conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Mulheres são presas com metralhadora e R$ 27 mil dentro de ônibus

Publicado

metralhadora arrow-options
Foto: Reprodução/BPRV

Dupla estava com metralhadora dentro de ônibus

Duas mulheres foram presas com uma metralhadora e R$ 27 mil em espécie dentro de um ônibus interestadual que fazia a linha Maceió/Salvador. O caso aconteceu neste domingo (10).

De acordo com o tenente Liziário, do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), as mulheres embarcaram na rodoviária de Maceió e foram abordadas no trevo no polo, em Marechal Deodoro. Ainda de acordo com o policial, elas foram presas após uma denúncia anônima .

“Nós fomos chamados para dar apoio ao militares do 1º batalhão. Durante a abordagem, nossa equipe encontrou uma metralhadora .40, que é de uso restrito, com 13 munições e R$ 27.400,00 em espécie”, diz.

Elas foram levadas para a Central de Flagrantes I, onde foram autuadas. As duas ficaram em silêncio durante o depoimento e não disseram para onde a arma e o dinheiro seriam levados.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Eduardo Gomes elogia votações desta quinta e prevê MPs na pauta da próxima semana

Nacional

CMA fará ‘lives’ para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente

Publicado


.

A Comissão de Meio Ambiente do Senado (CMA) vai fazer uma série de transmissões ao vivo (lives) para celebrar o 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. 

A iniciativa foi batizada de Junho Verde e será composta de uma série de debates com especialistas, políticos e representantes da sociedade civil. A transmissão será feita pelo canal do YouTube do presidente da comissão, senador Fabiano Contarato (Rede-ES), no endereço:/fabianocontaratosenador. 

O primeiro evento a ser transmitido ao vivo será nesta sexta-feira (5), às 19h, com o tema “O meio ambiente no isolamento: quem olha por nós?”. Além de Contarato, vão participar a ex-candidata à Presidência da República Marina Silva e a jurista e procuradora da República Débora Duprat.

Cada live terá uma duração média de uma hora, dependendo da participação de cada convidado.

A segunda live será em 18 de junho, também às 19h, para debate do tema “Covid-19 e os povos originários do Brasil”, tendo como convidados o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Joênia Wapichana (Rede-RR), a primeira mulher indígena eleita deputada federal no país. 

O terceiro encontro está agendado para 25 de junho com os convidados a serem definidos.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Comentários Facebook
Veja Mais:  Projeto permite que Fust seja usado para compra de computadores para escolas públicas
Continue lendo

Nacional

Projeto permite que Fust seja usado para compra de computadores para escolas públicas

Publicado


.
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Audiência Pública- Tema: "Desapropriações de residências próximas às torres da Enel em Cabo Frio". Dep. Aureo Ribeiro (SOLIDARIEDADE - RJ)
Aureo Ribeiro quer promover a universalização do acesso aos professores e alunos dessas instituições à informática

O Projeto de Lei 2182/20 permite que o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) seja utilizado para a compra de computadores, equipamentos e infraestruturas de redes digitais para as escolas públicas.

Em análise na Câmara dos Deputados, o texto altera a lei do Fust (Lei 9.998/00), que já determina que, no mínimo 18%, dos recursos do fundo sejam aplicados na educação, para a implantação de internet nas escolas públicas.

“O que se quer é permitir, com a proposta, que os recursos do fundo também sejam destinados à compra de materiais de informática e de estrutura de redes digitais para as instituições públicas de ensino, a fim de promover a universalização do acesso aos professores e alunos dessas instituições”, afirma o deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), autor da proposta.

Outras propostas
Também estão em análise na Casa projetos de lei para permitir o uso de recursos do Fust para ações de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus.

O Plenário da Câmara aprovou em dezembro de 2019 projeto de lei (PL 1481/07, do Senado) que permite o uso de recursos do Fust para a ampliação da banda larga em escolas públicas. Devido às mudanças feitas no texto pelos deputados, a proposta retornou aos senadores para nova votação. Pela legislação atual, os recursos devem ser utilizados para a expansão da telefonia fixa.

Veja Mais:  Eduardo Gomes elogia votações desta quinta e prevê MPs na pauta da próxima semana

O Fust arrecadou no ano passado R$ 794,1 milhões. O total arrecadado com o fundo desde a sua criação supera R$ 21,8 bilhões. Porém, os recursos não vêm sendo utilizados para os fins previstos pela legislação, e sim para despesas como pagamento da dívida pública.​

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Rachel Librelon

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Presidente volta a pedir a apoiadores que não saiam às ruas no domingo

Publicado


.

O presidente Jair Bolsonaro criticou os manifestantes autodenominados antifascistas durante sua live semanal desta quinta-feira (4), transmitida pelas redes sociais. “Na verdade, são terroristas. Lamentamos não conseguir tipificar como terrorismo suas ações no passado”, disse o presidente, fazendo referência à Lei Antiterrorismo (13.260), aprovada em 2016.

No último domingo (31), manifestantes contrários ao governo protestaram na Avenida Paulista, em São Paulo. Após confusão com um grupo de apoiadores do presidente, que também estava no local, a Polícia Militar interveio. No mesmo dia, ocorreram mobilizações semelhantes no Rio de Janeiro e, na última terça-feira (2), também houve um ato em Curitiba. 

O assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Filipe Martins, também participou da live ao lado do presidente. Segundo ele, os manifestantes do último domingo, e que já marcaram novas mobilizações para o fim de semana, são comparáveis aos chamados black blocs, que ficaram nacionalmente conhecidos por promoverem uma tática de protesto que incluía depredação de patrimônio, durante a jornada de mobilizações populares em junho de 2013.

“Todo brasileiro conheceu ali em 2013 os black blocs, que foram responsáveis por uma grande arruaça, quebraram tudo, vandalismo, agressão e até mesmo a morte de um cinegrafista, o Santiago [Andrade], da Bandeirantes”, afirmou Martins. O assessor do presidente ainda argumentou que o governo Bolsonaro defende liberdades e menos Estado e que, por isso, não poderia ser considerado fascista.

Veja Mais:  Projeto permite que Fust seja usado para compra de computadores para escolas públicas

Ainda durante a live, Bolsonaro voltou a pedir que seus apoiadores, que têm feito manifestações a favor do governo quase todos os finais de semana, não voltem às ruas neste domingo (7), para evitar conflito com os manifestantes contrários.

“Domingo agora, esse pessoal está marcando um movimento. Eu peço a todos aqueles que nos seguem, nos acompanham, que não participem desse movimento, fiquem em casa, vão pra outro lugar qualquer, e deixem eles mostrarem o que é democracia para eles. Eu não estou torcendo para ter quebra-quebra não, mas a história nos diz que esses marginais, de preto, que vão com soco inglês, punhal, barra de ferro, coquetel molotov, geralmente eles apedrejam, queimam bancos, queimam estações de trem e outras coisas mais. […] Um bando de marginais, muitos ali são viciados, muitos têm costumes os mais variados possíveis que não condizem com a maioria da sociedade brasileira. Eles querem tumulto, querem confronto”, afirmou o presidente.

Edição: Juliana Andrade

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana