Mato Grosso

Sofrendo há um ano, servidores pedem nova reunião para debater previdência de todas as categorias

Publicado

Foto: Assessoria

Após reunião que garantiu a não revisão da decisão sobre a isenção de contribuição previdência para aposentados e pensionistas com doenças incapacitantes, na quarta-feira (28), a categoria conclama agora um novo encontro com o governador Mauro Mendes junto ao Conselho Previdenciário do MT-Prev. Desta vez, eles querem tratar sobre as alíquotas aplicadas a todo o grupo, sem distinções.

Para isso, também pedem que o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), Max Russi, do presidente da Comissão Especial de Previdência da AL-MT, Eduardo Botelho e o  presidente do MT-Prev, Elliton de Souza, os ajudem a mobilizar o governador para marcar a reunião o quanto antes.

O debate desta quarta-feira diz respeito ao projeto de lei (PL) que dispensa da alíquota aposentados com doenças graves nos casos em que os proventos totalizem o dobro do teto do INSS, na ordem de R$ 12,2 mil. Agora entra em pauta o PL dedicado aos demais servidores, que prevê isenção da alíquota sobre valores até três salários mínimos para aqueles que recebem até R $9 mil.

Desde junho de 2020, quando entrou em vigor a Reforma da Previdência do Estado, a categoria vem relatando inúmeras dificuldades com o pagamento de tratamentos de saúde, pagamento de dívidas e manutenção básica.

Agora, de olho na retomada das atividades da AL-MT, depois de recesso, o grupo pede celeridade nas apreciações. “Estamos vivendo à mercê de promessas de que o valor seria reduzido e nada acontece. Pedimos para o governador e os deputados não se esqueçam de que estão lá para tomar decisões em nome do bem coletivo”, diz a professora aposentada Cleci Machado.

Veja Mais:  Touros Nelores nascidos e criados no Pantanal estarão no Leilão Edição Touros CEIP

Vale destacar que o encontro desta semana foi marcado por um atrito entre o governador Mauro Mendes e o desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Orlando Perri. Ambos membros do colegiado, eles divergem acerca da isenção para aposentados com doenças graves e comorbidades.

Isso porque o Conselho já havia estabelecido a isenção da alíquota de 14% a este grupo de aposentados. A proposta de Mauro Mendes, contudo, é promover a isenção até a faixa dos que ganham R $6,1 mil, o que tem causado revolta entre aposentados e pensionistas do Estados. Sua fala foi embasada por parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), que aponta inconstitucionalidade na medida.

Frente ao posicionamento do governo, Perri destacou que matérias decididas, aprovadas, não podem mais ser revisitadas e rediscutidas. Além disso, o desembargador rechaçou a manifestação da Procuradoria, destacando que o Conselho do MT Prev não possui caráter meramente opinativo.

“A Procuradoria não é o Supremo Tribunal Federal para ter a palavra única. Para dizer se aquele tema é constitucional ou se não é constitucional. O Conselho não é meramente opinativo. Nós não somos convidados de pedra neste Conselho. Se as nossas opiniões valerem apenas como meras opiniões, eu vou entregar o cargo para o presidente do Tribunal, e me coloca outra pessoa”, sustentou.

Mauro Mendes, que preside o Conselho, por sua vez, falou sobre a utilização de suas prerrogativas. “Como isso foi discutido dentro do conselho, eu poderia fazer diferente, agora eu não posso encaminhar à Assembleia um ato que eu já tenho um parecer da procuradoria, que tem um vício de inconstitucionalidade, e isso é uma prerrogativa do governador”, respondeu.

Veja Mais:  Quarta-feira (15): Mato Grosso registra 529.288 casos e 13.674 óbitos por Covid-19

Ao ressaltar a urgência de uma nova reunião, Cleci destaca a situação na qual se encontram muitos de seus colegas. “Ultimamente temos feito vaquinha para conseguir ajudar  aposentados com doenças graves, inclusive com alimentação. Mas a situação está tão difícil, que nem isso tem sido possível fazer mais”, conclui.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Sábado (18)- Mato Grosso registra 7 mortes em 24 horas por Covid-19

Publicado

Foto: Edmar Barros/Reprodução

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sábado (18), 531.044 casos confirmados de Covid-19 e 13.708 mortes em decorrência da doença.

Foram notificadas 618 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 531.044 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso 4.304 estão em isolamento domiciliar e 512.224 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 159 internações em UTIs públicas e 86 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está 38,13% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (109.483), Rondonópolis (37.445), Várzea Grande (37.208), Sinop (25.624), Sorriso (18.075), Tangará da Serra (17.636), Lucas do Rio Verde (15.550), Primavera do Leste (14.638), Cáceres (11.708) e Barra do Garças (10.538).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 386.221 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 116 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (17), o Governo Federal confirmou o total de 21.080.219 casos da Covid-19 no Brasil e 589.573  óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.069.017 casos da Covid-19 no Brasil e 589.240 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Veja Mais:  Mato Grosso recebe 17.550 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira (15)

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (18).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Batalhão de Trânsito da PM promove 2º Pit Stop Pedal Tran neste domingo (19)

Publicado

Neste domingo (19), a Polícia Militar realiza a 2ª edição do Pit Stop Pedal Tran, em frente ao 3° Pelotão de Policiamento Rodoviário do Batalhão de Trânsito, na Rodovia Emanuel Pinheiro, MT-251. O evento faz parte da Semana Nacional do Trânsito, e inicia a partir das 6h com ações de apoio e serviços aos ciclistas.

O 2º Pit Stop Pedal Tran “Aqui eu pedalo, com saúde e segurança” disponibilizará aos ciclistas um ponto de hidratação (com água, frutas e açaí) e de manutenção de bike.  A ação oferecerá aos praticantes também profissionais disponibilizados pela UNIMED para darem dicas de saúde, de nutrição e aferição de pressão arterial e glicemia.

Orientações sobre a importância da utilização de equipamentos de segurança, legislação de trânsito dentre outras temas serão ressaltados pela Polícia Militar na ocasião. O evento segue a programação de atividades da Semana Nacional de Trânsito, com coordenação do BPMTRAN, tendo ainda como instituições parceiras como Departamento Estadual de Trânsito, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Polícia Rodoviária Federal.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Quarta-feira (15): Mato Grosso registra 529.288 casos e 13.674 óbitos por Covid-19
Continue lendo

Mato Grosso

Touros Nelores nascidos e criados no Pantanal estarão no Leilão Edição Touros CEIP

Publicado

Foto: Assessoria

A capacidade do Nelore em enfrentar ambientes desafiadores, como os animais criados a pasto no rústico e exigente Pantanal Mato-grossense, será demonstrada no Leilão Edição Touros, no próximo dia 19 de setembro, promovido pela Agropecuária Ribeirópolis. Desde 1986 a Ribeirópolis mantém na Fazenda Taguaí, em Santo Antônio do Leverger (MT), uma base de matrizes, que se notabilizam por doadoras de embriões acima da média, cada vez mais precoces e férteis, aliados a controles rígidos de qualidade genética e de melhoramento.

No seu segundo ano no mercado, a Ribeirópolis, ofertará um grupo de 250 touros CEIP nascidos e criados na Fazenda Taguaí, promovendo no próximo domingo (19), o Leilão Edição Touros CEIP, com transmissão pelo canal do boi e realizado pela Central Leilões, a partir das 14 horas (horário de Brasília). Exatamente este grupo muito seleto de touros adaptados que fazem parte do programa Deltagen, com avaliações estatísticas pelo Gensys, 100% genotipados, avaliados por ultrassonografia de carcaça pela Pecus, além de contarem com toda confiança dessas análises, são nascidos e criados no bioma do Pantanal do Mato Grosso. O que na avaliação de Rodrigo Dias, gerente executivo da DeltaGen traz um diferencial de valor agregado muito favorável. “Os animais que teremos no remate foram trabalhados dentro deste conceito de produção, que leva muito em consideração esta adaptação, acasalamentos corretivos com a intenção de melhorar não só a avaliação genética, mas também a composição de carcaça dos animais e a parte funcional, que são: Raça, aprumo, pigmentação, harmonia e ossatura. Com o lançamento de novos índices de seleção como o de precocidade e de frigorífico, que se juntam aos índices de desmame, final e retorno maternal”, disse.

Veja Mais:  Mato Grosso recebe 17.550 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira (15)

Todo este desenvolvimento, traz uma genética preparada para expressar resultado perante aos desafios ambientais, como destaca o gestor da Agropecuária Ribeirópolis, Ângelo Gardim. “Nós temos um foco em buscar indivíduos, que com ambientes desafiadores tragam o máximo de produtividade, e desta forma nós conseguimos encaixá-los em todos os sistemas de produção. Pois se nós levarmos eles para um ambiente tão desafiador quanto o nosso, eu sei que este animal vai garantir produção, e se levarmos para um ambiente melhor que o nosso ele vai expressar muito mais o seu potencial genético”, explicou.

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana