Política MT

Vice-governador Otaviano Pivetta se licencia do cargo por 4 dias

Publicado

Foto: Assessoria

O governador em exercício Otaviano Pivetta irá se licenciar do cargo por 4 dias, a partir desta sexta-feira (29.10).

A presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Póvoas, assume o governo, às 18 horas, até a próxima terça-feira (02.11).

Comentários Facebook
Veja Mais:  Municípios perdem arrecadação por falta de fiscalização em MT

Política MT

Governador: “Estamos trabalhando para que MT seja uma das 10 melhores educações do país”

Publicado

Governador Mauro Mendes dá posse aos gestores das Diretorias Regionais de Educação – Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes afirmou que a gestão tem trabalhado para que Mato Grosso passe a integrar a lista dos 10 Estados com os melhores índices educacionais do país nos próximos anos, além de erradicar o analfabetismo.

A declaração foi dada durante o evento de posse dos diretores, adjuntos, coordenadores e assessores pedagógicos das Diretorias Regionais de Educação (DREs), na noite desta terça-feira (18.01).

“Estamos trabalhando para que Mato Grosso tenha uma das 10 melhores educações do país nos próximos cinco anos. Que seja um território livre do analfabetismo. Tenho muito orgulho dos hospitais que estamos construindo, dos milhares de quilômetros de asfalto que estamos entregando. Mas tenho certeza que vai encher meu coração e minha alma de orgulho em poder dizer que nós mudamos essa história da Educação em Mato Grosso. Isso não tem preço”, ressaltou.

Mauro Mendes citou o grande pacote de investimentos que tem sido executado na educação, desde a construção de novas escolas e quadras poliesportivas, reforma geral nas existentes, convênios para melhorias em centenas de unidades educacionais em todo o Estado, aumento do recurso descentralizado para os diretores fazerem reparos nas escolas, entre várias outras medidas estruturais.

Além disso, conforme o governador, o campo pedagógico também tem recebido investimentos massivos, desde a verba para os professores comprarem notebooks e internet, até a aquisição de um sistema estruturado de ensino da Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das instituições educacionais mais respeitadas do país.

Veja Mais:  Deputado Dr. Eugênio vistoria hospitais de Cuiabá

“Estamos investindo em tecnologia porque ela abre um leque de oportunidades muito grande. Por isso que cada sala de aula vai ter uma Smart TV, para que esse recurso tecnológico possa ser uma ferramenta a mais na mão do professor. Porque as crianças hoje estão antenadas, então as nossas salas têm que ser mais atrativas. Vivemos em um tempo da capacidade de transformar o conhecimento em informação e resultado. É essa a escola que temos que pensar”, relatou.

Mauro Mendes ainda lembrou que foi a Educação da escola pública que deu a ele a oportunidade de crescer profissionalmente e de hoje poder ocupar o cargo de governador.

“Foi a Educação que me tirou do interior de Goiás, da roça. E foi aquele garoto que teve a oportunidade de estudar na escola pública que hoje está diante de vocês falando como governador de um grande Estado como Mato Grosso. Espero que os filhos da escola pública, esses 400 mil alunos que estamos tratando aqui, e tudo o que estamos fazendo é por eles, possam também ter essa oportunidade. Estamos fazendo isso para que daqui a 10, 20, 30, 40 anos, algum deles esteja aqui ou num lugar muito igual a esse falando como governador de Mato Grosso. Essa história estamos construindo com vocês”, finalizou, ao agradecer o empenho dos profissionais da Educação.

Veja Mais:  Municípios perdem arrecadação por falta de fiscalização em MT

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp do Portal MT e receba notícias em tempo real

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Claudinei critica o Batalhão da PM formado para atender o governador de MT

Publicado

O parlamentar analisa que há unidades policiais do interior com apenas um servidor e o gestor estadual possuir 83 militares ao seu dispor

Foto: Assessoria

Com vasta experiência na segurança pública, como delegado de polícia por mais de 18 anos, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) ficou indignado ao tomar conhecimento sobre o grande número de militares à disposição do gabinete do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), conforme a publicação divulgada, nesta segunda-feira (17), pelo site Isso é Notícia.

O veículo de comunicação divulgou o lotacionograma do 1° semestre de 2022, publicado pelo Diário Oficial do Estado (DOE), de n.° 28.165, que aponta que são 80 servidores da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) – com diferentes cargos – e três profissionais do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) para atender a Governadoria. “Realmente, isso é uma evidência forte que comprova o motivo do governador não se preocupar com a segurança pública de Mato Grosso. Afinal, ele está muito bem. É praticamente um batalhão da PM dentro do seu gabinete, no Palácio Paiaguás. Todo ao seu dispor”, indigna o parlamentar.

Relatório

Diante da informação divulgada, Claudinei fez um comparativo sobre os dados obtidos com o diagnóstico realizado, quando presidia a Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa, em 2020, ao visitar 13 polos regionais da Região Integrada da Segurança Pública de Mato Grosso (Risp).

Veja Mais:  Deputado Dr. Eugênio vistoria hospitais de Cuiabá

“Entreguei nas mãos do governador, em fevereiro de 2021, um relatório com todas as informações necessárias e as deficiências identificadas para melhorias nas instituições da segurança pública dos polos regionais. Um dos dados foi sobre o déficit de pessoal nas unidades da Polícia Militar do interior. Tanto que tem cidades que possui só um policial para atender uma população com cinco mil habitantes ou mais!”, mencionou o parlamentar.

Ele cita que o 13° Comando Regional da PM de Água Boa, responsável no atendimento de 11 municípios, precisava do aumento de 50% do efetivo já existente. Já a Regional de Alta Floresta, o 9° Comando que atende oito municípios da região norte de Mato Grosso e enfrenta um grande problema devido à extensão territorial da região, precisava ter, no mínimo, 400 militares e só tinha 142. “Esses são alguns exemplos das regionais que visitamos. Isso foi em 2020. De repente essa situação deve ter piorado e muito”, frisa Claudinei.

Já os 6° e 10° Comandos Regionais de Cáceres e Vila Rica, ambos com 12 municípios, necessitavam respectivamente reforçar o efetivo com 80 militares e ampliar o número de servidores para 44. “Essa é a realidade esquecida pelo governo de Mato Grosso que está mais preocupado em disponibilizar 83 militares para atender um governador que não se preocupa com a segurança da sociedade mato-grossense. Considero isso tudo, um absurdo!”, declarou o deputado.

Veja Mais:  Deputado vai a Mato Grosso do Sul conhecer realidade do Cota Zero

Déficit

O parlamentar ainda lembra das unidades policiais que possuem apenas um militar que faz revezamento para atender a população diariamente. “Isso acontece devido alguns militares estarem de férias e outros com licenças prêmios ou de saúde. Tanto que, nas visitas, identificamos as cidades de Guariba e Nova União, pertencentes à Regional de Juína – e o município de União do Sul da Regional de Sinop com apenas um policial militar”, explica.

Concursos

Com os concursos públicos para a segurança pública, em fase de inscrições, a gestão estadual pretende suprir a falta de pessoal na PM, Polícia Judiciária Civil (PJC), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e CBM de Mato Grosso. Claudinei já analisa que não vai resolver o problema das categorias devido à pretensão ser de nomear apenas 1.200 candidatos aprovados.

“Infelizmente, essa quantidade definida não vai atender a necessidade das forças de segurança. O déficit de pessoal ultrapassa essa quantidade proposta pelo governador. Para mim, ele faz concurso para fins políticos. A gente espera que ele coloque a mão na consciência e avalie a condução dessa gestão em relação à segurança pública”, conclui o deputado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Deputado Claudinei comemora reabertura da Unidade Avançada do Incra de Rondonópolis

Publicado

A sede do Incra do município atende 5.800 famílias de 11 municípios das regiões sul e sudeste de Mato Grosso

Foto: Assessoria

Após nove meses na busca por uma solução para a reativação da unidade avançada do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Rondonópolis, as lideranças de assentados de 11 municípios das regiões sul e sudeste de Mato Grosso participam de encontro, nesta quinta-feira (20), às 14h, para celebrar a reabertura da antiga sede da unidade. Essa conquista também contou com a atuação do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) e outros representantes da classe política.

“Uma importante e gratificante notícia que recebemos! A unidade do Incra de Rondonópolis será reaberta! Agora, as 5.800 famílias com imóveis rurais de 11 municípios poderão contar com os serviços e assistência por meio da unidade. Acompanhamos de perto essa situação e a união de forças com as lideranças de assentados e a classe política mato-grossense garantiu esse resultado tão esperado!”, comemora o parlamentar.

Contrato

De acordo com o ex-chefe do Incra do município, Nelsivon Silva Gomes, que preside o Comitê para a reativação da entidade, é esperado no encontro a renovação do contrato de locação do imóvel por parte da Prefeitura de Rondonópolis. “Tudo caminha para dar certo. Esse é o compromisso que a gente tinha, em manter o antigo prédio. Quando tivemos o encontro, em setembro de 2021, o próprio representante da prefeitura assumiu o compromisso, em que falaria com o prefeito para garantir o prédio no local de interesse e, assim, foi feito”, comentou.

Veja Mais:  Municípios perdem arrecadação por falta de fiscalização em MT

Ele lembra que, neste mesmo acontecimento, Claudinei fez uma chamada telefônica ao superintendente Regional do Incra, Marcos Cunha, e que garantiu a disponibilização de profissionais. “Esse contato só trouxe avanços para a reativação da unidade. Agora, já temos servidores prontos para trabalhar. Temos três e outros que serão encaminhados pelo Incra Regional. Está previsto mais um engenheiro efetivo, mas vamos precisar contratar um administrativo para atender o público”, informou Nelsivon.

Gomes frisa que essa concretização com a reabertura do Incra de Rondonópolis, envolveram a participação ativa das lideranças de assentados e a classe política que foi o ponto decisivo para que tudo desse certo. “Os políticos fizeram uma ponte extraordinária. Eles foram importantes para trazer os servidores para cá e ajudar o superintendente a garantir a unidade para cá. Quando fomos convidados para esse desafio, em junho do ano passado, foi criado um Comitê e fui direcionado para presidir como representante do Incra. Abrimos todo um debate com todos os políticos. A união foi essencial para a reabertura do Incra”, declarou.

Entidade – A sede do Incra de Rondonópolis foi desativada em abril de 2021, sendo que ficou sem funcionar desde março de 2020, após os processos terem sido encaminhados para a sede de Cuiabá. Em agosto de 2021, foi feita a assinatura do prefeito José Carlos do Pátio (SD) ao Programa Titula Brasil que permite que os municípios aumentem a capacidade operacional dos procedimentos de titulação e regularização fundiária das áreas rurais do Incra.

Veja Mais:  Audiência pública debate medidas para prevenção de nova catástrofe anunciada

A unidade abrange 5.800 famílias de 11 municípios mato-grossenses e será mantida na Rua João Pessoa, n.° 164, no bairro Vila Aurora I, em Rondonópolis.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp do Portal MT e receba notícias em tempo real

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana