Policial

Polícia Civil instaura inquérito para apurar conduta de motorista que destruiu manifestação em homenagem a vítimas da Covid-19

Publicado

Foto: Assessoria

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), instaurou inquérito policial para apurar a conduta do motorista que de forma intencional transitou em alta velocidade em um canteiro central da Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), destruindo uma manifestação pacífica, em homenagem aos mais de 600 mil mortos pela Covid-19.

O motorista que conduzia um veículo Volkswagen Fox, de cor vermelha, já foi identificado e responderá por direção perigosa, direção sob a influência de álcool, além do crime de dano.

O fato ocorreu durante a madrugada de segunda-feira (25.10), quando voluntários do Observatório Social de Mato Grosso fizeram um protesto pacífico de combate à corrupção, fincando cruzes pintadas de preto com balões vermelhos em homenagem às vítimas da Covid-19, no canteiro central da Avenida do CPA.

Após o término da montagem, o motorista que estava com veículo estacionado do lado direito da avenida, em um trailler de lanches, subiu com o carro no canteiro central da via, passando por cima de várias cruzes, vandalizando a manifestação e em seguida saindo em alta velocidade.

O boletim de ocorrência foi registrado na manhã de terça-feira (26) e, imediatamente após a comunicação, a equipe da Deletran iniciou as diligências para apurar a autoria das fatos. Através de imagens de câmeras de segurança foi possível verificar que o suspeito parou em um trailer de lanches, próximo a um posto de combustível, por volta das 03h30 e ficou ingerindo bebida alcoólica no local até o início da manhã.

Veja Mais:  Deu ruim; PM flagra racha de veículos e prende 11 motociclistas em flagrante

Segundo o delegado da Deletran, Christian Alessandro Cabral, nas duas horas em que ficou ingerindo bebida alcoólica no local, o suspeito ficou observando os voluntários montarem o protesto pacífico e possivelmente arquitetando a conduta criminosa.

O inquérito policial foi instaurado para apurar os crimes de direção perigosa, direção sob influência de álcool e também o dano. O veículo já foi identificado e os policiais da Deletran trabalham para localizar o suspeito que será intimado para prestar esclarecimentos na unidade especializada.

Comentários Facebook

Policial

Roubo de carga de carne de frigorífico é esclarecido e Polícia Civil cumpre mandados contra grupo investigado

Publicado

A Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), cumpriu nesta segunda-feira (06.12) mandados judiciais contra quatro suspeitos envolvidos no roubo de um caminhão com uma carga de carne, de um frigorífico em Várzea Grande. Foram cumpridas duas prisões e quatro buscas e apreensão.

Conforme a investigação da GCCO, no dia 15 de setembro, quatro criminosos abordaram o motorista do caminhão e seu ajudante, no início da manhã, na estrada da Guarita, no bairro 23 de Setembro. Armados, os criminosos anunciaram o roubo e levaram consigo o caminhão com câmara fria, pertencente a um frigorífico, que estava carregado com mais de 3 toneladas de carne.

Como apoio da ação criminosa, os suspeitos utilizaram uma S10, de cor prata, modelo antigo. A vítima prestou declarações da GCCO, onde reconheceu três autores do crime, um deles menor de idade.

Na apuração para esclarecer o crime, a GCOO coletou depoimentos das vítimas e uma delas reconheceu três criminosos, um deles, um adolescente que estava armado e foi quem retirou uma das vítimas do caminhão.

Um dos presos, E.R.S.J. era quem comandava toda a ação, dava ordens para o restante do grupo e amarrou as vítimas. Ele foi localizado e preso nesta segunda-feira, no centro de Várzea Grande. Outro investigado foi preso em um posto de combustível no Jardim Industriário, em Cuiabá.

Veja Mais:  Cinco mulheres de MT que aplicaram golpes em Goiás são presas em Cuiabá

Diante das provas reunidas no inquérito, o delegado Gustavo Belão representou pelas prisões preventivas dos suspeitos, bem como por buscas e apreensões nos endereços dos alvos, além de medidas cautelares cumpridas nesta segunda-feira.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil divulga imagens de autores de execução de advogado e espera chegar à identidade de criminosos

Publicado

Mesmo após dois anos da execução do advogado Antônio Padilha de Carvalho, em Cuiabá, a equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Capital continua o trabalho para chegar aos autores e à motivação para o crime.

Antônio Padilha, de 60 anos, foi morto na manhã do dia 04 de dezembro de 2019, no cruzamento da Rua Benedito de Camargo com a Avenida Dante Martins de Oliveira (antiga Avenida dos Trabalhadores), na altura do Jardim Leblon. Ele conduzia seu veículo e tinha como passageira a esposa, que foi atingida por estilhaços da munição. Quando Padilha chegou ao cruzamento das duas vias e parou em um semáforo, uma motocicleta com dois ocupantes emparelhou com o carro do advogado e um dos suspeitos disparou cinco vezes, atingindo o advogado na cabeça, pescoço e tórax.

Na apuração do crime, a equipe coordenada pelo delegado Marcel Gomes Oliveira analisou mais de 800 horas de imagens e foi possível identificar a movimentação dos suspeitos, que já estavam rodando a vítima, desde o bairro Altos do Coxipó, onde o advogado residia.

Após análise de mais de centenas de horas de imagens foi possível verificar que esses suspeitos que estavam rondando o bairro da vítima são os mesmos que o perseguiram pela Avenida Arquimedes Pereira Lima, até o cruzamento da Avenida dos Trabalhadores”, explica o delegado Marcel Oliveira.

Veja Mais:  Polícia Civil indicia diretores de hospital particular da Capital por aumento abusivo do preço de consulta

Além das imagens, depoimentos colhidos pela DHPP comprovam que os dois ocupantes da motocicleta são as mesmas pessoas que seguiram o carro da vítima e depois a executaram.

A Polícia Civil trabalhou, inicialmente, com a hipótese de roubo seguido de morte. Contudo, no curso da investigação, as evidências reunidas apontaram para uma execução e o delegado espera que a divulgação das imagens dos suspeitos possa auxiliar a equipe policial a chegar na motivação do crime.

“Com a divulgação das imagens dos dois suspeitos, a Polícia Civil espera chegar a alguma informação que leve à dupla que cometeu a execução. E toda informação qie for repassada ao disque-denúncia (número 197) tem sigilo absoluto. Continuamos investigando essa execução”, assegura Marcel.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp do Portal MT e receba notícias em tempo real

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

PM recupera caminhonete furtada no interior de MT

Publicado

Foto: PMMT

Na manhã desta segunda-feira (06.12), policiais militares do 1º Batalhão localizaram uma caminhonete F-4000 furtada, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá. O veículo foi encontrado pela Polícia Militar na cidade de Várzea Grande.

Por volta das 7h, a equipe da PM foi acionada via 190 para atender uma ocorrência de furto de veículo, a vítima procurou a Base UFMT da Polícia Militar e relatou que a caminhonete F-4000, estava estacionada durante a madrugada em frente à sua residência, quando o veículo foi furtado.

Diligências foram realizadas na região e através do sinal do rastreador do veículo, os policiais localizaram a caminhonete abandonada em um canteiro, na Rua Marechal Rondon, no bairro Ipase, em Várzea Grande. O proprietário foi comunicado e teve o veículo devolvido. A ocorrência foi registrada na Delegacia da Polícia Judiciária Civil.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp do Portal MT e receba notícias em tempo real

Comentários Facebook
Veja Mais:  Autor de feminicídio contra ex-mulher é preso em flagrante pela Polícia Civil
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana