Sem categoria

Roubo de cargas; Bloqueio de bens de envolvidos na operação ‘Grãos de Areia’ chega a R$ 3 milhões

Publicado

A operação Grãos de Areia, deflagrada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf ) de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá) e Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), resultou no bloqueio de aproximadamente R$ 3 milhões das contas bancárias dos alvos investigados.

Deflagrada na última quinta-feira (28), a operação deu cumprimento a 88 ordens judiciais para desarticular uma organização criminosa voltado para crimes de furto qualificado, estelionato e fraude na entrega de cargas na região sul do estado.

Os mandados, sendo 25 de prisão preventiva, 32 de busca e apreensão domiciliar, além de 31 ordens de sequestro de bens, foram expedidos pela Sétima Vara Criminal de Cuiabá e cumpridos nas cidades de Rondonópolis, Pedra Preta e Diamantino.

Após o bloqueio das contas bancárias dos investigados, foi apreendido o saldo de R$ 2.966.473,25, além de 18 veículos, entre maquinários, camionetes, barco, carros de luxo, munições, computadores, bloqueadores de sinal, chaves de veículos, joias e mais de R$ 22,6 mil em dinheiro. Também foram sequestradas 99 cabeças de gado.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Santiago Rozendo Sanches, no total, as apreensões chegam próximo a casa de R$ 6 milhões, demonstrando a envergadura e o tamanho da organização criminosa desestabilizada.

“As investigações resultaram não só na identificação da verdadeira máfia criada pela organização criminosa no furto e adulteração de grãos, mas também na desarticulação financeira do grupo criminoso”, disse o delegado.

Veja Mais:  Esporte conclui obra de revitalização da quadra poliesportiva na Vila Operária; outras 2 já estão reformadas

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook

Esportes

Equipe Funcional No Limite Runn irá representar Rondonópolis na etapa ‘Ultramacho Wazare’

Publicado

Foto: Assessoria

Equipe Funcional No Limite Runn, irá representar a cidade de Rondonópolis em uma competição neste final de semana 31 de julho na cidade de Campo Novo do Parecis, na etapa Ultramacho corrida em trilha sendo 5 e 11 km. A equipe irá competir com 56 atletas amadores.

A equipe conta com o apoio de várias empresas privadas que estão colaborando para que os custos da viagem fiquem menor para cada atleta.

Foto: Professor Maciel Reis

O treinador e professor de Educação Fisica, Maciel Reis, está na coordenação da equipe e aguarda um bom desempenho dos atletas onde durante o ano, vem se preparando e participando de todas as etapas do Ultramacho.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil apreende quatro armas de fogo após atendimento de violência doméstica em MT
Continue lendo

Nacional

Cooperativismo mineral fortalece imagem da pequena e média mineração no país

Publicado

Roberto Cavalcanti*

Presente em várias áreas de atuação, o cooperativismo mostra diariamente sua força no Brasil. Um bom exemplo é o trabalho das cooperativas desenvolvido no setor de mineração.

Responsáveis por oferecer saúde, alimentação e educação aos seus membros, de forma igualitária, é necessário salientar que as cooperativas de mineração se destacam também por contribuir com a conscientização dos cooperados sobre a importância de preservar o meio ambiente e atuar de forma cada vez mais sustentável, o que nós do Instituto Somos do Minério também defendemos e apoiamos com veemência.

Essa união de esforços com foco na coletividade, vem mostrando resultados mais do que positivos em Mato Grosso, estado que possui histórico na mineração do ouro, e que ocupa posição de destaque no setor mineral brasileiro.

Neste sábado (02), comemora-se o Dia Internacional do Cooperativismo, e precisamos ressaltar a importância das cooperativas de mineradores de Mato Grosso para o desenvolvimento regional e o imenso orgulho em demonstrar as boas práticas promovidas por essas entidades.

Com o respaldo da Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso (Sistema OCB/MT) e inseridas em entidades representativas, como a Federação das Cooperativas de Mineração do Estado (FECOMIN), as cooperativas de mineração mato-grossense contribuem para o crescimento econômico regional e estendem a bandeira do cooperativismo saudável pelo Brasil e no mundo.

Recentemente, a Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto (COOGAVEPE) representou o estado como entidade do setor minerário com boas práticas no país, atuando em conformidade com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), em evento realizado pelo Ministério de Minas e Energia (MME), em Brasília (DF).

Veja Mais:  Polícia Civil apreende quatro armas de fogo após atendimento de violência doméstica em MT

Isso mais do que comprova que o trabalho das pequenas e médias mineradoras de ouro em Mato Grosso, seja na baixada cuiabana, seja na região norte do estado, é desenvolvido de forma legalizada, com permissões de lavra garimpeira, além de promover as compensações ambientais necessárias e está amparada em todas as principais regras de governança, ambiental e social (ESG), atitudes imprescindíveis na atualidade.

É importante enfatizar que a organização da atividade mineral em Mato Grosso nas cooperativas também inclui discussões sobre a melhoria no controle e na certificação da extração e do comércio legal de minerais, especialmente o ouro, o que permite reforçar o aprimoramento da legislação, visando maior segurança jurídica e previsibilidade.

Essa união cooperativista é primordial para afastar a imagem do setor mineral das explorações ilegais e levantar a bandeira do forte trabalho desenvolvido em todos os âmbitos, inclusive junto às compradoras de ouro, para o maior controle e rastreabilidade do minério comercializado.

Certos de que a cadeia produtiva mineral avançou nos últimos anos, tanto em modernidade e tecnologia, quanto em capacidade e produtividade, sabemos que ainda temos um longo caminho a percorrer.

Para isso, enfatizamos que o cooperativismo mineral é peça fundamental no desenvolvimento da mineração artesanal, de médio e pequeno porte, atuando de forma responsável, com respeito e valor ao trabalho do minerador, ao meio ambiente e com foco na inclusão social.

Veja Mais:  BR-163: Feriado de Nossa Senhora Aparecida deve ter aumento de veículos leves

*Roberto Cavalcanti é presidente do Instituto Somos do Minério

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Dupla Fernando e Sorocaba e Barões da Pisadinha agitam a Expoverde 2022

Publicado

A exposição ocorre entre os dias 6 e 9 de julho e deve reunir mais de 50 mil pessoas

O que era bom ficou ainda melhor! O show nacional que vai marcar a abertura da Expoverde 2022, no dia 6 de julho, será realizado pelos sertanejos Fernando e Sorocaba. A dupla irá subir nos palcos do evento, que será realizado no Parque de Exposições, para agitar as milhares de pessoas que vão se reunir para celebrar a maior feira agropecuária de Campo Verde, após dois anos de paralisação.

Dessa forma, o show de encerramento que seria realizado no dia 9 de julho, sábado, pelos sertanejos será agora liderado pela banda de forró e dona de hits de sucesso, Barões da Pisadinha. A alteração da programação precisou ser realizada devido ao problema de saúde enfrentado pelo cantor Wesley Safadão, conforme foi amplamente divulgado pelo artista em suas redes sociais.

“Problema de saúde é algo que pode afetar a qualquer um de nós, desejamos uma boa recuperação ao cantor Wesley Safadão. Mas a organização trabalhou com afinco e conseguiu trazer artistas que vão agitar ainda mais a Expoverde, trazendo alegria e muitos momentos que serão marcantes para a nossa cidade”, pontuou o presidente do Sindicato Rural, entidade que organiza o evento, Alexandre Schenkel.

Além de Fernando e Sorocaba e Barões da Pisadinha, o evento conta com outros shows nacionais. No dia 7, quinta-feira, o cantor João Gomes se apresenta e no dia 8, sexta-feira, é a vez da dupla Léo e Raphael compor a grade musical. “São apresentações nacionais de renome. Campo Verde merece isso, ainda mais depois de dois anos que tivemos essa celebração suspensa, por conta da pandemia”, reforçou Schenkel.

A expectativa é de que durante os quatro dias de evento, cerca de cinquenta mil pessoas circulem pelo parque de exposições entre agricultores, pecuaristas e empresários ligados ao setor produtivo e moradores da região. Além disso, em todos os dias serão realizados rodeios, exposição de máquinas utilizadas na atividade agropecuária e animais.

A Expoverde 2022 é um evento realizado pelo Sindicato Rural de Campo Verde e conta com apoio da Prefeitura Municipal, da Câmara de Vereadores, ERS, Federação de Agricultura e Agropecuária de Mato Grosso (Famato) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Quem tiver dúvidas sobre a nova programação ou quiser mais informações, basta entrar em contato com o Sindicato Rural nos telefones: 66 99686-3330 / (66) 3419-2111 ou ainda acompanhar as redes sociais @expoverdecv.

Expoverde 2022

A 21ª edição da Expoverde, maior feira agropecuária do município de Campo Verde, será realizada entre os dias 6 e 9 de julho, e deverá reunir empresários, produtores rurais e a população. O evento acontecerá na sede social do Sindicato Rural, que fica anexo ao Parque de Exposições, contando com uma extensa agenda de shows nacionais que incluem Wesley Safadão, João Gomes, Léo e Raphael e Fernando e Sorocaba.

A Expoverde é um evento realizado pelo Sindicato Rural de Campo Verde e conta com apoio da Prefeitura Municipal, da Câmara de Vereadores, ERS, Federação de Agricultura e Agropecuária de Mato Grosso (Famato) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).


Comentários Facebook
Veja Mais:  Primeiro clássico entre Academia e União tem horário alterado
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana