Esportes

Chapecoense e Santos não saem do zero; Cruzeiro vira sobre o Atlético-PR

Publicado

Após cinco jogos agitados na tarde deste domingo, todos com gols, outros dois aconteceram esta noite. Em Chapecó, Chapecoense e Santos proporcionaram o primeiro 0 a 0 da 14ª rodada em um jogo ruim, talvez o pior do Brasileirão
até aqui. Enquanto no Mineirão, o Cruzeiro venceu o Atlético-PR por 2 a 1, de virada, em boa partida.

Bruno Henrique e Diego Pituca não ajudaram o Santos em partida fraca contra a Chapecoense
Divulgação/SantosFC

Bruno Henrique e Diego Pituca não ajudaram o Santos em partida fraca contra a Chapecoense

O ponto conquistado no empate sem gols entre Chapecoense e Santos não ajuda nenhum dos times. A equipe catarinense segue na 14ª posição, com 16, e a paulista com 15 uma posição atrás. Já a vitória do Cruzeiro fez o time subir para a terceira posição, com 24 pontos, enquanto o escrete paranaense segue na zona de rebaixamento com apenas 10 pontos ganhos em 14 jogos.

Como foi Chapecoense e Santos

Chapecoense e Santos fizeram um dos piores jogos do Brasileirão 2018
Divulgação

Chapecoense e Santos fizeram um dos piores jogos do Brasileirão 2018

Em Chapecó, o primeiro tempo foi de poucas chances e tecnicamente muito fraco. Wellington Paulista teve boa chance em cabeçada após escanteio aos 13, mas mandou para fora. Aos 34 e aos 38, Jean Mota e Eduardo Sasha, respectivamente, arriscaram de fora da área, mas mandaram para fora.

A melhor chance foi aos 42 minutos, após ótimo contra-ataque puxado por Dodô, que passou para Bruno Henrique. O atacante, então, ganhou da marcação e cruzou rasteiro para Gabriel, que chutou de primeira, mas mandou por cima do gol. Aos 46, árbitro encerrou a primeira etapa.

Veja Mais:  Rejeição a Neymar mais que dobrou durante a Copa do Mundo, aponta estudo

Os donos da casa voltaram em busca do gol e conseguiu muitos escanteios, mas sem grandes chances. Aos 17, em chute de Elicarlos de fora da área, Vanderlei precisou trabalhar para evitar que o placar fosse aberto. Aos 30, a Chape voltou a criar boa oportunidade. Após boa jogada pela esquerda em cima de Victor Ferraz, a bola ficou limpa para Bruno Silva, mas, da pequena área, ele mandou por cima.

Aos 41 minutos, finalmente a Chapecoense conseguiu chegar ao gol, mas Wellington Paulista, antes de ganhar de David Braz pelo alto, estava em posição de impedimento e o árbitro anulou corretamente. No fim, a equipe do Oeste de Santa Catarina ainda tentou uma pressão, mas sem forças. O Santos também praticamente nada fez e aos 49 o árbitro encerrou a partida sem gols na Arena Condá.

Como foi Cruzeiro e Atlético-PR

Arrascaeta foi importante na vitória do Cruzeiro sobre o Atlético-PR
Divulgação

Arrascaeta foi importante na vitória do Cruzeiro sobre o Atlético-PR

No Mineirão, diferentemente do que aconteceu em Chapecó, o primeiro tempo foi mais agitado. A primeira chance foi aos 11 minutos, do Atlético-PR, Guilherme recebeu embaixo da trave, sem goleiro, mas perdeu. Inacreditável. Aos 20, o Cruzeiro chegou a marcar com Barcos, mas lance foi parado por posição irregular.

Aos 37, em lance polêmico, onde o árbitro não deu falta clara em Arrascaeta no campo ofensivo, a bola ficou com Bruno Guimarães, do time paranaense. O volante invadiu a área e foi derrubado por Marcelo Hermes e o juiz assinalou pênalti. Guilherme foi para a cobrança e bateu no meio do gol para abrir o placar.

Veja Mais:  Insatisfeito com torcedor presidente do União E.C cogita fazer jogo da semifinal da Copa FMF com portões fechados

Logo no início da etapa final, o Cruzeiro teve duas boas chances. A primeira com Thiago Neves e a segunda com Dedé, mas nas duas o goleiro Santos defendeu e evitou o empate. Aos 13 minutos, Arrascaeta teve grande chance de empatar, mas perdeu grande chance dentro da área.

Aos 20 minutos, no entanto, o uruguaio não vacilou. Rafinha tocou para Robinho, que cruzou para a área. Arrascaeta apareceu atrás da zaga e cabecebou livre, para o fundo do gol e empatou para o Cruzeiro. Melhor no segundo tempo, o time mineiro conseguiu a virada.

E foi aos 35 minutos, quando Robinho cruzou e encontrou Barcos. O Pirata bateu e mandou para o fundo do gol atleticano. Foi o primeiro gol do argentino com a camisa cruzeirense. Ainda teve tempo de Lucho González ser expulso por falta violenta em Raniel e aos 49 minutos o árbitro encerrou a partida para festa dos torcedores azuis no Mineirão.

Chapecoense e Santos
enfrentam na próxima rodada, respectivamente, Botafogo e Flamengo. Já o Cruzeiro enfrenta o Corinthians e o Atlético-PR pega o Vasco.

Comentários Facebook

Esportes

Morre Nilo Neves Ex-treinador do União E.C

Publicado

Morreu na noite da última quinta-feira (23), em Curitiba, aos 79 anos, o ex-treinador do União E.C Nilo Neves.

Nilo enfrentava graves problemas de saúde desde uma cirurgia cardíaca realizada no ano passado.

Nilo teve passagem como treinador do União no ano de 1994, na época o presidente do colorado era Gilmar de Moura.

O atual presidente do União, Reydner Souza, lamentou a morte de Nilo “Os meus sinceros pêsames a família. Lamento a perda deste grande treinador que contribuiu com a história do União”. Disse Reydner.

Além de grande jogador, Nilo foi também grande técnico. No Sinop, foi um dos responsáveis por lançar Rogério Ceni ao futebol profissional.

Nilo começou a carreira nas categorias de base do Sport Club Internacional e chegou até a defender a seleção brasileira em um amistoso contra o Coritiba, no Couto Pereira, no dia 13 de novembro de 1968. Na ocasião, o time brasileiro comandado pelo técnico Aymoré Moreira venceu a partida por 2 a 1 na capital paranaense.

O curioso é que depois do Internacional o lateral defendeu justamente o Coxa Branca. Ele foi um dos destaques da equipe do Coritiba que contava ainda com jogadores como o goleiro Jairo (defendeu o Corinthians e Náutico), os zagueiros Pescuma e Oberdan (jogou ainda pelo Santos), o meia-atacante Zé Roberto (também atuou no São Paulo e no Corinthians), o centroavante Tião Abatiá, o ponta-esquerda Aladim (ex-Corinthians e Bangu), entre outros.

Veja Mais:  Jogadores e clubes brasileiros se posicionam contra o racismo

Além de bom apoiador, marcava na bola sem cometer muitas faltas. Não foi expulso nenhuma vez. Ganhou cerca de cinco títulos estaduais pelo Coxa. Pendurou as chuteiras no Palmeiras, de Santa Catarina, aos 32 anos.

A partir daí, virou treinador. Comandou as divisões inferiores do Colorado gaúcho e, como profissional, assumiu os principais times de Mato Grosso (União, Sinop, Mixto e Operário), além de Francisco Beltrão e Criciúma.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Familiares e amigos se despediram do atleta maratonista ‘Rogério Custela’

Publicado

Foto: Cesar Augusto

Aconteceu na tarde desta quinta-feira (23), a despedida do atleta maratonista, Rogério Franco dos Anjos, mais conhecido como ‘Rogério Custela’. Ele morreu atropelado por um caminhão na última quarta-feira (22), quando seguia na sua motocicleta na avenida Daniel Clemente, sentido Rodovia do Peixe em Rondonópolis.

O corpo do atleta foi levado em um caminhão do Corpo de Bombeiros, em cortejo, no percurso onde sempre gostava de correr durante seus treinos. Vários atletas e amigos participaram da cerimônia de homenagem, no fim da tarde de ontem. O corpo de Rogério foi sepultado no Cemitério da Vila Aurora.

Corpo no cortejo no caminhão do Corpo de Bombeiros- Foto: Cesar Augusto

História 

Defensor do esporte e da melhor qualidade de vida que proporciona aos praticantes, Rogério foi homenageado pela câmara municipal. Ele se tornou corredor de rua, e com isso conseguiu emagrecer 68 kg sem uso de medicamentos, somente com reeducação alimentar e prática esportiva.

Rogerio chegou a pesar 138kg o que lhe rendeu o carinhoso apelido de “Costela” entre os amigos e corredores de rua.

Ele foi idealizador do grupo de corrida ‘Friends Runners’ um dos maiores em número de participantes.

Com olhar de atleta e empreendedor, há cerca de 1 ano, Rogério investiu no ramo de cronometragem de eventos esportivos, onde vinha se despontando em todo estado de Mato Grosso.

Veja Mais:  Cuiabá disputará a Sul-americana pela segunda vez; sorteio em março

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Hawks e prefeitura firmam convênio para participação no Brasileirão de futebol americano

Publicado

Foto: Assessoria

A Associação Atlética Rondonópolis Hawks (AARH) recebeu um importante reforço para participação do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano deste ano. E ele vem de fora de campo, com o convênio firmado com a prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Lazer, onde a Associação contará um montante de R$ 13 mil que ajudará a viabilizar o time representar a cidade na competição nacional.

 A aprovação do convênio via Projeto de Lei nº 276/2022, ocorreu nesta quarta-feira (23), na sessão da Câmara de Vereadores de Rondonópolis.

Para o presidente da AARH Maicon Pradela, o convênio firmado com a prefeitura de Rondonópolis fortalece o projeto esportivo e social da Associação e também uma maior tranquilidade para o time, pois garante boa parte das despesas com viagens da competição. “Queremos agradecer o prefeito José Carlos do Pátio pela sensibilidade e apoio ao futebol americano, também a Câmara na pessoa do presidente Roni Magnani e a secretaria de Esporte Ione que sempre nos atende com muita atenção. Com esta ajuda temos mais incentivo para encarar os treinos visando a competição na elite nacional da modalidade e assim representar bem Rondonópolis e o estado”, explicou.

Foto: Assessoria

TREINOS 

A elenco do Hawks segue a preparação para os jogos deste segundo semestre pelo Brasileirão de FA, em campo nos finais de semana o grupo retorna após dois anos longe por conta da pandemia. Ainda são esperados reforços para se juntar aos atletas locais, mais ainda sem a confirmação de nomes por parte da diretoria.

Veja Mais:  Rejeição a Neymar mais que dobrou durante a Copa do Mundo, aponta estudo

Um reforço que já se integrou a equipe é o jovem quarterback Guilherme Zanchin, com passagens pelo Jundiai Ocelots e Galo FA, que chega reforçar o ataque do Hawks.

Além do foco nos treinos, o Rondonópolis Hawks também trabalha o lado social e de difusão do esporte, com visitas as escolas municipais, estaduais e particulares do município onde as crianças participam de “miniaulas” de iniciação a modalidade.

A Associação Atlética Rondonópolis Hawks mantém seu projeto esportivo e social com os patrocinadores: Restaurante Verde Vale, Urolaser, Grupo Nino, Grupo Mattei, RW Suplementos, Colisor Engenharia. E conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Rondonópolis, Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, Cerâmica Rondonópolis, Lojão do Povo, Academia Rockgym, Universidade UNIC e Ortocenter.

Clique AQUI e entre no grupo de WhatsApp – Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana