Rondonópolis

Hospital em Rondonópolis é condenado após médico esquecer Lâmina de bisturi dentro de paciente em cirurgia

Publicado

Foto: Ilustrativa

A 4ª Câmara de Direito Privado de Mato Grosso manteve a condenação de um hospital de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, que esqueceu em 2010, durante cirurgia de varizes, um bisturi na perna esquerda de uma paciente. A condenação foi divulgada nesta terça-feira (27).

De acordo com o processo, a vítima propôs a ação de indenização contra o hospital e o médico, após constatar falha na prestação do serviço de cirurgia de varizes.

A mulher foi liberara após 24h de internação e retornou, com 7 dias, ao consultório médico para consulta pós-operatória.

Nesta consulta realizou o procedimento denominado “secagem” das varizes, ocasião em que alertou o médico que na perna esquerda havia um ponto inflamado e escuro. O profissional disse que o aspecto era normal e com o tempo desapareceria.

Todavia, a vítima afirmou que passado algum tempo não houve melhora e o ponto inflamado evoluiu para massa endurecida.

Depois de se consultar com outro especialista, contatou-se que o ponto inflamado se tratava de uma haste de bisturi que havia sido esquecida dentro de sua perna, durante o procedimento cirúrgico.

No decorrer da ação a autora firmou acordo, homologado em juízo, com o médico que realizou a cirurgia.

Apesar disso, a ação seguiu seu curso e sagrou o hospital co-responsável pelo erro médico – condenando-o ao pagamento do montante de R$17 mil por danos morais e estéticos.

“Conclui-se, portanto, que o hospital requerido, até mesmo porque tem o dever de garantir a integridade física e mental do paciente, bem como dispor de recursos compatíveis com o objetivo da internação, responde objetivamente pelos danos sofridos por seus pacientes. Isso significa que, uma vez demonstrado o nexo causal entre a conduta do agente, no caso tanto do médico quanto da equipe de enfermagem, e o dano, surge o dever de indenizar”, reiterou o relator, desembargador Guiomar Teodoro Borges em seu voto.

Da redação com G1

Rondonópolis

Texto para abertura do concurso público para ‘Câmara de Rondonópolis’ será apresentado na quarta-feira (2)

Publicado

Foto: Assessoria

O presidente da Câmara de Vereadores de Rondonópolis, vereador Cláudio da Farmácia (MDB) se pronunciou ontem (25) com a imprensa na Casa de Leis sobre a situação dos cargos comissionados, e também a realização do concurso público previsto, que teve a realização afetada devido à pandemia do coronavirus.

Devido a uma determinação judicial provocada pelo Ministério Público Estadual (MPE), que exige uma equiparação entre o número de cargos de servidores de carreira e de cargos de comissionados, a determinação da justiça é para que ocorra um concurso público para lotação de cargos efetivos na Casa de Leis.

Atualmente são 204 comissionados e 41 efetivos, e devido a essa demanda judicial não se pode nomear novos servidores, o que tem preocupado os novos vereadores eleitos. No entanto, o atual presidente da Câmara de Rondonópolis afirmou que quer resolver esse impasse envolvendo os servidores do legislativo.

“Isso já se arrasta de outras legislaturas, outros presidentes, e essa equiparação não foi feita. Temos uma decisão judicial e temos que cumpri-la, dentro do prazo”, falou Cláudio da Farmácia.

O presidente disse ainda, que está em busca de uma solução para que as demissões em massa não ocorram, para isso é preciso que a seja lançado o concurso ainda neste ano, sendo assim será possível manter todos até a efetivação dos novos servidores concursados. Cláudio da Farmácia afirma que tem até o dia 20 de dezembro para tomar a decisão.

Veja Mais:  Unidades Sentinela no PSF Parque das Rosas e Policlínica Itamaraty estão em plantão neste fim de semana

“Segundo a nossa Procuradoria, temos tempo hábil. Podemos fazer dispensa de licitação, dada a situação colocada pelo Poder Judiciário. A Casa de Leis precisa andar e não vejo caminhos sem servidores”, comenta o presidente.

Será apresentado em Plenário, já na próxima quarta-feira (2/12), o texto para abertura do concurso, e que o mesmo seja realizado já no primeiro semestre de 2021.

Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura paga servidores neste sábado (30)

Publicado


Cumprindo o compromisso de pagar os servidores públicos municipais dentro do mês trabalhado, a Prefeitura de Rondonópolis depositou os valores dos salários dos trabalhadores que poderão fazer o saque durante todo o sábado (28). No total foram injetados na economia local R$ 14.774.584,54. O pagamento acontece próximo a uma data esperada pelos consumidores, a chamada black friday, que oferece produtos com descontos atraentes, movimento a economia local.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis investe nos esportes ao reformar praças esportivas da cidade
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis investe nos esportes ao reformar praças esportivas da cidade

Publicado

A Prefeitura Municipal nos últimos anos, tem voltado a sua atenção para um setor importante da vida em comunidade: investir em esportes como mecanismo transformador e agregador de valores para o processo educacional e formador da sociedade.

Para isso, o prefeito Zé Carlos do Pátio colocou em prática, um projeto ambicioso de recuperar, reformar e readequar as diversas praças esportivas da cidade (miniestádios), a começar pelo Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, que foi todo reformado e entregue recentemente.

Nessa memorável praça esportiva que já abrigou inesquecíveis disputas futebolísticas dos campeonatos locais, regionais e estaduais, o prefeito investiu R$ 880.261,10 em recursos próprios do município, onde foram realizados trabalhos de: pintura parcial das arquibancadas; reforma dos vestiários; reforma e ampliação dos banheiros; e, execução/reconstrução de 10 cabines de imprensa, entre outros.

Na verdade essas readequações capacitaram o Lutero Lopes a novamente sediar competições e campeonatos amadores e profissionais, assim que a ‘Pandemia de Coronavírus’ passar e as coisas voltarem a normalidade, com as pessoas podendo se reunirem e participar das competições esportivas, naturalmente.

Todavia, não bastasse o investimento na reforma do estádio principal, a administração pública por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, investiu pesado; cerca de R$ 4.715.228,40 na reestruturação e reforma de cinco, dos sete ‘miniestádios’ existentes na cidade. São eles; ME Monte Líbano (R$ 608.565,76); ME Jardim Iguassu (R$ 720.236,89); ME Mané Garrincha (R$ 877.120,87); ME do Pinheirão (R$ 987.366,87 (recurso federal); R$ 379.001,83 (recurso municipal); ME Jardim Atlântico (R$ 262.675,08). As duas últimas praças esportivas locais ainda sem reforma são: o miniestádio do Pedra 90 e, o da Vila Mamed.

Veja Mais:  Cursos gratuitos de capacitação auxiliam na geração de renda em Rondonópolis

Conforme informações da Secretaria de Esportes, o primeiro, ainda não foi reformado porque aguarda regularização documental. E, o ME da Vila Mamed, já se encontra com o projeto de reforma dos vestiários e iluminação prontos, aguardando apenas a liberação para licitação e início das obras.

O QUE FOI FEITO

No Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, cujas obras já foram finalizadas, foram realizadas: pintura parcial das arquibancadas; reforma dos vestiários; reforma e ampliação dos banheiros; execução de 10 cabines de imprensa.

Quanto ao Miniestádio Monte Líbano, também já finalizado; houve a troca do gramado; readequação da iluminação; pintura e arquibancada; bem como, a colocação de alambrados.

Já no miniestádio do Jardim Iguaçu (finalizado); foi feita a colocação e substituição do gramado; construídas calçadas em torno de todo o terreno; colocação de alambrados; sistema de Irrigação e pintura; e, ainda a reforma dos vestiários.

No miniestádio Mané Garrincha, cujas obras ainda estão em execução, devendo ser concluídas em breve; foram feitas reforma e ampliação dos vestiários; execução/construção de nova arquibancada; construção de rampa com acessibilidade; troca do gramado; troca da iluminação do campo; reforma das calçadas em torno de todo o terreno; pintura da arquibancada, e, colocação de alambrados.

Quanto ao miniestádio do Pinheirão (finalizado), esta foi a única praça esportiva cuja obra contou com recursos federais e contrapartida da Prefeitura. Ali foram realizadas a troca do gramado; reforma e ampliação do vestiário; execução da arquibancada; sistema automatizado de irrigação; calçada de acesso em torno de todo o terreno, e colocação de alambrados.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis investe nos esportes ao reformar praças esportivas da cidade

O miniestádio do Jardim Atlântico ainda se encontra com as obras em andamento, devendo estar concluídas, nos próximos dias. Lá, estão sendo realizadas obras de reforma do vestiário; reforma do campo e, colocação dos alambrados, entre outros.

Gradativamente a administração municipal vai levando a efeito o seu projeto de resgate, reestruturação e restauração dos próprios públicos do município, cuja conservação e manutenção, vinham sendo negligenciadas há muito tempo.

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana