetizadoras do Muxirum em Rosário Oeste, disse que se emocionava junto com os alunos toda vez que algum deles aprendia a escrever o nome. “É uma sensação maravilhosa participar desse momento e ver cada evolução deles”.

Também participaram do evento a secretária municipal de Educação de Rosário Oeste, Jane Tabarico, a assessora pedagógica do município, Gisele Lara Silva, a coordenadora local do Muxirum, Kely, o coordenador do Muxirum na Seduc, Manoel Satiro, e a formadora do projeto Nilseia Maldonado.

Atendimento e Investimentos

Para 2019, a previsão é atender em Mato Grosso 2.968 pessoas em 14 municípios, com 231 turmas e 231 alfabetizadores. Para tanto, serão investidos R$ 1,5 milhão.

Os municípios atendidos serão Acorizal, Barão de Melgaço, Jangada, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Alto Paraguai, Rosário Oeste, Cáceres, Figueirópolis D’Oeste, Jauru, Lambari D’Oeste, Curvelândia, Araputanga e Mirassol D’Oeste.

Um diferencial do projeto é que os responsáveis pelo curso desenvolvem uma etapa considerada essencial, que é o trabalho de acompanhamento, visitando as turmas in loco. O horário do curso é flexível, pois o alfabetizador e o alfabetizando definem o melhor período para o estudo.

Mato Grosso

Gefron recupera veículos e apreende drogas e armas em Poconé e Porto Esperidião

Publicado


.

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) recuperou veículos, apreendeu drogas, armas e prendeu cinco pessoas nesta sexta-feira (14.08). Em um dos casos, ocorrido no final da manhã em Porto Espiridião, os operadores de fronteira recuperaram um veículo Jeep Compass, roubado em Minas Gerais.

A ação se deu após patrulhamento na MT-388. Ao checarem as informações via Base do Gefron, tiveram a informação de tratar-se de um veículo roubado em outro estado.

Também em Porto Esperidião, os policiais abordaram um veículo Ônix de cor prata, com duas pessoas em atitude suspeita. Os indivíduos não portavam o documento do veículo e nem sabiam o nome do proprietário do carro.

Durante checagem na base, os militares descobriram se tratar de um carro locado que deveria ter sido entregue na cidade de Sumaré-SP. Os suspeitos foram então conduzidos à Defron de Cáceres.

Já em Poconé, em uma ação conjunta com a Força Tática do 2º Comando Regional, duas armas foram encontradas na residência de um suspeito após ele ter corrido ao avistar os militares. Os policiais fizeram a apreensão de um revólver Taurus, calibre .38, de uma carabina calibre .22 e de 14 munições de calibre .38. O suspeito foi conduzido à delegacia do município.

Também em Poconé, em ação conjunta com a Força Tática, os policiais apreenderam cinco porções de substância análoga à maconha, além de R$ 276 em notas trocadas, configurando tráfico doméstico.

Veja Mais:  Comitê do Fogo articula força-tarefa para atendimento de animais silvestres

A apreensão se deu após as equipes abordarem um veículo Ford Ka e durante as buscas o suspeito ter demonstrado nervosismo. O suspeito acabou confessando que tinha algumas porções de drogas guardadas em casa. Ele foi conduzido para a delegacia do município.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Recuperandos começam a atuar no combate às chamas na zona urbana de Poconé

Publicado


.

Dez recuperandos do Complexo Penitenciário Ahmenon Lemos Dantas começaram a atuar no combate às chamas da região urbana de Poconé (104 km de Cuiabá), nesta sexta-feira (14.08).

A atuação dos presos teve início após intenso treinamento no Corpo de Bombeiros Militar (CBM), em Cuiabá, onde foi possível a formação dos recuperandos como brigadistas.

O prefeito de Poconé, Tatá Amaral, fez questão de receber os novos brigadistas na Escola Estadual Maria Helena de Araújo, aproveitando a oportunidade para agradecer ao Governo do Estado e à Vara de Execução Penal do Poder Judiciário.

“Essa soma de esforços nos dá condições de combater as queimadas o mais rapidamente possível e dá tranquilidade às pessoas que aqui residem”, disse o prefeito de Poconé.

Os presos ficarão à disposição do município durante um período de dez dias, o suficiente para novas turmas de recuperandos voluntários serem capacitadas e assim, também atuarem na cidade.

A experiência, segundo Rodrigo Amâncio, é mais uma possibilidade de reinserção no mercado de trabalho e uma nova história a ser construída.

“É uma experiência muito boa que servirá para a nossa vida profissional e a gente pode até achar um serviço, já que a gente vai ganhar um certificado. E vai ser muito bom para a gente, que pretende sair daquele lugar e mudar de vida”, disse o recuperando.

Apesar de ser uma atuação voluntária, os presos que atuarem no município terão remição de pena: a cada três dias trabalhados equivalem a menos um dia de pena. A atuação dos reeducandos será acompanhada pelos policiais penais, além do monitoramento por tornozeleira eletrônica.

Veja Mais:  Recuperandos começam a atuar no combate às chamas na zona urbana de Poconé

“Trata-se de um trabalho voluntário, em que pesquisamos quem gostaria de participar. E esse é um diferencial, já que o magistrado que analisar o processo pode ver que esse preso atuou voluntariamente no combate aos incêndios na região do Pantanal”, pontuou o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores.

Com uma diminuição das queimadas na região graças à Operação Pantanal 2, o trabalho dos reeducandos será mantido. Neste final de semana, por exemplo, os presos farão o asseio das pontes da Transpantaneira como forma de evitar novas queimadas. Uma missão que para o recuperando Otávio Brandão tem destino certo.

“A gente está aqui para ajudar o Pantanal mato-grossense e a população de Poconé e a gente vai dar o melhor sem medir esforços, agarrando essa oportunidade com unhas e dentes para a gente ajudar a sociedade”, finalizou o recuperando.

Recuperandos começam a atuar no combate às chamas na zona urbana de Poconé

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Câmeras registram mais de 11 mil veículos com irregularidades em Mato Grosso

Publicado


.

No período entre janeiro a junho de 2020, mais de 11 mil placas de veículos com registros de ocorrências foram capturadas pelas câmeras OCR (sigla em inglês que significa Leitores Ópticos de Caracteres).

As imagens são recebidas instantaneamente pelos operadores do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que emitem alerta para as forças policiais. Do total de leituras, 75% confirmava a imagem da placa.

As câmeras estão instaladas em pontos estratégicos de Cuiabá, Várzea Grande, rodovias estaduais e na região da fronteira do Brasil com a Bolívia. Somente com o aporte do Governo do Estado, 22 pontos de videomonitoramento captam imagens diariamente. Contudo, outras câmeras foram viabilizadas por investimentos do Governo Federal e parcerias com concessionárias de rodovias, que totalizam mais de 11 mil equipamentos.

O coordenador do Ciosp, TC PM Siziéboro Elvis de Oliveira, disse que a ferramenta é primordial para o enfrentamento às práticas criminosas no estado de Mato Grosso.

“Sempre que um veículo tem alguma queixa de roubo ou furto, a placa é colocada no sistema do Ciosp para gerar o alerta. E de imediato, nossa equipe aciona as forças policiais para fazer as buscas. Outras irregularidades, a exemplo dos documentos do automóvel e do motorista, também são alertadas”, enfatiza.

O sistema OCR registra até 400 veículos por minuto e permite fazer buscas por placas, marca e modelo dos veículos, além de características obtidas pelos operadores, como adesivos que tenham singularidades passíveis de leitura.

Veja Mais:  Gefron recupera veículos e apreende drogas e armas em Poconé e Porto Esperidião

Novas ações

Para o segundo semestre de 2020 a coordenação do Ciosp já tem projetos para execução. Entre eles, a ampliação do videomonitoramento que vai contemplar a região do Distrito Industrial, implantação do cercamento eletrônico no Centro Político Administrativo, Projeto Águia, que visa ampliar o monitoramento em todo o Estado e a execução do projeto de digitalização de radiocomunicação, dentre outros.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana